PODCAST | #133 – Está preparado para a bomba-relógio da Euribor? (“A minha prestação aumentou 300 euros”)

Escrito por Pedro Andersson

11.10.22

}
3 min de leitura

Publicidade

– A minha prestação da casa subiu 300 euros por mês. O que posso fazer?

Este é um caso real que conheço pessoalmente. E a cada dia que passa, conheço mais casos de pessoas que estão a ser apanhadas de surpresa por aumentos muito acima do que esperavam. Esta é uma realidade que vai bater à porta de muitos de vocês nos próximos meses. E atenção – depende do prazo da vossa Euribor e do valor em dívida – que isto vai mexer muito com o orçamento mensal de muitas famílias.

Neste episódio explico-lhe porque muitos de vocês tiveram uma “sorte” que nem imaginam e outros tiveram um “azar” acima do esperado.

Vou dar-lhe também algumas dicas (talvez algumas repetidas de episódios anteriores) mas que agora fazem ainda mais sentido porque já vai começar a sentir na pele a necessidade de se mexer a sério e rapidamente.

Em todo o caso, quero que entenda que nesta fase o objetivo não é poupar/ficar a pagar menos (como sempre disse ao longo dos últimos 7 anos), mas sim ficar a pagar mais ou menos o mesmo que paga agora ou fazer o possível para que os aumentos sejam os menores possível e que sejam comportáveis para si e para a sua família sem perder muita qualidade de vida.

A partir de agora entrámos numa nova fase financeira: não se trata de poupar para viver melhor ou investir, mas sim assumir uma estratégia de contenção de danos. Prepare-se para dias difíceis nos próximos meses. E olhe que eu sou uma pessoa optimista. As dicas que vai ouvir são para o ajudar a ultrapassar esta fase.

Aproveite a minha boleia para melhorar a sua vida financeira e partilhe este podcast com os seus amigos.

Veja todas as dicas de poupança em www.contaspoupanca.pt
Assine a Newsletter no blogue

YouTube https://www.youtube.com/channel/UCP1NJYImfFMSEkQdlFlbFMA
Facebook facebook.com/contaspoupanca
Instagram www.instagram.com/pedroandersson_contaspoupanca/

O que é um podcast?

Aproveite a minha boleia financeira (gravo em áudio uma “conversa” no carro enquanto faço as minhas viagens e faço de conta que você vai ali ao meu lado) e veja como pode aumentar-se a si próprio. São uma espécie de programas de rádio para escutar enquanto faz outras coisas.

Subscreva o podcast na plataforma em que estiver a ouvir para ser avisado sempre que houver um episódio novo. Não estranhe ouvir o motor do carro, buzinadelas e o pisca-pisca. Faz parte da viagem.

Aprenda a gerir melhor o seu dinheiro

Tem a seguir os links para o Spotify, Soundcloud e iTunes. Para quem não percebe nada disto, deve ir à loja de aplicações do seu telemóvel e instalar gratuitamente a app “Spotify” ou “iTunes” ou outra que dê para ouvir Podcasts. No caso do SoundCloud basta clicar e começa logo a ouvir.

 

Boa viagem e boas poupanças!

Subscreva o Podcast e partilhe-o com os seus amigos ou familiares que se queixam de ter pouco dinheiro e muitas despesas.

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PPR | Mês #24 e #25 – Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Outubro e Novembro 2022)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? Neste momento, as perdas já estão mais reduzidas. Estive a "perder" 560 euros em Setembro, mas passados estes dois meses, os meus PPR já recuperaram cerca de metade. Ainda tenho a soma dos meus PPR com valores negativos, mas...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Outubro de 2022 (Mês #71)

Balanço de Outubro de 2022 Estou a tentar recuperar os meus balanços perdidos. Segue agora o balanço de produção dos meus painéis solares em Outubro e dentro de 15 dias faço o de Novembro. E depois - espero - volto a entrar no ritmo mensal normal. Para os que chegaram...

PODCAST | #142 – Conheça a lei que obriga os bancos a renegociar o crédito à habitação

Conheça os seus direitos se precisar renegociar o seu crédito à habitação A lei que tantos esperavam já está em vigor. Foi publicada em Diário da República e agora os bancos têm até meados de Janeiro de 2023 para fazer a lista dos clientes que preenchem os requisitos...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (5 a 11 de dezembro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

EURIBOR | Prestação da casa sobe entre 108 e 251 euros em Dezembro

Prestação da casa pode subir 250 euros em dezembro A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir acentuadamente este mês nos contratos indexados à Euribor a 3, 6 e 12 meses, face às últimas revisões, segundo a simulação da...

CRIPTOMOEDAS | Estou a ganhar ou a perder dinheiro? (Mês #8 a #11 – Agosto a Novembro 2022)

O meu investimento em Criptomoedas - Balanço #8 a #11 (Agosto a Novembro de 2022) Fui ver há quanto tempo não fazia este balanço de quanto estou a ganhar ou a perder com o meu "investimento" em criptomoedas e apercebi-me que já não fazia este balanço mensal desde...

REFORMAS | Quem se reformar antecipadamente em 2023 vai ter uma corte de “apenas” 13,8%

Corte nas pensões pelo fator de sustentabilidade recua para 13,8% em 2023 O corte das pensões por via do fator de sustentabilidade, aplicado a algumas reformas antecipadas, vai ser de 13,8% em 2023, recuando face aos 14,06% deste ano, segundo cálculos com base em...

EURIBOR | Lei da renegociação do crédito à habitação já está em vigor – Como funciona?

Conheça as regras para a renegociação dos créditos à habitação A lei acaba de ser publicada (na sexta-feira) e entrou em vigor no sábado passado (dia 26 de Novembro). É a famosa lei que vai “obrigar” os bancos a renegociar os créditos à habitação sempre que a taxa de...

EURIBOR | Taxas sobem a 3, 6 e 12 meses para máximos de 14 anos (2009)

Taxas Euribor sobem a 3, 6 e 12 meses para máximos de 14 anos As taxas Euribor subiram hoje para novos máximos desde o início de 2009 a três, seis e 12 meses. A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação avançou hoje para 2,436%,...

PODCAST | #141 – Se baixar o spread, o banco pode subir a minha prestação da casa? (A pergunta do Bruno)

O BANCO PODE AUMENTAR A MINHA PRESTAÇÃO SE EU PEDIR PARA BAIXAR O SPREAD? Esta foi a pergunta do Bruno, à qual respondo neste episódio do podcast. A esta pergunta juntam-se muitas outras, porque os bancos estão a receber uma verdadeira enxurrada de pedidos de...

Publicidade

Publicidade

Artigos relacionados

11 Comentários

  1. Jorge Pina

    Podem sempre fixar a taxa, no meu caso, fixar taxa a 5 anos, a prestação vai aumentar cerca de 80 euros, se fixar a 2 anos aumenta 60 euros, negociei com o banco onde tenho o crédito,

    Responder
    • Sara

      Boa noite,

      Tenho um crédito habitação muito recente taxa a 6 meses .Outubro irei sofrer com um aumento brutal de 140 euros, ainda estou incredula não sei que soluções tenho, onde posso mexer / recorrer

      Responder
  2. José Mouro

    Boa tarde,

    Com apenas um ano decorrido nenhum banco aceitará fazer uma transferência de crédito habitação.

    Apenas no 2 ano. Não é nenhuma diretiva do banco de Portugal mas todos os bancos o fazem.

    Por isso, a opção da transferência do seu amigo não será possível.

    Cumprimentos
    José Mouro

    Responder
  3. Rui

    A CGD de Lisboa Fonte Nova, exige subir o Spred e melhorar coisas no contato a favor deles como ter o seguro de vida refém das empresas que lhes dão comissão e mais alto, para negociar fixação da taxa.

    Responder
  4. Nuno Nogueira

    Boa noite Pedro!
    Obrigado pelo seu verdadeiro serviço público e parabéns pelo trabalho que desenvolve.
    Se me permite a opinião, no caso do seu amigo, ele pode tentar transferir o crédito habitação para outro banco que lhe permita mudar a Euribor de 12 meses para 6 meses pois esta última é mais baixa. Também acrescento que a ideia de procurar seguros mais baratos, parece uma boa ideia mas nunca esquecer que às vezes o mais barato pressupõe perder coberturas e/ou ter franquias mais altas.

    Responder
  5. Maria Peixoto

    Boa tarde,

    Tenho o crédito à habitação no BPI.
    Já há diversos anos, e graças aos seus alertas, constatei que tinha o seguro mau, ou seja o IAD, e que por este seguro estava a pagar 3x mais do preço que praticava, por exemplo a Metlife com as mesmas coberturas.

    Em Maio tive uma reunião no Banco, para tentar baixar a minha prestação, já antevendo um aumento da minha prestação (no final do ano) face ao aumento da euribor e o que consegui foi o seguinte.:
    – redução do spread de 1,2% para 1,1%
    – retirar todos os seguros do banco, desde que fizesse uma compra em equipamento ou outros bens no valor aproximado de 2.000€, ou um sistema
    de alarme da Securitas tendo que pagar 52€ durante três anos.

    Fiz uma contra-proposta para adquirir bens no valor de 1.500€ (portátil e aspirador).
    Banco não aceitou e tive mesmo que adquirir o alarme da Securitas para conseguir a desvinculação dos seguros.

    Sei que no futuro terá sido uma boa opção (tanto mais que troquei o seguro IAD pelo ITP), mas no curto prazo não fiquei a pagar menos, pois a poupança que tenho com a troca de Seguradora é anulada mensalmente com o pagamento de 52€ durante três anos, que o BPI exigiu.

    Quando souber o valor exato do meu aumento, pretendo solicitar nova reunião, mas até tenho receio das novas exigências que o banco possa fazer.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. E mudar de banco? Talvez conseguisse 1 de spread e não tinha de pagar alarmes…

      Responder
  6. Helder

    Boas tarde Pedro e obrigado pelo seu serviço,eu tenho um crédito habitação em regime de deficiência já lá vão 17 anos e sempre tive a mesma prestação que por si já era elevada para quem tem 307€ de reforma pagar 220€ mas este mês vou levar um aumento de 25€ eu nem sei o que dizer pior era impossível aumentos na reforma para que,o banco já levou tudo.

    Responder
  7. Carla Costa

    Bom dia,
    Eu sou uma das pessoas sem sorte que vai ver o aumento terrível do crédito à habitação. Também fiz crédito o ano passado a 12 meses e agora com a renovação vou pagar mais 280€. Já tentei renegociar o spread, tenho 1,05%, com o banco atual (a cgd), mas disseram que o máxmo que podia conseguir era 0,9 ou 0,8. Já pedi simulação no millenium e deram-me uma prestação mais baixa e spread a 0,9, mas o seguro de vida aumenta, pago atualmete 105€ e no bcp passava para 138€. Por mês a prestação ia baixar 60€ no millenium.
    Sinceramente ainda não sei o que fazer e acho que vou ter muito trabalho para frente para conseguir baixar a minha prestação mensal que era 586€ (sem seguro de vida) e agora passa a 867€ (sem o seguro de vida).

    Responder
  8. Joana

    Bom dia. Obrigada por mais esta enorme ajuda. No meu caso estou a construir casa e os bancos em que procurei não fazem CH com taxa fixa para auto-construção. Há algum que faça?
    Obrigada!

    Responder
  9. Dora

    Olá, sou grande fã do podcast, que assino e vejo regularmente. Sem dúvida, vai ser complicado, mas para não alarmar as pessoas mais do que o necessário, neste caso em que se acena com 300 euros de aumento, era essencial contextualizar qual o valor em dívida. Isto é proporcional, por isso não se pode acenar apenas com valores absolutos. Obrigada pelas partilhas e continuação de bom trabalho.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.