COMBUSTÍVEIS | Governo baixa ISP 2,4 cêntimos no gasóleo e 1,7 na gasolina

Escrito por Pedro Andersson

12.03.22

}
4 min de leitura

Publicidade

Governo baixa ISP 2,4 cêntimos no gasóleo e 1,7 na gasolina

O governo prevê, com estes descontos no imposto, que o gasóleo deverá subir mais 13 cêntimos e gasolina 9 cêntimos por litro na próxima semana.

A minha previsão (só eu me responsabilizo pelas minhas contas) será assim de mais 15,6 no gasóleo e de 12,3 cêntimos na gasolina, já com o desconto anunciado no ISP para a semana que vem. Neste artigo AQUI previ +18 e +14 face ao valor das matérias primas de sexta-feira, e +21 cêntimos no GPL.

Pelas contas da LUSA, tendo em conta que na sexta-feira, segundo o boletim da ENSE – Entidade Nacional para o Setor Energético, o preço médio de venda ao público (PVP) era de 1,976 euros/litro na gasolina 95 simples, o preço nas bombas subirá para 2,069 euros na próxima semana, e o do gasóleo simples subirá para os 2,026 euros/litro, tendo em conta que na sexta-feira o PVP era de 1,89 euros/litro.

Assim, um depósito de 50 litros ficará em 103 euros de gasolina, e um de gasóleo custará 101 euros.

Considerando a evolução e o conhecimento dos mercados, o Governo assumiu como pressuposto que o preço de venda ao público do litro de gasóleo aumentaria em 16 cêntimos e o da gasolina em 11 cêntimos.Perante este pressuposto, foi feita a estimativa de acréscimo da receita do IVA devido ao novo agravamento dos preços dos combustíveis e definida a redução, em igual montante, do lado do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP), de forma a travar o aumento do preço pago pelos consumidores.

Em causa está um mecanismo de compensação através do qual o Governo reduz na taxa fixa do ISP o acréscimo de receita obtida por via do IVA para mitigar o aumento dos preços dos combustíveis, que se tem intensificado com a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Esta medida soma-se a uma outra que está em vigor desde outubro e que consiste na redução do ISP em dois cêntimos no litro de gasolina e em um cêntimo no do gasóleo.

Na conferência de imprensa de sexta-feira António Mendonça Mendes referiu que a experiência indica que as descidas no ISP tendem a ser no tempo diluídas nas margens das gasolineiras: “Sabemos que o ISP não é o instrumento mais eficaz porque ele não dá a certeza absoluta de repercussão no preço”, disse o governante.

Ainda assim, manifestou confiança que no atual contexto de dificuldade haverá responsabilidade social por parte de todos os agentes.”Tenho a certeza de que não haverá nenhum agente económico que queira ganhar dinheiro tendo em conta a situação atual e temos confiança que as gasolineiras não só internalizem este desconto do ISP para refletir no preço, como tenham em atenção aquilo que são as suas margens comerciais e estamos certos de que ninguém tem aqui uma postura de ganhar dinheiro nesta situação tão trágica”, disse.

Como posso poupar nos combustiveis?

Posto isto, quero só alertar-vos para alguns detalhes. Há famílias para quem a situação atual já é insustentável. Há casos em que os gastos com combustível para ir trabalhar e levar os miúdos à escola já chegam aos 300 euros por mês (3 depósitos). Chega a ser mais do que a prestação da casa.

Independentemente destes descontos do governo no ISP e do reembolso do AUTOvoucher (espero que já esteja inscrito desde novembro do ano passado, como sugeri), não se esqueça de que há marcas mais baratas do que outras. A diferença entre a marca mais cara e a mais barata porde chegar aos 12 a 15 cêntimos por litro para o mesmo tipo de combustível.

E pode e deve reduzir ao máximo as suas viagens de carro e deve esforçar-se para adotar uma forma de condução económica. Pode poupar quase 20% em combustível se não andar sempre aos arranque e não for um acelera. É como se desse um desconto a si próprio de cerca de 20 cêntimos por litro.

E pondere seriamente durante estes meses deixar o carro na garagem e andar de transportes públicos (se se aplicar a si) ou de comprar uma motorizada mais económica e substituir o carro ou andar de biciclela (normal ou elétrica) ou de trotinete elétrica. Nas cidades pode ser uma excelente opção.

Avalie todas as possibilidades. Enquanto durar a guerra – e mesmo depois – os preços vão manter-se elevados durante muito tempo. Tente fazer escolhas racionais abdicando (pelo menos nesta fase) de algum conforto.

Preveja uma margem da sua poupança mensal para cobrir este custo adicional para as suas contas não entrarem no vermelho. Vai ter de cortar em outras coisas. É duro, mas incontornável.
 


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #251 – Qual é a diferença entre os PPR normais e os Fundos PPR?

Há PPR "normais" e "não normais"? Os PPR são o tema que mais entusiasma os ouvintes deste podcast. Parece que alguém descobriu uma "pólvora" financeira, mas os PPR existem há mais de 20 anos. Porquê só agora este interesse? Porque são uma excelente ferramenta para...

Como compro lombos de salmão mais baratos do que fiambre

Como comprar lombos de salmão com 65% de "desconto" As saudades que eu tinha de escrever um artigo sobre as minhas poupanças diárias… Como sabem, a minha estratégia de poupança é ter sempre o melhor possível pelo preço mais baixo. Nunca é a poupança dos “coitadinhos”....

ATENÇÃO – Já só tem uma semana para entregar o IRS (ou para o corrigir)

Prazo acaba a 30 de junho - Evite as multas O prazo para entrega do IRS termina no dia 30 de junho. Falta uma semana. De acordo com o Portal das Finanças, até este domingo já foram entregues cerca de 5 milhões e 600 mil declarações (5 615 814). Em comparação com o...

Oficial – Parlamento aprovou o fim de portagens nas ex-SCUT

Abolição das portagens nas ex-SCUT a 1 de janeiro de 2025 É oficial. O Parlamento aprovou em votação final global a proposta do PS para eliminar as portagens nas ex-SCUT e nos troços "onde não existam vias alternativas que permitam um uso em qualidade e segurança". O...

PodTEXT Vamos a Contas | Onde devo investir se já estou perto da reforma?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

PodTEXT | O que é o movimento FIRE – É possível refomar-se mais cedo?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 meses e sobem a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (24 a 30 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

Isenção de IMT e Imposto de selo para jovens até aos 35 anos – O que já se sabe?

Lei já foi publicada em Diário da República Foi publicada esta quinta-feira em Diário da República a Lei (está aqui) que autoriza o Governo a avançar com a isenção do IMT e do respetivo Imposto de selo para jovens com idade igual ou inferior a 35 anos, na compra da...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

3 Comentários

  1. Isabel Gomes

    Boa tarde,

    tenho uma dúvida relativamente ao programa autovoucher. Agradeço se me poder esclarecer.
    Este incentivo é apenas para os contribuintes privados ou também dá para empresas?
    É que os meus pais têm uma empresa e colocam o valor gasto dos combustíveis para despesas da empresa. Tentei fazer o registo no Ivoucher, para poderem usufruir desta medida. No entanto, assim que coloco o contribuinte da empresa diz “NIF invalido”.
    Já enviei um email para os contactos do programa ivoucher mas responderam-me que se deve colocar um contribuinte por cada registo. Isso eu sei, pois é a primeira vez que estou a fazer o registo e deu-me logo “NIF inválido”.

    Obrigada.
    Grata pela atenção dispensada.

    Responder
  2. Rui Silva

    Boa tarde,
    A propósito do autovaucher, questiono se terá havido alguma notícia sobre um eventual prolongamento da medida, pelo menos para incluir o mês de Abril. Poderá ter havido sem que me tenha apercebido, e entretanto deverá tomar posse o novo governo…
    Obrigado e parabéns pelo trabalho

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.