Painel solar fotovoltaico – Balanço Setembro de 2019 (mês 34)


Balanço do mês de Setembro de 2019

Setembro de 2019 foi melhor do que Setembro de 2018. O que é que vale esta informação? Nada. Não mandamos no tempo e o nosso painel solar só produzirá o que as nuvens e a altura do ano deixar. Podia ser mais, podia ser menos.

Quem instalar um painel solar em casa para produzir eletricidade tem de ter consciência de que nunca terá um mínimo de produção garantida. Tudo depende das nuvens que passarem exatamente por cima da sua casa. No mesmo concelho até pode chegar à conclusão que do lado de cá a produção é maior ou menor do que do lado de lá. Obviamente estamos a falar em teoria, na prática as diferenças só se notarão com mais relevância, por exemplo, entre o norte e o sul do país.

O painel produziu em Setembro 39,908 kWh, Se o seu forno for de 2.000 W dava para fazer 20 assados “de graça” por mês. Os “puristas” sabem que as contas não se fazem assim. É só para ter uma ideia do que 1 painel pode produzir. Não é muito nem pouco, é o que é.

 

Como já expliquei vezes sem conta, comprar baterias custar-me-ia cerca de 5 mil euros. E eu não tenho esse orçamento. Assim, o “acordo” (não tem de fazer nada nem assinar nada, é só instalar e fazer um registo online na página da Direção Geral de Energia e Geologia >SERUP) que qualquer um de nós pode fazer com a EDP Distribuição é consumir em tempo real o que o painel fotovoltaico produz e o que não consumir é oferecido para a EDP vender aos outros consumidores. É justo? É injusto? É o que é. É o “preço” a pagar pelo facto de em Portugal qualquer pessoa poder instalar até 6 painéis de 250 W sem ter de andar a pedir licenças e a fazer projetos para serem aprovados.

Os números de Setembro de 2019

O painel solar fotovoltaico de 250 W produziu em Setembro quase 40 kWh. Tem aqui o gráfico dos meses.

Tem a seguir o gráfico que mostra os dias. Em comparação com o mês anterior, bastou haver alguns dias de chuva ou muitas nuvens para se notar logo a diferença na produção.

As contas

O que o painel fotovoltaico de 250 W produziu em Setembro representou 7,34 € de poupança na minha fatura da luz, se tivesse consumido tudo o que o painel produziu no mês passado. O preço do meu kWh atualmente é tarifa simples de 0,1839 (com IVA).

Se tivesse consumido tudo o que o painel produziu teria já poupado até agora 231,86 €. O retorno do investimento mantém-se nos quase 8 anos.

Compensa comprar um painel solar?

Como não consumo tudo o que o painel produz (porque não estou em casa durante o dia durante a semana), tenho estimado o meu desperdício para a rede em cerca de 25%.

Assim, o retorno real  (o chamado break even) continua pelas minhas contas perto dos 10 anos (reais). Depois de passado esse tempo, o painel estará pago e terei pelo menos mais 15 anos de “lucro”. Veremos se é assim. Mensalmente continuarei a fazer aqui o balanço.

Estou a ponderar comprar um segundo painel porque no inverno, a produção é tão fraca que preciso de 2 para sentir alguma alteração na fatura da luz, Na próxima semana aproveitarei para ver como estão os preços dos painéis no mercado português (podem sempre comprá-los no estrangeiro) para ficarem com uma ideia atualizada do investimento. Ter o dinheiro parado no banco a render zero é que me faz confusão.


Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

 



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


14 comentários em “Painel solar fotovoltaico – Balanço Setembro de 2019 (mês 34)

  1. Avatar
    Bruno Miguel Duarte Pinto Reply

    Boa tarde,
    Desde já um muito obrigado pelo excelente trabalho feito e espero que continue 🙂
    A minha duvida é, onde encontrar a melhor oferta de painéis solares com instalação?

    Alguma sugestão?

    Obrigado

  2. Avatar
    Emanuel Barros Reply

    Olá, tem algum excel online com a produção mensal?
    Ou se sabe a média de kWh mensal?
    Estou a pensar que os painéis rendiam era para um pequeno escritório. Onde todo o gasto de eletricidade é durante o dia.

  3. Avatar
    Catarina Carvalho Reply

    Aqui em casa também pedimos orçamento para fotovoltaicos, mas não estamos muito convencidos.
    Foi nos dito que as baterias são muito caras e ainda não muito duradouras e que teríamos de modificar os nossos hábitos, tais como usar todos os eletrodomésticos o mais possível durante a produção. O que se torna um pouco difícil, não estando ninguém em casa. Fundamentalmente a ideia era poupar na fatura nos meses de inverno quando usamos o ar condicionado, mas este está ligado à noite. Portanto daí todas as nossas dúvidas.

  4. Avatar
    Carlos Pereira Reply

    @Carlos Sarmento
    A lei vai ser alterada.. ainda não foi publicada no DRE, foi promulgada pelo PR no dia 17-10-2019.
    http://www.presidencia.pt/?idc=10&idi=169991

    O mais interessante que pode ou não vir da nova lei é a possibilidade de venda do excesso ao preço de custo ou o netmetering (mas isso é sonhar demasiado..)

  5. Avatar
    Tiago Reply

    Boa noite, é de todo uma boa explicação para que pondera colocar painéis fotovoltaicos.
    Mas tens de ter em conta também o preço de compra visto que isso e realmente o mais importante para garantir um retorno mais “rápido”.

      • Avatar
        Carlos Campos Reply

        Caros,
        Catarina Carvalho e Bruno Pinto, e restantes ilustres;

        A questão das baterias só é economicamente viável quando a habitação ou comércio não tiver rede eléctrica (RESP-Rede Eléctrica de Serviço Público) ou se existirem graves problemas do fornecimento correcto da respectiva rede (oscilações/ a 220V AC) eléctrica, e que, o distribuidor não resolve o problema.
        Sugiro, e aconselho para quem tem disponibilidade financeira a adquirir um módulo fotovoltaico de 275W a 310W, mais um Microinversor que possa receber no fututo mais um módulo fotovoltaico igual ou de outro fabricante, mas desde que o máximo da sua potência (Watts) não seja superior a 310W.
        Haverá SEMPRE resultados positivos.
        E se possível adquirir um equipamento de monitorização, idêntico ao do Pedro Andersson, atualmente existem muitas marcas com diversas mostragens de informação instantânea, e possíveis de serem visualizadas no vosso Smartphone, Tablets, PC’s, etc.
        Quanto à informação de uma empresa de contacto para saberem preços e empresas instaladoras que possam fazer uma instalação, e no acompanhamento da mesma no futuro, e só se necessário, pois não existe manutenção para estes tipos de equipamentos.
        Segue;
        http://www.eurosisnergia-norte.com
        Espero ter contribuído no esclarecimento de algumas questões.

        Cumprimentos,

        P.S.- Estimado Pedro Andersson, Bem-haja pelo seu excelente Serviço Público que presta a todos nós.

  6. Avatar
    Carlos Sarmento Reply

    Boa tarde, caro Pedro.
    Sigo atentamente as dicas que dá, implementando o que consigo.
    Relativamente a este artigo, uma correção:
    https://www.portugal.gov.pt/pt/gc21/governo/comunicado-de-conselho-de-ministros?i=293

    A lei foi alterada para permitir instalar mais do que os 6 paineis (1500 w) que menciona. Neste momento podemos instalar com comunicação prévia até 30kW.

    Relativamente à pasta em que menciona que o excedente é oferecido à EDP, teve de mudar de contador para isso, certo? Pergunto porque pelo que li o contador normalmente inqualificável por eles mede a passagem de corrente, mas não liga ao sentido da mesma, ou seja, se estiver a injectar na rede pública está a pagar como se estivesse a consumir o que injecta…

    Agradeço o trabalho que tem em colocar tudo de forma simples, sem rodeios, é muito bom ter uma referência com pontos de vista interessantes como os seus para acompanhar!

  7. Avatar
    Liliana Pinto Reply

    Aqui em casa tb estamos a pensar colocar painéis mas a informação que dispomos ainda nos deixa reticentes.
    Tenho de ter ligaçao monofásico?

  8. Avatar
    Antão Oliveira Reply

    Boa tarde.Pedro gostava de saber como vai a decorrer a sua experiência do redy da edp.pergunto isso pq eu quis tb aderir e desde começo de agosto (qdo instalei os 2 paineis) estou a espera da instalação (já cm adiamento de 3 instalações) e sem aviso previo de demarcação e da ultima (na data de hj) fui notificando k vinham e mais uma vez fiquei na prancha a espera deles.N sei se é problema da minha zona ou se é geral da edp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *