Como deixar de pagar comissões de manutenção de conta


Acabe com as comissões e a anuidade do multibanco

Quem segue o Contas-poupança sabe que já falei várias vezes das Contas de Serviços Mínimos Bancários. Vou voltar ao tema no Contas-poupança de logo à noite no Jornal da Noite na SIC.

Houve alterações muito significativas nestas contas (para melhor) e como os bancos insistem em aumentar as comissões quase todos os meses achamos por bem voltar a relembrar que quem adere a estas contas fica a pagar ZERO ou no máximo 4,35 € POR ANO. Sim, por ano! Dá cerca de 35 cêntimos por mês (com o Multibanco grátis). Normalmente só a anuidade do cartão de débito são 15 ou 20 euros.

Um caso correu bem o outro não

Vou mostrar-vos dois casos de clientes bancários que aderiram há mais de 1 ano para tentar perceber se mudou alguma coisa na vida deles e se estão arrependidos de terem feito a mudança.

Num dos casos, correu tudo bem (como devia ser sempre) e no outro foi um verdadeiro suplício. É muito importante que vejam a reportagem mais logo para que quando forem ao banco não sejam enganados com informações falsas ou incorretas.

Só pode ter uma conta à ordem

Como sabem o único critério é só terem uma única conta à ordem em Portugal. Avisem os vossos pais e avós e família emigrante que está no estrangeiro (eu sei que é um pleonasmo) porque podem poupar centenas de euros nos próximos anos. Atenção que basta serem contitulares dos vossos filhos ou pais já não podem. Há, no entanto, exceções de que falarei na reportagem.

Provavelmente estão a pagar comissões e anuidades sem necessidade nenhuma.

O segredo é conhecerem os vossos direitos e exigirem fazer o pedido nos formulários do banco para o efeito.

Saibam o que querem

Não cheguem ao banco a perguntar se podem. Se sabem (e têm a certeza) que só têm uma conta à ordem e já sabem que querem MESMO esta conta – porque já se informaram sobre ela – chegam ao balcão e dizem: “Bom dia, queria por favor o formulário para converter a minha conta em conta de serviços mínimos bancários”. E não há mas, nem meio mas. Se não entregarem os formulários, pedem o Livro de Reclamações e chamam o gerente da dependência e fazem queixa no Banco de Portugal.

Não é o gestor de conta que manda na sua conta. Ele está lá para gerir a sua conta como VOCÊ quiser. Não é ele que lhe diz o que deve fazer. Ouça os conselhos dele porque podem ser importantes, mas quem decide é o titular da conta, certo?

Estou talvez a ser um bocadinho assertivo demais, mas é porque tenho dezenas de relatos de informações falsas que dão aos clientes para lhes meterem “medo” ou simplesmente estão a informar mal sem maldade, mas estão de facto a informar mal.

Contas que chegam e sobram

Estas contas chegam e sobram para as necessidades da maioria das pessoas que têm só uma conta à ordem. Sobretudo pessoas de idade avançada, emigrantes e muitos jovens que acabam de perder a isenção (alguns bancos acabam aos 20 outros aos 26).

Portanto, veja e avise quem possa ter interesse para verem o “Contas-poupança” mais logo à hora do jantar no Jornal da Noite na SIC. Caso não consiga ver em direto, ande com a box para trás quando chegar a casa. Agradecemos. Assim conta para as audiências. Para si não é importante, para nós é :).

Até logo. Conto consigo!

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”

34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.

É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”.

É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

 

 

 



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


61 comentários em “Como deixar de pagar comissões de manutenção de conta

  1. Avatar
    Paulo Neto Reply

    Agradeço desde já, o serviço ao público que presta através do seu programa. A questão que pretendo colocar é a seguinte: A minha esposa e eu somos titulares de apenas uma conta à ordem da CGD, (não temos quaisquer contas à ordem em Portugal). Ao questionar a funcionária da CGD para poder passar a conta à ordem para os serviços mínimos, referiu que pode ser efetuado, no entanto ao colocar a questão da possibilidade de cada titular possuir o seu cartão de débito, referiu que um dos cartões não paga a anuidade, e o outro paga 18€. A entidade está a proceder em conformidade com a lei?

  2. Avatar
    Maria Silva Reply

    Boa tarde Sr. Pedro. Em prineiro quero felicita-lo pela sua rubrica, que tanto nos alerta para as benesses que se podem alcançar. Gostaria que me informa-se da veracidade da informação que o BPI me deu via telefone. Fui a este banco com uma amiga que reune as condições para ter uma conta de servicos minimos e, após muita resistência, exigi que me fornecessem os formularios. Passados alguns dias, cerca de um mês, fui com ela levantar 100 € e o talão ja saiu com 0,00€ na comissao e imposto de selo. Hoje tirei um extrato e vejo que debitaram as comissões e o imposto. Telefonicamente dizem-me que a isenção é so3 oara o levantamento mas mantem-se a comissão de manutencao de conta que, anual ente vai aos 40,00€ mais o imposto de selo que são mais ou menos 11,00. Usto está correcto ?. Agradeco a sua ajuda.

  3. Avatar
    João Freire Reply

    Boa tarde Pedro.

    O meu pai dispõe na CGD de uma conta à ordem, da qual também sou titular e de uma conta poupança. Podemos solicitar reconversão para a conta serviços mínimos bancários?

    Grato pelos cabais esclarecimentos.

    Coridiais cumprimentos.

  4. Avatar
    Paulo Oliveira Reply

    Parabéns e obrigado pelo autêntico serviço público, caro Pedro.
    Ontem o meu sogro foi à CGD porque descobriu que desde maio2019 começou a pagar 5,30. Falou na conta de serviços mínimos e a resposta foi que a conta perdia as funcionalidades, mas que se podia arranjar a pagar 2,85 por mês. No dia seguinte fui com ele e disse que os mês sogros queriam converter a conta em serviços minimos e que no dia anterior devia ter havia algum mal entendido. Mais uma vez referiu a perda de funcionalidades, que não podia pedir crédito ao que disse que se fosse o caso alterava a conta. Resposta: “Mas o banco pode não aceitar.” É eu disse: “Não há problema mudo de banco.”
    Nem imagino as centenas de pessoas que passaram a pagar sem se aperceber. Caso sejam 100.000 são 500.000 euros num mês. UM ROUBO DESCARADO PARA ENCHER OS BOLSOS DE QUEM QUER VIVER À CUSTA DE QUEM PRECISA E NÃO SE SABE DEFENDER.
    Fica aqui mais um testemunho da vergonha, da falta de ética dos bancos e em concreto da CGD um banco do Estado.

  5. Avatar
    João Reply

    Boa tarde,
    Queria transformar a conta dos meus pais com mais de 65 anos, na qual eu também sou cotitular em serviços mínimos, mas fiquei com dúvida quando li no banco de Portugal que podia fazer parte de uma conta de serviços mínimos com pessoa singular desde com mais de 65 anos a minha dúvida é :
    Pessoa singular é apenas a uma pessoa, só um dos pais ? Obrigado.

  6. Avatar
    Sílvio Martins Reply

    Boa tarde caro Pedro,

    Dirigi-me à CGD para alterar conta à ordem para serviços mínimos. Informaram que não cumpria requisitos por ter também naquele banco uma conta poupança. É impeditivo ou só mesmo as contas à ordem. A resposta para ser mais preciso foi ‘ não pode ter outra conta, independentemente de ser ordem, poupança, prazo etc…’ É mesmo assim ou tenho de ser mais assertivo quando lá voltar? Mto obrigado pelo serviço que nós presta!

  7. Avatar
    Sandrina Reply

    No dia 11 de junho de 2019, dirigi-me com os meus pais ao Millennium BCP para passar a única conta à ordem deles para uma conta de serviços mínimos. Acrescentei ainda que, devido ao facto de ambos terem mais de 65 anos eu também queria ser cotitular de conta (tenho apenas uma conta à ordem no Santander Totta), pelo que me foi dito, que primeiro teria de integrar a actual conta à ordem deles, e só depois dessa integração de titular ser aprovada é que a poderia transformar em conta de serviços mínimos.
    Achei estranho, mas por não ter encontrado argumentos contra, acabei por fazer o que me indicaram.
    Entretanto já fui informada que já fui integrada na conta dos meus pais e que já podíamos passar a conta para serviços mínimos, mas reparei que me cobraram 7,50 pela alteração da titularidade mais 0,30 pelo imposto de selo.
    As minhas perguntas são:
    Poderia o banco ter-me obrigado a ser cotitular da actual conta antes de transformar a mesma numa conta de serviços mínimos?
    O banco pode-me cobrar alguma comissão/imposto de selo por transformar a conta numa conta de serviços mínimos (não me estou a referir ao valor anual que terei de pagar de 4,23)?

  8. Avatar
    Carminda Alves Reply

    O meu marido faleceu o ano passado, Fechei uma conta no Montepio que tinha com ele(custou-me os “olhos da cara”), mantive outra que tinha com ele onde pago o crédito à habitação que tenho no BCP. Ao início não pagava despesas de manutenção porque, penso eu, recebo o meu vencimento por aí. No início do ano voltaram a cobrar 4,50€ por mês. Como a melhor maneira de abordar o banco para os serviços mínimos?

      • Avatar
        Carminda Alves Reply

        Obrigada pela ajuda e a ver se desta vez não querem que abra uma conta secundária, como já sugeriram, porque já entreguei à 1 ano a documentação necessária para ficar como única titular da conta e até agora nada.

  9. Avatar
    Jose Eduardo Torradas Reply

    Olá Boa tarde Sr Pedro
    Sou cotitular de uma conta a ordem no banco Millenium BCP com os meus pais que têm mais de 80 anos. Também sou cotitular com os meus pais de uma conta à ordem na CGD, para onde vai a reforma deles mensalmente. Posso eu abrir uma conta de serviços mínimos para receber o ordenado, fazer pagamentos etc. na CGD.
    Obrigado pela atenção.
    Cumprimentos

  10. Avatar
    Hugo Sequeira Reply

    Boas Pedro Andersson. Gostaria de lhe colocar o meu caso. Tenho conta no Novo Banco com crédito habitação, cartao de debito e cartão de credito sem anuidades. Ano passado fui informado pelo Banco que me iria ser cobrado mensalmente comissão de manutenção de conta no valor de 5€ mais imposto selo, mas que se passasse a domiciliar o meu vencimento reduziria para 2,50€ mensais o que acontece desde então. Posso reclamar junto do Banco ?

  11. Avatar
    Sandrina Reply

    Olá Pedro
    Fui hoje ao Millenium converter a conta dos meus pais em serviços mínimos e disse que queria ficar cotitular da conta porque ambos têm mais de 65 anos. Não levantaram objecoes mas obrigaram me 1° a integrar a atual conta…. e só depois vir deferido pelo banco a minha integração (daqui a 1 semana ) é que passam a conta para serviços minimos! É assim? Eu acho estranho! Fiquei desconfiada é que eu tenho uma conta à ordem noutro banco….

  12. Avatar
    Luis Vieira Reply

    Boa tarde ao efetuar a alteraçao de uma conta c comissao de gestao 8 euros mensais para os serviços minimos bancarios, estando concluida a alteração, e normal ser cobrado comissao de manutenção de conta??? No valor de 5 euros

  13. Avatar
    Rui Reply

    Sr.Pedro, antes de mais quero felicitá-lo pelo excelente trabalho que tem prestado ao público em geral, e tenho seguido atentamente as suas publicações.
    Agora permita que lhe coloquem a seguinte questão, recentemente fui com a minha Esposa ao Banco Millennium BCP para fazer a respectiva conversão da conta à ordem para a de serviços mínimos que Ela tem nesta instituição, até aqui tudo bem, mas como sou contitular dessa mesma conta ( à ordem ), o Banco nos informou que Eu teria que me desvincular dessa mesma conta.
    Isso é verdade? É que já li atentamente quais os requisitos necessários e essa informação não consta no Banco de Portugal!
    Agradeço o seu feedback;
    Obrigado e os meus cumprimentos.

  14. Avatar
    rui catalão Reply

    Bom dia, minha dúvida é fazendo eu parte da conta de meus filhos que ainda estudam terei direito a pedir conta serviços minimos bancários.

  15. Avatar
    paulo alexandre borges Reply

    Boa tarde
    tenho um emprestmo bancario com um cartao de credito 123 do santander totta .
    Neste momento já cancelei o cartao de credito 123 e pedi para converter a conta em serviços minimos bancarios.
    pergunto se depois de converter a conta para serviços minimos bancarios se tenho despesa do cartao de débito como me foi informado no banco

    Atenciosamente

  16. Avatar
    Jose Pereira Reply

    Fui ao totta para pedir serviços minimos para o meu filho e filha e disseram que depois se quiserem pedir um empréstimo não podem, que têm de aderir á conta 123 para ter menos comissões sera verdade? Obrigado e continue com este óptimo trabalho.

  17. Avatar
    Sandrina Fernandes Reply

    Olá Pedro, bom dia!
    Queria agradecer-lhe o quanto me tem ajudado… faz um verdadeiro serviço público.
    Queria converter a conta dos meus pais numa de serviços mínimos.
    A minha dúvida é se a conta é convertida, mantendo-se o mesmo número da conta, ou é aberta outra conta, com outro número, e tenho de tratar das transferências de reformas e pagamentos por transferência.
    Descobri que estão a pagar 6, 70 de comissões mensais há já uns meses sem que isso nos ter sido comunicado (antes não pagavam porque tinham um determinado valor a prazo) e não recebemos qualquer carta do banco, pois dizem que com os movimentos escassos não enviam, e TAMBÉM NÃO recebemos a carta de janeiro com as comissões a pagar…
    Já agora, fugindo ao tema… tenho uma procuração com plenos poderes, passada pelos meus pais, para efetuar qualquer operação bancária, mas sempre que lá vou, o banco implica, inclusivé para a conversão para serviços mínimos.
    Obrigada.

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Olá. O iban continua o mesmo. Não tem de fazer nada. Quanto a procuração, sugiro que coloque a questão no site do banco de Portugal. Não sei.

  18. Avatar
    paulo Caldeira Reply

    Boa tarde,
    Nós lá no prédio temos uma conta condominio, perguntei no banco se poderia mudar a conta para serviços mínimos bancários. Disseram que não! Será mesmo assim?
    obrigado

  19. Avatar
    Pedro Carmo Reply

    Bom dia,
    Tanto eu como a minha mulher temos mais de 65 anos. Será que posso ter uma conta na CGD em meu nome sendo a minha mulher segunda titular e a minha mulher ter uma conta no AB e eu ser o segundo titular? Claro que me refiro a ambas as contas com serviços mínimos bancários.
    Obrigado

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Olá. Boa pergunta. Em teoria sim, mas parece-me ir contra o espírito da lei. Só tem uma forma de saber… Tentando.

  20. Avatar
    Liliana Marques Silva Reply

    Excelente artigo!
    Dúvida: tenho uma conta à ordem na CGD e outra no ActivoBank. Sendo que o problema aqui é a CGD que é a que tem comissões, não posso solicitar os serviços mínimos porque tenho outra conta à ordem no AB. É isso?

  21. Avatar
    Cristina Martins Reply

    Boa tarde,
    excelente programa. Muitos parabéns e muito obrigada pelas informações sobre serviços de poupança que, regra geral, não chegam a todo a população.
    A minha dúvida é a seguinte: a minha mãe tem uma conta à ordem, tem 65 anos de idade, mas nessa conta tem um seguro dentário prestado pelo banco dessa conta, onde são feitos os débitos directos mensalmente. Pode solicitar na mesma que a conta passe a ser uma conta de serviços mínimos??
    Muito obrigada pela informação.
    Bem haja.
    Cumprimentos

  22. Avatar
    Dorindo Gomes Reply

    Olá boa tarde, depois de me dirigir ao BPI a solicitar conversão em conta de serviços mínimos responderam que como tenho associado um cartão de crédito isso não será possível ??!! o facto é que não encontro escrito explicitamente no site do Banco de Portugal essa referência como tal não estando escrito não é impeditivo ??!
    Obrigado por este esclarecimento e pelos demais prestados em todos os programas, um verdadeiro serviço cívico. Bem hajam.

  23. Avatar
    Fátima Silva Reply

    Parabéns pelo vosso programa, isto sim, é serviço público de interesse geral. Continuem com o vosso excelente trabalho.
    Gostaria de pôr um questão, os meus pais têm uma conta à ordem conjunta na Cx G. Depósitos, para recebimento da pensão de reforma do meu pai, a minha mãe não recebe qualquer rendimento , pensão ou subsídio. Ambos têm mais de 70 anos. Sendo assim, pelo que percebi eles podem aderir à conta de serviços mínimos bancários.

  24. Avatar
    Maria Fernandes Reply

    Boa noite, tenho uma duvida que gostaria que me esclarecesse. Sou a unica titular de uma conta_ordenado no Santander à mais de 10 anos, onde tenho associado um emprestimo/habitação (ainda com um spread que já não se pratica) . Em 2018 ao fazer um crédito pessoal, alterei para a conta 123 (que tem um custo de manutenção mensal de 5€+imposto de selo) por a taxa de juro ser mais apelativa. O mês passado quando liquidei o meu empréstimo, quis acabar com a conta 123 e voltar à que tinha anteriormente. Fui informada que alteraram as condições da conta ordenado e que a partir deste ano, teria um custo de manutenção de 15€/trimeste, e que esta informação tinha sido comunicada aos clientes. Nunca recebi qualquer info. Não tenho mais contas bancárias. Quais são os meus direitos?

  25. Avatar
    Ângelo José Martins Esteves Reply

    Boa noite Sr. Pedro Andersson.
    Escutei muito atentamente, como sempre, aliás, o seu programa “Contas Poupança” de hoje, dia 22. Porém, uma dúvida gostaria de esclarecer. Um casal, em que um dos elementos é primeiro titular de uma conta D.O, solidária com o outro elemento do casal, segundo titular e vice versa é considerada como conta única em relação a cada um dos elementos pelo facto de num caso o marido ser o primeiro titular e, na outra ser a esposa? Será que a instituição de crédito pode alegar que o facto de ambos figurarem em cada uma das contas do casal faz com que cada um tenha duas contas? Agradeço a informação. Obrigado. Ângelo Esteves

  26. Avatar
    Telma Martins Reply

    Olá boa noite!
    Sou Fã do contas poupança, já me tem ajudado imenso!
    Em relação ao serviço mínimo bancário, fiquei com uma dúvida, se possível esclarecer.
    Percebi que temos direito a este serviço se tivermos só uma conta à ordem.
    Mas e se tivermos uma conta a prazo?

    Obrigada

  27. Avatar
    Bruno Reply

    Boa noite Pedro,
    Excelente reportagem. Este tipo de serviço também se pode aplicar em contas bancárias de condomínios no banco CGD?
    Obrigado.

  28. Avatar
    Rute Reply

    Boa noite, Pedro!
    Para já, parabéns pelo programa! Continue o bom trabalho…!
    Fiquei com uma dúvida… não posso ter cartão de crédito associado, pois não? Que opção posso ter para poder ter cartão associado, por exemplo, na conta PayPal?
    Obrigada!!

  29. Avatar
    Rui Pinto Reply

    Tenho uma conta de serviços mínimos. No entanto o débito da via verde não foi aceite e tive de associar o identificador à conta “normal” da minha esposa. É assim?

  30. Avatar
    Maria Fátima Gomes Meira Machado Reply

    Acho o seu programa verdadeiramente positivo. Acompanho sempre que posso e já me ajudou a resolver algumas questões. Parabéns pela forma simples e objetiva de todos os assuntos que expõe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *