Quase 50% de desconto no hipermercado – Mais um caso prático

Escrito por Pedro Andersson

21.05.19

}
3 min de leitura

Publicidade

Acumulação de descontos

Como sabem, há muitos anos que esta é uma das minhas principais estratégias de poupança mensal. Poupo várias dezenas de euros todos os meses, comprando exatamente o mesmo que compraria se não tivesse descontos. São centenas de euros que ficam no meu bolso todos os anos. Não estou a exagerar.
Uma nota prévia. É mais um exemplo de compras no Continente. Gosto sempre de explicar que moro ao lado de um, por isso é normal que os meus exemplos sejam desse hipermercado. Não tenho nada contra os outros, e também faço compras nos outros mas este é o que uso mais. Nada me liga a este hipermercado, aliás duvido que eles gostem que dê estes exemplos. Comigo não devem ter grande lucro, acho eu.

Preste atenção aos cupões

Como já vos expliquei, cá em casa temos vários cartões de todos os hipermercados. Portanto recebo muitos cupões diferentes para a mesma semana. Esta semana, num dos cartões recebi no mesmo cartão um cupão de 5 € em 20 € de compras que acumulavam com mais 25% em azeites de uma determinada marca e em todos os legumes frescos. Ora, como 5 € em 20 € equivalem a 25% de desconto, todos os azeites e legumes a 25% passam a 50% em todas as compras desses produtos se fizer compras o mais próximas possível dos 20 euros.
Tendo consciência disso, fui à procura de todos os azeites daquela marca e de todos os legumes que ontem estavam igualmente com promoção. Acumulo, assim, 3 descontos: O desconto do produto (para todos), o desconto de 25% no produto específico e os 5/20. Vá, confesse, não é assim um raciocínio tão complicado.

46% de desconto

Como também precisava de outros produtos que não faziam parte dos cupões, aproveitei para os comprar de forma a perfazer os tais 20 euros. Paguei 21,50 € (menos 5 euros que tinha em cartão de uma compra anterior) e foram 9,91 € novamente para o cartão. Como podem ver abaixo, equivale a 46% de desconto real na compra de vários produtos.


Com esta estratégia de compras, feitas as contas, comprei azeite de marca por um preço mais baixo do que o de marca branca do hipermercado. E podia ter comprado azeite topo de gama ao preço do normal da mesma marca. É por isso que vos digo, e repito, que podemos viver melhor com o mesmo dinheiro. É só pensar nas coisas (e fazer).

Uma estratégia de poupança

Sim, tenho consciência de que muitos de vocês acham isto dos cupões uma parvoíce. Alguns apelidam-nos de “maluquinhos” das poupanças. Tudo bem. É para o lado que durmo melhor. Só nesta compra é como se levasse do hiper 22 litros de leite de “graça”. Comprando o que precisava comprar, de qualquer maneira.
Outros hipermercados terão as suas próprias estratégias de Marketing. Perceba-as e use-as em seu favor. Só tem de pensar na melhor forma de as utilizar quando faz compras. Nunca compre coisas que não precisa só para usar um determinado desconto. Isso é o que as empresas querem.
Lembre-se que a decisão de comprar (GASTAR) é sempre sua. Só GASTA se quiser. Se chega ao fim do mês sem dinheiro a responsabilidade é sua. Não pode dizer que o obrigaram a gastar. Isto dá para quem ganha 500 ou ganha 5.000 €. É igual. Todos são donos do seu dinheiro, seja muito, seja pouco.

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”
34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.
É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”.
É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).


 
 
 
 
 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Casas colocadas em Alojamento Local perdem redução de IMT

As regras do IMT preveem a atribuição de uma isenção parcial desse imposto nas casas que se destinem a habitação própria e permanente e também de uma redução de taxas nas casas de habitação. No entanto, como veio esclarecer a Autoridade Tributária (AT), há regras a...

Fundo Ambiental já começou a reembolsar beneficiários

Pagamentos deviam ter começado em janeiro Os beneficiários do programa Edifícios mais Sustentáveis de 2023 do Fundo Ambiental vão finalmente ser reembolsados, segundo anunciou o Ministério do Ambiente e Energia numa nota de impresa enviada à Agência Lusa. Os...

Taxa de juro na habitação voltou a baixar em junho

Trata-se da quinta descida consecutiva da taxa de juro A taxa de juro implícita no crédito à habitação tem vindo a cair lentamente depois de ter atingido um pico em janeiro de 2024, atingindo uma média de 4,657%. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #259 – O que já fez para melhorar a sua vida financeira?

Estamos a meio do ano - O que já fez até agora? Chegámos a meio do ano. Normalmente, em dezembro ou janeiro decidimos uma série de coisas e traçamos objetivos que depois desaparecem como que por "magia" à espera do ano seguinte. Porquê, se hoje é um bom dia para...

Se quiser investir é melhor um PPR ou um ETF? (Mês #34 – Junho 24)

PPR vs. ETF: Qual é melhor para investir a longo prazo? Nos últimos anos, com o aumento da literacia financeira (e aqui no Contas-poupança orgulhamo-nos de fazer paret desse percurso), milhares de portugueses descobriram que os PPR podiam servir para ganhar dinheiro e...

FRAUDE | Fisco alerta para e-mails falsos com imagem da AT

Fisco alerta para e-mails fraudulentos com recurso à imagem da Autoridade Tributária A Autoridade Tributária e Aduaneira emitiu um alerta de segurança sobre mensagens de correio eletrónico fraudulentas, pedindo que sejam ignoradas. "A Autoridade Tributária e Aduaneira...

PodTEXT | Quantas vezes posso trocar de Crédito à habitação e de seguro de vida?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 e 6 meses e descem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (22 a 28 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

Publicidade

Artigos relacionados

22 Comentários

  1. Albino Alves

    Bom dia,
    Gosto das suas dicas para poupar, mas no caso dos 5€ de desconto numa compra superior a 20€, na minha opinião não são 25% de desconto mas sim 20%.
    Repare, os 5€ ficam em cartão e tem que comprar mais 5€ de produtos para descontar esse valor, logo só ao fazer compras no valor de 25€ é que paga realmente 20€, portanto o desconto na realidade é de 20%.
    Concorda comigo?
    Cumprimentos,
    Albino Alves

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Albino. Percebo o seu raciocínio. Matematicamente até estará correto. Não concordo porque na prática é para mim é como se fosse uma conta bancária. Eu gastarei de certeza esses 5 euros de qualquer maneira. Tal como nesta conta abati os 5 euros que tinha de uma compra anterior. Portanto dos 21,50 só paguei 16,50, logo o desconto foi mesmo de 25%. Mas compreendo perfeitamente o seu raciocínio.

      Responder
  2. João Resende

    Boa tarde,
    Atenção que há talões de 5€ em 20€ estes são 25% de desconto (máximo)
    e talões de 5€ em 25€ estes são 20% de desconto (máximo)
    Partindo do principio que se para a compra nos 20€ ou 25€ conforme o talão.

    Responder
  3. Vitor Madeira

    Não compensa. Azeite virgem extra é azeite virgem extra e ponto final. Não importa andar a procurar marcas.
    Compra-se o de marca Continente (ou, vai-se ao Lidl e consegue-se ainda mais barato) e a poupança será sempre maior e as chatices de andar com talões para a frente e para trás serão muito menores.
    Os descontos no Continente acabam por ficar quase iguais aos preços do Lidl ou do Aldi, sem termos que andar com a preocupação de ter que guardar talões, ou até de verificar as datas limites dos “descontos” – pois ainda por cima, se deixarmos passar o dia, lá se vai o “dinheiro” de volta para a casa.
    Compreendo o raciocínio do Pedro Andersson, mas neste aspeto em particular, eu diria que isto é gastar demasiados recursos preciosos (neste caso, o tempo, especialmente) a favor dessa empresa de hipermercados.

    Responder
  4. sonia alexandra silva da fonseca

    boa tarde, falta falar no talão de desconto que ainda nos dão para gastar na galp e com alguma sorte noutras empresas do grupo sonae,é preciso ver todos os folhetos e saber os preços habituais para escolher nessa semana o que compensa se tivermos mais que um cartão continente temos muito mais razões para poupar, eu muitas das coisas que fala nas contas poupança já praticava á anos nas minhas compras, mas também tenho aprendido algumas formas de poupar com os suas dicas,obrigado e continue a fazer bons programas.

    Responder
  5. António Gomes

    Boa tarde,
    Antes de mais, parabéns pelos seus excelentes trabalhos.
    No que se refere a “contas#poupanças”, também partilho de algumas das suas ideias e/ou práticas.
    Uma informação, se possível: quanto aos cupões do referido hipermercado, o melhor que recebo é 10% em compras. O exemplo que apontou, nunca me foi atribuído, apesar de ser cliente assíduo.
    Tem conhecimento se existem “regras” para a atribuição dos cupões ou será obra do “destino”?
    Cumprimentos
    António Gomes

    Responder
    • Pedro Andersson

      Se não usar durante 1 mês há uma forte probabilidade de os próximos cupões serem melhores. Teste. Como tenho 4, há sempre 1 ou 2 com cupões “melhores” todos os meses.

      Responder
  6. José Murteira

    Eles não dão nada a ninguém, isso é a mesma coisa que noz ir-mos à pesca e atirar engodo para apanhar os peixes.

    Responder
  7. Ângela

    Boa tarde,
    Também utilizo os cupões do Continente e desta vez tinha um cupão de 5€ em 20€ e outro de 35% na compra de arroz marca saludães. Assim sendo comprei arroz carolino da marca saludães a 0,36€/Kg.
    Boas poupanças.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Boa! É mesmo essa a estratégia. Repetimos com produtos diferentes várias vezes por ano. É o que chamo poupanças inteligentes 🙂

      Responder
  8. Arnaldo Pereira

    O desconto de 5€ que era em compras no valor igual ou superior a 20€, passou a ser em compras de 25€.
    Portanto, antes eram 25%, mas actualmente são 20%.
    Quanto aos benefícios, eu concordo com o Pedro Andersson.
    Utilizo e tiro partido desses talões de desconto há alguns anos (já ganhei com o cartão 1187,74€!!! – última compra efectuada no dia 6) e aproveito para comprar outros artigos que estão com promoções altas para aumentar o benefício.
    O meu raciocínio é o seguinte:
    Há uns meses (ainda o valor das compras eram os 20€) comprei 10 embalagens de café Delta – que com a promoção de 50% de desconto estavam a 1,45€.
    Completei a compra com mais uns produtos (+ 5,50€ para totalizar 20,00€) e como apresentei o talão com o desconto de 5€, cada pacote de café ficou-me por 0,95€.
    Em resumo, comprei 10 embalagens de café cujo custo normal é de 2,90€ por 0,90€ cada (- 67,25%).

    Responder
    • Pedro Andersson

      É esse o raciocínio. Quem percebe isto nunca mais volta comprar nada a preço “normal” no resto da vida 🙂

      Responder
  9. José Oliveira

    Olá, bom dia!
    Antes de mais, parabéns pelo trabalho que tem realizado. Tenho aprendido bastante.
    O meu comentário é só para adicionar a informação de que existem supermercados que conseguem ter preços mais baratos (por vezes, ainda bastante mais baratos) que os produtos em promoção no Continente. Aqui perto da minha casa (Barcelos) acontece isso com o supermercado Miranda.
    A conclusão a que chego é que o lucro dos artigos vendidos pelo Continente e dos outros Hipermercados já está bastante inflacionado.
    Cumprimentos

    Responder
    • Vitor Madeira

      Precisamente José Oliveira.
      Aqui em Portimão é mais do que habitual conseguir poupar mais dinheiro comprando no Lidl e no Aldi (bem como em alguns minimercados locais) sem ter que andar atrás das promoções pontuais com talões e máquinas de calcular atrás.
      Não nego que algumas promoções pontuais não possam ser interessantes e até mais vantajosas, mas tornam-nos escravos dessas empresas.
      Entrar no jogo dessas empresas é morder o anzol e engolir o engodo que elas tão ardilosamente sabem que irá ocorrer.
      Nos meus recibos do Continente é indicado que eu “já ganhei” com o cartão “3389,25 Euros” (desde – talvez 2009? – não consigo precisar), portanto, veja lá há quanto tempo eu comecei a ser “caçador” (literalmente escravo) de “descontos” daquela empresa.
      Deixei de o ser há coisa de uns 4 anos atrás quando tive que mudar de residência e, por inerência das circunstâncias, comecei a passar mais vezes perto de um Lidl e de um Aldi e, após meia dúzia de compras, verificar que o dinheiro dava para muito mais do que antes com os “descontos” do “Tio Belmiro” (que entretanto lá se finou…)
      Essas empresas inflacionam os preços (nem que seja por um único dia do ano) para que depois possam passar 364 dias ao ano afirmando que “determinado produto está em promoção” ou “inclui descontos em cartão.”
      Não sou peixe para andar a morder anzóis.
      Não vale a pena. Há coisas mais preciosas para fazermos com o nosso tempo.

      Responder
  10. Andreia Cunha

    Ótima dica e aqui por casa fazemos o mesmo.
    Tenho 3 cartões e vou usando os cupões conforme me dá mais jeito a mim e não a eles.
    Se dá trabalho organizar cupões?
    Se perco tempo nas contas que tenho que fazer?!
    Se é chato andar com o telemóvel na mão para estar com a calculadora ativa para fazer contas e não fazer mais que os 20€?!
    Dá sim senhor, mas acumular saldo no cartão suficiente para ir de férias e pagar o gasóleo com esse saldo (viagem de Guimarães – Algarve) é uma grande ajuda sem dúvida já que só compro o que preciso e teria que de qualquer forma gastar esse dinheiro ter um estabelecimento que me proporciona estás vantagens é sempre bom, ajam mais assim.
    Cumprimentos, parabéns pelas grandes dicas que são sempre úteis

    Responder
  11. ALFREDO ALMEIDA

    Senhor Arnaldo Pereira ainda para esta semana tenho um talão de 5€ em compras superiores a 20€! O que acontece é que às vezes venhem talões de 5€ em compras superiores a 25€,que deve ser o que lhe aconteceu.

    Responder
  12. Jorge

    Assumir que no Lidl, Aldi ou supermercado X os preços são na generalidade os mais baratos é tão ingénuo como assumir que comprando no Continente com um desconto de 5€ em 20€ se consegue garantidamente o melhor preço. Há que comparar os preços do que pretendemos comprar nos vários supermercados, recorrendo aos folhetos divulgados antecipadamente pela internet.
    Quem não está para ter trabalho a gerir cupões de desconto, está no seu direito. Mas não se convença que não poderia comprar mais barato à conta disso. É uma questão de trabalho+tempo vs despesa, que cada um deve decidir.

    Responder
    • Vitor Madeira

      Tal como referi mais acima, tenho consciência de que por vezes os descontos oferecidos pela concorrência do LIDL ou do ALDI poderão ser mais vantajosos do que alguns dos preços habituais destes dois últimos, mas não conseguirá de forma alguma demover-me de que a média de preços praticados pelos produtos de marca própria destas duas cadeias alemãs (já para não falar nas francesas) se encontram sempre abaixo dos preços médios praticados para os produtos de marcas (alguns deles também se encontram à venda na LIDL e na ALDI).
      No meu caso, não há ingenuidade. Há colocação de dois recursos preciosos em cima dos pratos da balança: O meu TEMPO e o meu DINHEIRO.
      No meu caso, consegui obter MUITO MAIS TEMPO com um compromisso mínimo de dinheiro (praticamente sempre a meu favor) ao escolher lojas que tentam praticar constantemente preços mais baixos sem recorrer às promoções de “fidelização.”
      Sei bem o que ganho e o que poderei porventura vir a perder ao seguir este modelo de consumo.
      (Por favor, verifique também mais acima onde coloquei o valor que “ganhei” com os descontos do cartão Continente, sensivelmente desde 2009: 3389,25 Euros.)

      Responder
  13. Jorge

    Algumas dicas complementares
    1) Ao fazer a compra de 20€/25€ no Continente, ultrapassar o mínimo possível esse total para obter a percentagem máxima de desconto. Ao somar o preço dos produtos, lembrar que no caso de estarem com desconto imediato (“super preço”) é o preço mais baixo que conta.
    2) 3% adicionais em qualquer supermercado (e restaurante e combustível) pagando com o cartão de crédito Cetelem Black.
    3) X% adicionais no Continente pagando com o cartão de crédito Universo em dias de campanha, por exemplo nos dias 25 Abril e 1 de Maio foram 10%.

    Responder
  14. Teresa Ribeiro

    Antes de mais, parabéns pelo seu excelente trabalho.
    Em relação aos descontos nos hipermercados a que estou sempre atenta, por vezes não são tão atrativos como fazem querer.
    Muitas vezes aumentam os preços uns dias antes, para depois anunciarem descontos de 20%, 30% etc. Falo por experiência própria.
    Não raro, a mercearia do bairro vende o mesmo produto mais barato, que as grandes superfícies,
    mesmo estando em promoção.
    Mas sim, vale a pena estar atento ao que realmente é uma verdadeira promoção.
    Muito obrigada
    Teresa Ribeiro

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.