A CGD volta a subir as comissões em Maio





CGD – Comissões sobem outra vez

Ainda não passaram 2 meses desde o último aumento de comissões e a CGD volta a fazer alterações ao preçário (para cima, claro).

Enquanto cliente bancário estou a ficar deveras preocupado com esta onda de aumentos das comissões. É que é tão fácil aumentar comissões de produtos dos quais não podemos abdicar… O meu sentimento é de (quase) completa impotência como consumidor. Ainda estou a conseguir dar a volta para não pagar, não sei é até quando.

As comissões que aumentam

Vão subir a partir de 15 de Maio de 2019 as comissões da “conta pacote” mais barata (a Conta S), das contas de universitários (e professores) e levantamentos ao balcão com caderneta.

Recordo que em Janeiro o preço das transferências online da CGD subiram 60%.

Quem tiver a Conta Caixa S (a “conta pacote” mais barata da Caixa Geral de Depósitos) vai ver a comissão mensal subir para 2,80 €. São 33,60 € por ano. Mais 4% de imposto de selo, ou seja 2,91 €. Sobe cerca de 12%.

A subida de custo só vai afetar os clientes que tenham domiciliação de rendimento ou um património financeiro igual ou superior a cinco mil euros, e que por isso têm bonificação na mensalidade. As contas M e L ficam iguais.

10 ou 20 cêntimos não parecem muito, mas multiplicados por 1 milhão de portugueses é muito dinheiro. E o cerco aperta-se cada vez mais.

Recordo que tudo isto é legal e todos os bancos podem aumentar as comissões como e quanto quiserem, desde que avisem antes. É o que está na lei.

Universitários perdem isenção

Os estudantes com mais de 26 anos, professores e funcionários de universidades perdem a isenção de comissões neste preçário. A Caixa Geral de Depósitos vai passar a cobrar a partir de 15 de Maio uma comissão mensal de dois euros (mais Imposto de Selo), ou seja 24 € por ano.

Os professores e funcionários passam a pagar 33,60 € por ano (mais Imposto de selo). Os que tiverem cartão Caixa Classic sem “Programa de lealdade” passam a pagar uma comissão de manutenção de 48 € (mais Imposto de Selo – 4%) por ano.

Os estudantes universitários com menos de 26 anos de idade vão manter a isenção da manutenção de conta.

Levantar dinheiro com caderneta ao balcão custa o triplo

A partir de 15 de maio, fazer levantamentos ao balcão com a caderneta vai passar a custar 2,86 €.

Mas há excepções. A comissão não é aplicável quando se verifique:
– ausência e/ou avaria do multibanco;
– manifesta incapacidade do Cliente para a utilização de dispositivos automáticos (ex: clientes invisuais, analfabetos);
– levantamento de numerário em conta à ordem cujo somatório dos rendimentos domiciliados (1) seja de valor inferior a uma vez e meia o salário mínimo nacional (1,5 x SMN), em que o 1º titular tenha idade igual ou superior a 65 anos, o cliente que efetua o levantamento tenha cartão de débito e desde que um dos titulares tenha Património Financeiro (2) com saldo médio igual ou inferior a 20 mil €.

A isenção é aplicada até 2 levantamentos de numerário por mês/conta;
– levantamento de numerário em Conta Base Caderneta (até 3 levantamentos de numerário por mês); – levantamento de numerário em Conta SMB (Serviços Mínimos Bancários) com suporte caderneta.

Há mais alguns detalhes e excepções mas não vos vou maçar com isso. Podem ler o preçário completo aqui neste link (só tem 2 páginas, não se assuste):

Comunicacao-Alteracao-Precario-Comissoes-Despesas_15Maio2019.

Podem (aliás, devem) lê-lo com todo o detalhe se forem clientes. O importante é que não sejam surpreendidos em Maio com débitos “estranhos” na vossa conta. Se descontarem dinheiro, ou mais dinheiro do que o habitual, é por esta razão.

Já vos expliquei AQUI neste artigo como faço para continuar a não pagar nenhuma comissão de manutenção na Caixa Geral de Depósitos. Ainda mantenho a isenção por fazer isto. Nos outros bancos assim que me cobrarem UMA comissão, fecho logo a conta.

Explico neste vídeo como faço para não pagar nenhuma comissão de manutenção de conta. Veja se alguma desta dica se aplica ao seu caso.

 

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

 


4 comentários em “A CGD volta a subir as comissões em Maio

  1. celso Reply

    Eles (bancos) andam a arranjar lenha para se queimarem. Depois admiram-se que o pessoal prefere Revoluts e afins… Atualmente, só preciso do banco por causa do empréstimo e do ordenado e mesmo este último, conseguia arranjar maneira de o receber sem ser por via bancária nacional. Ou eles mudam de atitude ou vão começar a perder relevância a longo prazo.

  2. Cristina Reply

    Olá bom dia este mês já fui surpreendida com um débito de 5,15€ por manutenção de conta da caixa geral de depósitos… até à data ainda não tinha pago nada porque tenho gastos trimestrais do cartão de crédito e pago manutenção por obrigações! Está apertar mesmo! E nem sequer recebi recebi informação das alterações das condições! E não acedo aos documentos online! já questionei ao gestor mas resposta nem vê-la! Investigue porque é muito grave debitam e nem informam! Cris

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *