Afinal quanto vão baixar a eletricidade e o gás? (As minhas contas)

Escrito por Pedro Andersson

24.10.18

}
3 min de leitura

Publicidade

Afinal quanto vão baixar a eletricidade e o gás?

O ministro Mário Centeno tem vindo a anunciar que a redução do IVA na eletricidade vai chegar a mais de 3 milhões de famílias no próximo ano. Muito bem. Fui fazer contas.

Baixar não é mau, mas quanto?

De acordo com a proposta do Orçamento do Estado, o IVA da componente fixa para os consumidores com potência contratada mais baixa (só quem tem até 3,45 kVa) deverá baixar de 23% para 6%. Esta descida vai abranger mais de três milhões de famílias no fornecimento de eletricidade e 1,4 milhões no gás.

Mário Centeno disse ontem (citado na LUSA) na comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, que nas suas estimativas – dependendo dos consumos – “as reduções podem ir entre 10 a 20% naquilo que é o imposto total pago pelas famílias na sua fatura”. O “segredo” da correção desta frase é “dependendo dos consumos”. Se o consumo for ridiculamente baixo, o ministro terá razão. Numa família normal não será assim tão “maravilhoso”.

Quanto vou poupar com a descida do IVA na luz

A medida de baixar o IVA de 23% para 6% na potência contratada da eletricidade e no termo fixo do gás será aplicada a quem tem potências contratadas de eletricidade até 3,45 Kva e consumos em baixa pressão de gás natural que não ultrapassem os 10.000m3 anuais.

O consumo de eletricidade e gás continua a ter IVA de 23%.

As contas na Eletricidade

Como habitualmente, as minha contas a seguir não têm nada de político, de crítica ou de elogio. São pura matemática. Só para sabermos o que de facto está em causa.

Quem tem 3.45 kVa de potência contratada paga 4,86 € por mês sem IVA.
Com 23% de IVA, tem pago todos os meses nesta parcela da fatura 5,97 €.
Ao baixar o IVA desta “linha” para 6% vai pagar apenas 5,15€.
Ou seja, menos 0,82 € por mês. Dá 3 cêntimos por dia.
Pode parecer pouco ou ridículo, mas multiplicado por todos os que têm esta tarifa representa menos 86,4 milhões de euros nos cofres do Estado. Se é muito ou pouco depende da opinião de cada um.

As contas no Gás

Provavelmente paga 4,41€ por mês só para ter gás (sem IVA).
Com IVA a 23%, tem pago todos os meses 5,42€.
Com as descida do IVA para 6% nesta parcela vai pagar apenas 4,67€. Ou seja
menos 0,75 € por mês. Dá menos 2,5 cêntimos por dia.
Esta medida representa 36,3 milhões de euros a menos nos cofres das Finanças.

Neste último caso do gás, há empresas que “oferecem” o termo fixo. Portanto, nestes casos específicos a descida do IVA é completamente irrelevante.

É bom ou mau?

São as contas que fiz, apenas para terem ideia do que estamos a falar nas vossas faturas quando os políticos se referem à descida do IVA na eletricidade e no gás.
A avaliação se é bom ou mau, terá de ser cada um a fazer.

Eu, por princípio, acho que qualquer descida por pequena que seja não pode ser má. Mas gosto sempre de deixar claro às empresas e ao Estado que sei fazer contas e que não é por me dizerem que baixou que eu acredito que fico a ganhar imensamente com isso.

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”

34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.

É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”.

É só clicar AQUI abaixo.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (26 de fevereiro a 03 de março)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de lucro de cerca de 10% para as...

PODCAST | #218 – Vamos a contas | Tenho de declarar os Certificados de Aforro (e outros) no IRS?

Os Certificados de Aforro continuam a suscitar muitas dúvidas. Uma delas é se somos obrigados a declará-los no IRS e como se faz. Essa dúvida é também muito comum quando alguém começa a pensar em investir em produtos relacionados com as bolsas, como Fundos PPR, Fundos...

ÚLTIMO DIA | Prazo para validar faturas para IRS 2023 termina hoje

Já validou TODAS as suas faturas e do seu agregado familiar? Os contribuintes têm até ao final do dia de hoje (quarta-feira, dia 28 de fevereiro) para validar e confirmar as faturas relevantes para o IRS de 2023, após o Ministério das Finanças ter decidido prolongar o...

Arrendamentos | Burlas estão a aumentar. Conheça os sinais e como evitar

Burlas com falsos arrendamentos têm estado a aumentar nos últimos dois anos Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes De acordo com a PSP, as burlas com falsos arrendamentos têm vindo a agravar-se desde 2022, quer nos arrendamentos de casas de férias, quer no...

ÚLTIMA HORA | Prazo para validar faturas de 2023 prolongado até quarta-feira

Faturas pendentes - Prazo prolongado até quarta-feira A Autoridade Tributária (AT) prolongou por dois dias, até quarta-feira, o prazo para a validação de faturas relativas a 2023 no portal e-fatura, depois de constrangimentos no último dia do prazo inicial. Em...

Quer inscrever-se no regime do Residente não Habitual? Pode fazê-lo até 2025

Autoridade Tributária informou que os contribuintes elegíveis podem inscrever-se até 31 de março de 2025 Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Se está interessado em inscrever-se no regime do Residente não Habitual (RNH), que permite aos seus beneficiários...

EURIBOR HOJE | Taxa a três meses mantém-se, mas sobe a seis e 12 meses

Euribor mantém-se a três meses, mas aumenta nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham...

ELETRICIDADE | O indexado em Fevereiro vai baixar bastante – Vale a pena mudar?

O preço da eletricidade no OMIE está quase de graça É impressionante o que está a acontecer nesta última semana. O preço da eletricidade no mercado grossista está praticamente a zero. Os valores a que a eletricidade vai ser vendida e comprada amanhã, pelas empresas...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a três meses e descem a seis e 12 meses

Euribor sobe a três meses, mas desce nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um...

PODCAST | #217 – Qual é a forma mais simples de poupar na eletricidade?

A ouvinte Ana nunca mudou de empresa de eletricidade em toda a sua vida. Faz-lhe confusão mudar e acha que dá muito trabalho e sente que as outras empresas não lhe inspiram confiança. Este é um perfil muito típico dos consumidores portugueses. No episódio desta...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

8 Comentários

  1. Isaura

    O artigo é muito esclarecedor, porque quando ouvi nas notícias que a taxa de IVA na eletricidade vai baixar tinha ficado com a ideia que era no total da despesa mas afinal é só na potência contratada. Nada de admirar pois é só mais um ”tapar o sol com a peneira” ao zé povinho

    Responder
  2. Luís Reis

    Pensamento positivo:

    0,82€ + 0,75€ = 1,57€ mensais

    O melhor depósito a prazo da CGD rende agora 0,10% ao ano, portanto:

    26.167,00€ (aplicados) x 0,001 (taxa de juro de 0,10%) x 0,72 (Retirando os 28% de retenção na fonte) / 12 meses = 1,57€ mensais

    Não estou a dizer que vamos poupar uma fortuna, mas estou a dizer que teríamos de ter 26.167,00€ do nosso dinheiro numa conta a prazo da CGD para ter esse “rendimento”.

    Como você mesmo disse, é só matemática.

    Responder
    • Victor ARAÚJO

      Bem visto, pois migalhas são pão! E não há como pôr na perspetiva certa para se ter a noção exata do que está em causa. Olhão, bem haja!

      Responder
  3. Júlio

    Grande mentira deste governo. É só eleitoralismo.

    Responder
  4. Armindo Duarte

    Fiquei esclarecido. Obrigado

    Responder
  5. João Rio

    Não percebo porque é que dizem na potência contratada ATÉ 3,45 kVa, quando não há potencias contratadas abaixo dessa, só acima. Seria mais correcto dizer SÓ na potência contratada 3,45 kVa.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.