ELETRICIDADE | QUAL É O PREÇO MÉDIO DO MERCADO INDEXADO ESTE MÊS? (MAIO 1 A 21)

Escrito por Pedro Andersson

21.05.23

}
7 min de leitura

Publicidade

A forma mais simples de baixar a fatura de eletricidade

Corre o risco de ter eletricidade quase de graça outra vez em Maio. A média das últimas 3 semanas do kWh é negativa. Será, em princípio mais um mês de poupança brutal.

Deixo novamente o alerta que isto não vai durar sempre, até porque a ERSE já comunicou que vai baixar o desconto das Tarifas de acesso às redes (atualmente está negativa -9,5 cêntimos). Portanto, é aproveitar mais estes meses até ao Verão para acumular poupanças para o resto do ano. Mesmo depois do Verão, e com menor desconto (como o desconto de tarifas de acesso às redes é igual para todos) a poupança no indexado deverá continuar a ser muito grande em comparação com as outras empresas com tarifários fixos, mas a poupança líquida já não será tão grande. Já não poderão esperar ter eletricidade a custo zero ou negativa. Mesmo assim, deverá andar por valores muito baixos. Se a sua faturação for, por exemplo de 15 a 15 ou  de 20 a 20, o valor que lhe apresento será umas décimas diferente.

PODCAST | #154 – É possível ter eletricidade quase de graça em 2023?

Todos os domingos, faço um artigo com a média do mês até ao momento para que saiba quando sair e assim aproveitar ao máximo esta poupança. Haverá, obviamente, um dia em que este tarifário deixará de compensar. Se perceber quando deve sair, estará a aproveitar ao máximo todas as poupanças disponíveis. Há pessoas que em poucos meses já pouparam mais de 500 euros. Tem os dados até ao momento de Maio abaixo.

Sei que isto lhe pode fazer muita confusão, mas neste momento (nos primeiros meses de 2023) a maior poupança está nas empresas mais baratas do mercado que têm tarifários indexados.  As poupanças podem chegar aos 70 ou 80%. Pergunte a quem segue esta página e as redes sociais quando estão a pagar depois de terem mudado e se estão arrependidos. Mas atenção, esta poupança é só para quem está atento ao preço da eletricidade no mercado OMIE (no mercado grossista) para sair ANTES de deixar de compensar. Neste momento, compensa e não é pouco.

Para quem não sabe, os tarifários de eletricidade indexados são aqueles em que você paga a eletricidade a “preço de fábrica” (na origem – chama-se OMIE – onde todos os fornecedores a compram para a vender a si) e paga uma pequena margem de lucro fixa a esse fornecedor.

Qual é o risco que corre? É que se a eletricidade subir repentinamente de preço na origem, nesse mês você vai pagar muito; mas se a eletricidade baixar muito você vai também poupar muito. É o que está a acontecer neste momento em que escrevo este artigo. A eletricidade está praticamente de graça. Tem estado a 4 cêntimos, 2, zero ou até negativa. Varia todos os meses. No mercado regulado está a cerca de 16 cêntimos. Vê a diferença? Neste momento, está praticamente de graça, como verá.

Como sei que isto é um bicho de 7 cabeças para muitos de vocês, vou dar uma ajuda. Todas as semanas vou fazer as minhas contas e vou publicar aqui (idealmente todos os domingos) o preço médio do kWh que pagariam se estivessem no mercado indexado.

Este acompanhamento semanal vai permitir-vos avaliar quando estará na altura de começarem a ponderar sair do tarifário indexado para um tarifário fixo que seja melhor do que o indexado nessa altura. Este detalhe é importante porque sair de uma empresa e entrar noutra ainda pode demorar 15 dias ou mais. Assim, com esta informação que lhe darei semanalmente, não será apanhado desprevenido com uma fatura anormalmente alta porque não se apercebeu deste movimento no mercado da eletricidade. Espero que seja uma informação útil para si.

O limite que traçarei é a média de 200 euros por MegaWatt/hora (o equivalente a 15 cêntimos por kWh, que é o valor do mercado regulado), com um pré-aviso aos 150 euros. Mas note que há empresas a fazer 9 cêntimos nos tarifários fixos (Repsol e a Endesa está a fazer a alguns clientes 6 cêntimos). Neste último caso, o indexado deixa de compensar quando tiver uma média de 30 dias de 150 MWh.

Pode ver ou rever essa reportagem neste link, para perceber como funcionam os tarifários indexados:

VÍDEO | Poupança de 50% na eletricidade com os tarifários indexados

Média do mercado indexado de eletricidade – 1 a 21 de Maio

Como é que pode ir acompanhando o preço da eletricidade? Basta ir www.omie.es e ir vendo de vez em quando se o preço da eletricidade no tal OMIE começa a superar os 200 €/MWh. Se a média mensal chegar a esse valor é só voltar para a sua empresa antiga. Até que isso aconteça, estará a poupar dezenas e dezenas de euros por mês. Como pode ver abaixo, na primeira quinzena de Maio a média é de 71,95 MWh.

Esta semana, como pode ver no gráfico, ainda estamos com valores muito baixos. Muitas grandes empresas compram a estes preços para depois a venderem a si a 10, 14, ou 16 cêntimos o kWh, se tiver um tarifário fixo.É por isso que muitas ganham milhões. Os clientes pagam o que pedem, logo porquê baixar os preços?

Assim, pelos meus cálculos, este valor – aplicando um cálculo APROXIMADO – com os dados até ao momento pagará cerca de – 0,2 cêntimo por kWh (-0,002 €). Sei que é estranho e surpreendente, mas é mesmo assim. Ninguém está a tentar enganar ninguém.

O mecanismo de ajuste MIBEL (que soma a este preço) também está a zero há vários meses. Portanto, o risco dessas subidas neste momento é muito reduzido.

O kilowatt/hora, para quem não sabe, é cada conjunto de 1.000 watts/hora que você consome. Por exemplo, se usar um aspirador que tem uma potência de 1.000 W, se aspirar durante uma hora, vai gastar 1 kWh. Aspira na mesma, mas se for cliente de uma empresa vai pagar 4 ou 5 cêntimos, se for cliente de outra vai pagar – pelo mesmo consumo – mais do dobro ou o triplo. É por isto que é tão importante mexer-se e estar atento aos preços da eletricidade no mercado e mudar sempre que encontrar mais barato. 

A maioria dos portugueses gosta de saber com o que conta e detesta surpresas, por isso normalmente prefere pagar mais mas ter a garantia de saber o que vai acontecer. O importante, nesta fase de inflação altíssima, é não desperdiçar 1 euro que seja. Se pode pagar 10, porque é que prefere pagar 80? Não fica fidelizado. Assim que o preço subir, sai e regressa aos que forem melhores nessa altura.

Se poupar 60 euros por mês durante 10 meses são 600 euros que ficam no seu bolso que o podem ajudar a suportar, por exemplo, o aumento de 100 euros na sua prestação da casa durante meio ano.  

Para encontrar as empresas que têm tarifários indexados use o simulador da ERSE ou pesquise no google “tarifários eletricidade indexado”, contacte as empresas e compare o preço do kWh que está a pagar com os preços que lhe oferecerem. São elas que tratam da passagem da sua empresa atual para a nova. Não tem de fazer nada. Não tenho ligação a nenhuma empresa. Você escolhe a que quiser.

O ponto a fixar é que se quiser poupar, tem de estar atento e ser uma pessoa informada. Como as pessoas que estão atentas ao boletim meteorológico. Vai encontrar aqui essa informação todos os domingos.


 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PPR | Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Junho de 2024)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? (Mês #44) Junho voltou a bater o recorde de mais-valias na soma dos meus 10 PPR. Até ao momento tenho uma valorização média de 12%. Naturalmente, cada um dos PPR tem um desemprenho diferente. Tenho dois que ainda estão...

Famílias carenciadas vão receber um cartão com dinheiro em vez de cabaz alimentar

Cabaz Alimentar passa a cartão com dinheiro É uma questão de dignidade, diz o Governo. Até agora, as famílias identificadas pela Segurança Social como carenciadas recebiam um cabaz alimentar físico (com mantimentos para um mês) mas nem sempre esses bens eram o que a...

PodTEXT | Vou ter de pagar 20 mil€ de IRS e não estava à espera. O que faço?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

TOP 10 | Qual a marca de COMBUSTÍVEIS mais barata esta semana? (8 a 14 de julho)

Quem subiu e quem desceu os preços esta semana A ERSE definiu para esta semana como preço eficiente (que traduzo livremente por preço "justo") uma subida de 1 cêntimo/l no gasóleo simples e de 1,3 cêntimos na gasolina simples. Abaixo tem os preços que as várias marcas...

160 mil idosos podem receber pelo menos 600 € de reforma – Tem direito? (Vídeo)

Reforma mínima de 600 € e medicamentos grátis Mais de 160 mil idosos com reformas baixas podem passar a receber pelo menos 600 euros por mês e a ter medicamentos grátis na farmácia. Na reportagem desta semana do Contas-poupança, explicamos-lhe como funciona o...

PodTEXT | Uma dica para descobrir onde anda a desperdiçar dinheiro

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Inflação caiu para 2,8% em junho

O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou esta quarta-feira que a taxa de inflação homóloga foi de 2,8% no passado mês de junho. Trata-se de um abrandamento face ao mês de maio, altura em que os preços dos hotéis dispararam devido aos dois concertos de...

Publicidade

Artigos relacionados

39 Comentários

  1. Carlos Santos

    Bom dia a todos.

    Tenho uma pergunta a qual, ainda não tive oportunidade de confirmar.

    A taxa Mibel não era suposto ser aplicada apenas por empresas em que a eletricidade que adquirem fosse produzida com recurso a gás?

    Ou seja, criaram o decreto lei da taxa Mibel, e igualmente, as empresas 100% energias renováveis, aplicam a taxa Mibel?

    Estou a ver isto mal?

    Responder
  2. Nuno

    Bom dia,

    Tenho contrato com a Luzboa indexado desde 28 de abril. No meu contrato diz 2% de factor de adequação na fórmula de cálculo, em vez de 1,02% que está no simulador da luzboa, que está neste link ( https://luzboa.pt/simulador-precos-indexados/ ) . Alguem me pode explicar a diferença de valores? Podem verificar também se nos vosso contratos está os 2% ou 1,02%? A questão é pertinente para mim, pois ainda não recebi nenhuma fatura. Se no vosso contrato está 2%, mas mesmo assim estão a pagar preços baixos semelhantes aos que o Pedro tem divulgado, então é porque está tudo bem e está a ser aplicada a taxa de 1,02%, apesar de no voos contrato poder estar 2%(será que é um máximo?) Obrigado

    Responder
    • Carlos Santos

      Bom dia Nuno.

      E já viste online se não tens lá a fatura no teu perfil?

      Responder
    • Pedro

      Fiz também sensivelmente na mesma data o contrato e também consta 2%, e tenho acesso a outro contrato de outra pessoa feito na mesma altura e também consta 2%. Também ainda não recebi qualquer fatura.

      Responder
    • Tânia

      Bom dia,
      o meu contrato também menciona o fator de adequação a 2%.

      Responder
    • J Cunha

      Boa tarde,
      Já foi referido algumas vezes que esse simulador tem alguns problemas, contudo, sendo apresentado como factor e não como percentagem, esse valor deve estar correcto, já que adicionar 2% a uma valor faz-se multiplicando o valor por 1.02, que é o que o simulador indica.

      Em todo o caso eu nunca liguei a esse simulador, antes de aderir, e mesmo após adesão, baseio-me na fórmula que a Luzboa apresenta neste link:
      https://luzboa.pt/wp-content/uploads/2023/01/LUZBOA-SPOT_FAQ_2023.pdf

      Responder
      • Nuno

        Tem toda a razão relativamente aos 2%.
        Peço desculpa pelo post desnecessário, mas assim fica tudo mais esclarecido!
        Obrigado

        Responder
        • José Carlos Martins

          Olá Pedro Andersson,
          Como é que chega à conclusão que € 200 Mwh é sensivelmente € 0,15 Kwh?

          Eu diria que era sensivelmente € 0,20 Kwh.

          Obrigado

          Responder
  3. Nuno

    Olá Carlos,
    Não está lá nada nas faturas pois apenas faz um mês no dia 27 de maio. Entretanto reparei que a E-REDES tem comunicado as leituras para a minha área de cliente no balcão digital da Luzboa(deve ser automático).
    Obrigado

    Responder
  4. Nuno

    Obrigado Tânia,
    Mas já recebeu faturas da Luzboa com os valores muito baixos? Obrigado

    Responder
  5. Carlos Santos

    Pois Nuno.
    Eu também através da e-Redes fiquei a saber que o meu contador é inteligente desde 2019…mas nunca esteve ligado a nenhuma rede inteligente.
    Eu ainda estou numa semana apenas na Luzboa e vou mas é passar a dar as leituras para ambos os lados ( e-redes e Luzboa ).
    Outra coisa que acho que foi uma má decisão continuar a escolher bi-horário.
    Uma vez que o mercado indexado já tenho horas de vazio algumas vezes mais caras de fora do vazio.
    Este mês “sangro” o funcionamento da coisa e depois vou mudar de bi- horario para simples.
    Alguém sabe online onde posso mudra isso?
    No perfil da Luzboa não consigo editar!

    Responder
    • Nuno

      Se não dá para alterar online então é melhor ligar para o atendimento ao cliente. Demora uns 10 a 20min a atender. Eu tenho tarifa simples, sempre tive. O meu contador é inteligente, mas só passou a estar ligado a uma rede inteligente, creio que desde o ano passado. Percebi pq a minha fatura da EDP passou a ter leituras reais. Abraço

      Responder
    • JRJordao

      Enviar pedido para [email protected]
      Contacto por telefone é difícil.

      Responder
    • Óscar

      Atenção que de momento o bi-horário diário compensa quase sempre face ao simples na Luzboa, mesmo com um consumo a partir de 15% em vazio em maio. De um modo geral, o bi-horário compensa a partir de cerca de 35% em vazio. Talvez valha a pena fazer umas simulações aqui antes de tomar uma decisão: http://energytracker.pt/

      Responder
      • Carlos Santos

        Óscar

        Esse energytracker dá-me resultados de preços de Vazio e Cheias diferentes que o simulador de preços do próprio site da Luzboa, para um mesmo intercalar de datas !!!!

        Qual o simulador afinal mais fidedigno para sabernos qual o valor liquido de eletricidade a pagar em determinado periodo.

        Responder
        • Óscar

          Qualquer um deles parece-me dar valores próximos dos reais. É extremamente difícil acertar em cheio nos valores da fatura mas creio que ambos falharão por centésimas de cêntimo. Dito isso 2 coisas importantes:
          1. No da Luzboa tem-se de alterar o valor de “Sobrecustos e Desvios REN (€/MWh)” de 6,5 para 4, tal como a fórmula assume;
          2. O simulador do energytracker calcula o valor já com TAR ao passo que o da Luzboa está sem TAR. Notar que a TAR é de -0,1185€/kWh em vazio e de -0,0842€/kWh fora de vazio no bi-horário.

          Responder
  6. Henrique Silva -Cafe bica doce Silva

    BOA NOITE

    QUAL O MELHOR FORNECEDOR QUE ACONCELHAM PARA O MERCADO INDEXADO DE ELECTRICIDADE ?

    CUMPRIMENTOS .
    OBRIGADO.

    Responder
    • Pedro Sousa

      Henrique, o melhor é subjetivo, porque para uns o fornecedor “x” é bom para outros é mau, agora o mais barato, pelo simulador é a Luzboa mas, se é dono de um café, pode ser que a Repsol seja mais vantajosa para si porque tem descontos em combustível e gás que serão aplicados na fatura no fim do mês e podem compensar a diferença. Aconselho a pegar na sua fatura atual e numa folha de excel colocar tudo igual e depois calcular com os preços disponibilizados no simulador da erse.

      Responder
    • Óscar

      Bom dia,
      Tal como já foi referido, e bem, em princípio a Luzboa, sendo a Repsol eventualmente interessante por causa dos descontos em combustível.
      Para mais detalhes, este vídeo analisa a questão de forma mais detalhada: https://youtu.be/Xaz19P4opgE

      Responder
      • Ricardo Castelo Branco

        E alguém consegue dar um exemplo de calculo com a formula da repsol, eles falam em custos repsol, mas não consegui ainda perceber o valor, alguém tem repsol e me consegue dar um exemplo da conta que eles fazem?

        Responder
        • Óscar

          Um exemplo pode ser útil mas a verdade é que não serve de muito dado que como o preço varia de hora a hora. O preço final por kWh dependerá das horas específicas a que o consumo ocorre. A fórmula até é relativamente simples e tomando como referência os futuros consegue-se ter uma ideia aproximada, mas nunca melhor do que isso.
          Por exemplo, o futuro de junho transacionou-se hoje a 81,97€/MWh. O preço aproximado na Repsol em junho será algo do género 81,97/1000*1,15+0,01479-,0958=0,0133 €/kWh.
          Se o contador estiver ligado à rede inteligente, o consumo é faturado hora a hora, caso contrário é feita uma estimativa com base num dos perfis de consumo publicados pela ERSE.

          Responder
          • Ricardo Castelo Branco

            Obrigado, para mim o que mais me custa a entender é o custo repsol e respectiva margem de lucro mas assim com números já percebo melhor .

  7. Joao Gomes

    Ainda não vi até agora alguém comentar a respeito do termo fixo “potencia”. Eu tenho um consumo relativamente baixo pois vivo sòzinho e consumo pouca electricidade, mas deparo-me mensalmente com uma fatura que ronda os 35 euros , devida não ao preço do Kw mas oa taxas fixas, nomeadamente a potencia que tenho de 6,9 Kva. Como tenho bi-horario na Endesa, tive que contratar 6,9 Kva por necessitar de funcionar algumas vezes com vários eletrodomesticos em simultaneo dentro do horario em vazio. Será que o preço do termo potencia na Luzboa é o mesmo que na Endesa ? Porque se for o mesmo não me compensará mudar, visto o meu consumo ser pequeno e a maior parte da fatura se referir a taxas fixas, acho eu ! Agradecia de qualquer forma que me pudessem esclarecer desta minha constatação que eu não sei se estará correta.

    Responder
    • Óscar

      O termo de potência é certamente mais baixo na Luzboa. Na Luzboa é 0,2290€/dia, tal como pode ser consultado na página da Luzboa. Na Endesa, depende do tarifário mas basta comparar com o que lhe cobram na fatura.

      Responder
    • Óscar

      O termo de potência é certamente mais baixo na Luzboa. Na Luzboa é 0,2290€/dia, tal como pode ser consultado na página da Luzboa. Na Endesa, depende do tarifário mas basta comparar com o que lhe cobram na fatura.

      Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. É so ver o tarifario da luzboa. Esta na pagina deles 🙂

      Responder
    • Paulo

      6.9 kVA para alguém que vive sozinho é um absurdo de potência. Eu tenho um T4 duplex com AC (4 máquinas AC, 1 split), e tenho os mesmos 6.9 kVA. Nunca tive sobrecargas no verão com tudo a funcionar…

      Responder
  8. Isa Salgado

    Olá Pedro. Sem dúvida que foi uma óptima dica. Só tenho pena de não ter aproveitado mais cedo, logo desde novembro do ano passado. Mas já estamos na segunda fatura com uma poupança incrível. Nos meses de março e abril do ano passado pagamos cerca de 200 euros cada mês e este ano apenas 30 euros. Por isso agradece-lho imenso por nos avisar destas possibilidades! Partilho do sentimento de não entender como as outras pessoas não quero aproveitar!

    Responder
  9. Paulo

    Recebi a primeira factura da Luzboa (29 abril-20 maio) e foi de apenas 8.15€! E para além de tudo eléctrico em casa (máquinas de lavar, secar, forno, etc, também carregamos um VE na garagem). De facto, já devia ter mudado há mais tempo, podia ter aquecido a casa no inverno com AC quase de borla! A ver quanto tempo isto se mantém.

    Responder
    • Óscar

      O fim da época de saldos já tem data marcada. A tarifa de acesso às redes deverá subir pelos menos uns 7 cêntimos por kWh no dia 1 de julho. Saberemos o valor exato a 15 de junho.

      Responder
      • Paulo

        Mas isso vai provavelmente reflectir-se também nos tarifários normais, certo? Caos contrário, muda-se! Ainda bem que há essa liberdade, ao contrário das telecomunicações…

        Responder
        • Pedro Andersson

          Sim. Aumenta para todos, excepto se alguma absorver o prejuizo por razoes de marketing

          Responder
        • Óscar

          O que já foi anunciado é que a tarifa regulada não aumentará. Já a EDP anda a comunicar diminuição na ordem de 4 cêntimos por kWh no termo de energia e uma diminuição substancial no termo de potência.
          No termo de energia isso conduzirá inevitavelmente a um aumento face ao que cobram atualmente dado que a subida da TAR será bem acima de 4 cêntimos por kWh. O preço final estará aproximadamente alinhado com o regulado.
          No termo de potência, a diminuição é real, pois em princípio a TAR no termo de potência não se altera significativamente. Aqui ficará ligeiramente acima da Luzboa.

          Responder
      • Álvaro

        Boa noite,
        Não consigo interpretar a última atualização das médias mensais de todos os meses de 2023 publicadas pela OMIE hoje.
        O que significam?
        Cumprimentos

        Responder
  10. Jose

    O novo valor da TAR a partir de Julho será de 2,78 cêntimos negativos.

    Consegue se obter essa informação quem for cliente EDP Comercial.
    Na ultima fatura tem o novo preço (final, já com TAR) a partir de Julho, e hoje com este email onde publicitam o preço da operadora (sem TAR), conseguimos chegar a esse valor dos 2,78 cêntimos negativos…

    Responder
    • Óscar

      Tanto quanto creio saber não será o valor definitivo.
      O ano passado a Endesa enviou aos seus clientes uma carta datada de 9/12 com o valor da atualização que tinha implícita uma TAR de -0,1439€/kWh, a qual acabou por ser de -0,0958€/kWh. Este diferencial enorme de quase 5 cêntimos por kWh entre o inicialmente previsto e o real foi motivado por movimentos significativos no mercado que houve naquela altura.
      A decisão final foi tomada a 15/12 e desta vez será a 15/6.
      Notar que a tendência recente do mercado tem sido de diminuição do preço dos futuros, o que poderá fazer aumentar o valor final da TAR, tal como sucedeu em dezembro.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.