Taxas euribor sobem em todos os prazos – Prestações vão aumentar muito

Escrito por Pedro Andersson

15.06.22

}
3 min de leitura

Publicidade

Euribor a 12 meses já ultrapassou 1% positivo

A Euribor a um ano ultrapassou a barreira do 1% positivo. Preparem-se para uma subida muito grande da vossa prestação do crédito à habitação.

A taxa Euribor a 6 meses, a mais utilizada em Portugal nos empréstimos à habitação, também aumentou hoje para +0,237%, e também continua a subir a 3 meses.

A Euribor a seis meses entrou em terreno positivo em 6 de junho, depois de ter estado negativa durante seis anos e sete meses, desde novembro de 2015.

Por seu turno, a taxa Euribor a 12 meses estabeleceu-se em 1,067%, mais 0,11 pontos face a terça-feira. A Euribor a 12 meses está em terreno positivo desde 21 de abril.

No prazo de três meses, a Euribor subiu 0,061 pontos para -0,182%, face a terça-feira. Também falta pouco para estar posititva outra vez.

As taxas Euribor a três, a seis e a 12 meses entraram em terreno negativo em 21 de abril de 2015, 6 de novembro de 2015 e 5 de fevereiro de 2016, respetivamente.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

O que pode fazer

Como lhe tenho vindo a dizer ao longo dos meses e até dos últimos anos, este momento tinha de chegar. Alertei para a necessidade de fazer um “pé-de-meia” para suportar estas subidas durante os meses que forem necessários. Fazer isso durante o tempo de “vacas gordas”, no caso das famílias que conseguiram poupar durante os confinamentos, foi uma boa decisão.

Se não o fez ou não conseguiu fazer repito os conselhos básicos: corte em tudo o que for supérfluo na sua vida e crie rapidamente o seu fundo de emergência; mude o seu crédito para um mais barato noutro banco; negoceie também o seu seguro de vida; crie uma poupança automática para não ver esse dinheiro; avalie mudar para taxa fixa se isso o deixar mais descansado. Amortizar o seu crédito em 20 mil euros pode fazer a prestação baixar cerca de 80 euros por mês. Avalie.

Não fique parado a pensar que tudo se vai resolver sozinho. Isto vai doer e acho que a maior parte dos portugueses ainda não se aperceberam da gravidade da situação. Não é só a prestação da casa que vai aumentar 30, 40, 50 euros ou mais por mês. Está tudo a aumentar. Preveja que os seus gastos mensais vão aumentar 20% (pode ser exagerado, mas é para que perceba a urgência da situação) e aja em conformidade por antecipação. Não corra atrás do prejuízo.

Isto vai acontecer em todos os prazos. Não se iluda. No início, as prestações da casa vão subir aos poucos, quase como se não fosse nada de grave, mas daqui a uns meses pode estar a pagar mais 600 euros ou mais por ano de crédito à habitação. Tem esse dinheiro? Se não tem vai ter de o encontrar: Reduzindo custos ou aumentando as suas fontes de rendimento.


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Arrendamento | Rendas acessíveis alargadas a quem tem rendimentos mais altos

Limite de rendimentos máximos anuais para aceder a apoios ao arrendamento foi alargado para abranger mais cidadãos O valor máximo de rendimento anual para aceder ao Programa de Apoio ao Arrendamento foi aumentado, de acordo com uma portaria publicada em Diário da...

EURIBOR | Taxas sobem a três e 12 meses, mas baixam a seis

Euribor subiram hoje a três e 12 meses, mas recuaram no prazo de seis meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (19 a 25 de fevereiro)

Qual deveria ser o preço "certo"? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de lucro de cerca de 10% para as...

EURIBOR | Taxas Euribor sobem em todos os prazos

Euribor subiram hoje a três, seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua...

Segurança Social | Atribuição do Abono de Família já é automática

Segurança Social passa a atribuir automaticamente o Abono de Família, logo após registo do bebé na maternidade Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Desde a passada sexta-feira, 16 de Fevereiro, o Abono de Família passou a ser atribuído automaticamente pela...

BURLAS | Não atenda telefonemas do “Banco de Portugal”

Banco de Portugal alerta para telefonemas fraudulentos que imitam o seu número telefónico O Banco de Portugal emitiu um alerta sobre chamadas telefónicas feitas por indivíduos que dizem ser seus colaboradores, usando um sistema que imita o número de telefone do BdP,...

Remuneração | Aumento real dos salários em 2023 foi de 2,3%

Salários subiram 6,6% em 2023, mas os ganhos reais para os trabalhadores foram apenas de mais 2,3% Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes O Instituto Nacional de Estatística (INE), revelou recentemente que o valor dos salários em 2023 aumentou 6,6% em termos...

EURIBOR | Taxas Euribor descem a três meses e sobem nos prazos de seis e 12

Euribor desceu hoje a três meses, mas subiram a seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto...

PODCAST | #215 – Como receber 750 € “grátis” para fazer um curso de formação na área digital

Qualquer trabalhador em Portugal pode receber 750 euros para fazer um curso de formação na área do digital. E se fizer a candidatura já, pode repetir mais 750 € no ano que vem. Chama-se Cheque Formação + Digital e no episódio desta semana explico-lhe quem tem direito,...

SENHORIOS | Tribunal decide que caução de rendas não paga IRS

Tribunal decide que caução de rendas deve estar isenta de IRS. Estará aberto um precedente? Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes O Tribunal Arbitral, a propósito de um processo que estava em curso no Centro de Arbitragem Administrativa (CAAD), decidiu, em...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

8 Comentários

  1. Susana

    Boa tarde!
    Tenho taxa fixa desde e um spread de 0,5%.
    Estas subidas também me vão afetar?
    Obrigada

    Responder
    • Vidente do Norte

      Não a si nada acontecerá

      Responder
      • Rute

        Infelizmente isto está muito mau…
        Mas parece me que subir 600€ será um exagero!!!por exemplo um casal que pague 500€de crédito vai passar a pagar 1100€ por mês?!!!! assim toda a gente entrega as casas ..
        A comunicação social infelizmente assusta mais que aquilo que é.
        Vamos ver o que irá acontecer!!!

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá Rute. Eu escrevi mais 600 € POR ANO. :). Mais 50 euros por mês. E até pode ser mais conforme os valores em dívida.

          Responder
  2. Joao

    Tenho esperança que um dia o Sr. Pedro Andersson diga uma novidade.

    Responder
  3. Aderito

    Sinceramente do meu ponto de vista, tudo o que fizerem agora será correr atrás do prejuízo. Eu estava na taxa variável também, mas ao ver que a Euribor começou a subir , comecei a tratar de por o crédito em taxa fixa. Só para terem noção do importante que é fazer as alterações na hora certa , a diferença entre a taxa fixa quando a Euribor tava a -0,3 e a que está hoje na casa dos 1, para o mesmo montante em dívida, a diferença no montante a pagar é de 40euros. Ou seja,eu por ter aproveitado enquanto tava negativa a Euribor, já estou a poupar 40 euros ,em relação ao que pagaria se só agora fosse trocar para a fixa.

    Responder
  4. Lars Arens

    Não me entra na cabeça como ainda há dois anos a colaboradira do departamento financeiro da ERA, no que respeita o meu crédito, ia sugerir optar pela taxa variável. Parece que apenas aconselha o que a maioria da gente faz….? Ou quer dizer ela não sabia nada de aconselhar …. Eu expliquei-lhe a ela que obviamente optaria pela taxa fixa que nunca mais iria ser tão barata como naquela altura: mais 70 euros por mês que a taxa variável. A única perspectiva que havia era o Euribor. E afinal a subida aconteceu ainda mais cedo que estava à espera…

    Responder
    • Lars Arens

      Errata: “A única perspectiva que havia era aquela do Euribor subir”

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.