PPR | Mês #19 – Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Maio 2022)

Escrito por Pedro Andersson

29.05.22

}
10 min de leitura

Publicidade

Vale a pena fazer um PPR como investimento?

Más notícias! Neste momento estou com valores bastante negativos com os meus PPR. Só dois estão positivos (ainda) e todos os outros estão com um saldo inferior ao valor que lá coloquei. É surpreendente? Claro que não. Face ao contexto de guerra -que se mantém – até estou admirado por ter ainda dois positivos. Estou preparado para ter desvalorizações ainda superiores. Estas quedas que estamos a sofrer ainda não chegaram ás que tivemos com a Covid-19.

O que faço? Devo correr a resgatar os meus PPR antes que desçam mais? Isso seria pior a emenda que o soneto. Nunca deve resgatar em perda sem necessidade absoluta e urgente. Ao resgatar vai fazer com que o valor dos seus PPR desça ainda mais e assim pessoas com mais literacia financeira vão fazer o que eu estou a fazer que é subscrever o que posso porque neste momento as unidades dos meus PPR estão em “saldos”.

Oiça este episódio do Podcast para perceber melhor do que estou a falar.

PODCAST | #110 – O meu PPR está negativo. É normal?

Se resgatasse hoje todos os meus 7 PPR, teria um prejuízo de mais de 300 euros. Veja os gráficos com todos os detalhes mais abaixo.

É por esta razão que NUNCA DEVE INVESTIR DINHEIRO QUE LHE FAÇA FALTA PARA O DIA A DIA. Se pensar a um prazo de 10, 15 ou 20 anos, esta queda atual vai ser apenas um tropeção no caminho, como foi a Covid-19.

INFORMAÇÃO PERMANENTE: Muitas pessoas, ao longo de décadas, sempre pensaram que os PPR eram apenas para a reforma e que servia para ir buscar entre 300 ou 400 euros ao IRS pela dedução fiscal, ou para baixar o spread do crédito à habitação.

Foi só há cerca de 2 anos que percebi que não é (só) assim. Desde que eu não coloque este valor no IRS, posso levantá-lo quando quiser (ver as condições do banco ou corretora) sem qualquer penalização.

Foi por isso que decidi, em novembro de 2020, fazer um PPR para cada um de nós aqui em casa, incluindo para os meus filhos (de 16 e 8 anos, na altura). E mensalmente faço aqui o balanço de quanto estão a crescer (ou a perder) para partilhar convosco mais alguma literacia financeira completamente isenta de influência de bancos, marcas, publicidade, etc. É o que é, com valores absolutamente reais (os meus) e depois você tira a suas próprias conclusões.

Coloquei 1.000 € em cada um. Subscrevi os PPR em 7 instituições diferentes e com componentes diferentes de ações e obrigações. Uns são mais arriscados do que outros. Fiz de propósito com este fim, embora possa estar a “perder” algum dinheiro (ganhar menos) com estas opções diferenciadas. Ou talvez não, porque se as bolsas caírem, talvez os que agora não crescem tanto (ou estão a perder) provavelmente se aguentem melhor.

Neste artigo expliquei os meus critérios.

Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR?

Como lhe expliquei acima, tenho 7 PPR diferentes para que juntos acompanhemos quanto rendem de facto estes produtos de investimento/poupança e de que forma seguem ou não o desempenho das bolsas mundiais. Fiz estes (podiam ser outros, mas tenho por princípio ser o mais transparente possível convosco, por isso digo os nomes):

  • PPR Alves Ribeiro (Banco Invest)
  • PPR Stoik (SGF – Sociedade Gestora de Fundos)
  • PPR Optimize Agressivo (Optimize –  Sociedade Gestora de Fundos)
  • NB PPR (GNB) Pode subscrever em vários bancos (Activobank, Best, Novo Banco)
  • Save & Grow (Casa de Investimentos)
  • Mega TT PPR (Bankinter)
Neste artigo AQUI expliquei porque escolhi estes especificamente. Não estou a “vender” nenhum produto ou instituição bancária/corretora. Isso tem de ficar muito claro. Só quero que perceba como funcionam os Fundos PPR.

Balanço dos meus PPR – Mês #19

PPR STOIK

O meu PPR Stoik continua em primeiro lugar no ranking, pelo quinto mês consecutivo. Apesar de ter caído como os outros, foi o que caíu menos e mantém uma boa rentabilidade. Apesar disso está quase no mesmo valor do PPR Alves Ribeiro.

Repare como os gráficos dos produtos ligados às bolsas quase replicam a história humana, com as suas crises e instabilidade. Quando acabar a guerra, é extremamente provável que venhamos a assistir a uma recuperação. No entanto poderá ser mais lenta do que na covid porque a economia ficou muito afetada e os preços vão manter-se muito altos durante vários meses.

 

Subscrevi 1.000 euros neste PPR STOIK e neste momento se resgatasse, teria ainda um ganho de 46 euros brutos. Vou manter e aguardar.

PPR Alves Ribeiro (Banco Invest)

O meu PPR AR mantém-se (apesar da crise na Ucrânia) a crescer 4,12%. Neste momento é o meu segundo PPR mais rentável. Quem o subscreveu em dezembro passado neste momento deve tê-lo negativo, como é normal. Eu ainda estou a “viver” dos lucros obtidos anteriormente.

Se o resgatasse hoje, receberia 41 euros brutos.

As contas que estou a partilhar convosco ao longo do tempo será sempre em relação aos 1.000 euros originais subscritos no dia 2 de Novembro de 2020, com o valor de subscrição da unidade de participação nessa data específica. Devo sempre relembrar que rendimentos passados não garantem rendimentos futuros. As suas contas começarão no dia específico em que começar a investir. Neste momento, os fundos PPR estão em “saldos” mas ainda podem baixar mais conforme a evolução da guerra e da economia mundial.

O facto de ser PPR é importante por causa da fiscalidade mais favorável do que nos restantes tipos de investimento. No final, após 8 anos, faz toda a diferença (paga 8% de mais valias em vez de 28%).

Smart Invest Dinâmico

Tenho um segundo PPR no Banco Invest que é o Smart Invest Dinâmico. Desceu de 6% em janeiro para -4% em Maio. Estas oscilações podem assustar muitas pessoas, mas é mesmo assim. Se isto lhe faz confusão, não deve ter este tipo de investimentos e subscreva apenas Seguros PPR. É escusado andar a sofrer sem necessidade. Ganha menos, mas vive descansado. Estou a “perder” 41 euros neste momento. Aguardemos também que recupere.

PPR Optimize Agressivo

O PPR Optimize Agressivo chegou a estar muitas vezes em primeiro lugar na rentabilidade (esteve a crescer 20%), mas agora mantém-se no terceiro lugar e negativo. Neste momento estou a “perder” 33 euros, em relação aos 1.000 que subscrevi.

Acredito que assim que esta crise passar (se não vier outra) recuperará rapidamente para os valores que tinha antes e ainda mais. Espero que a economia mundial não fique tão destruída que a recuperação demore anos. Vamos esperar.

Este é um PPR com uma enorme percentagem de ações no cabaz (cerca de 90%). Daí o nome “Agressivo” na descrição. Esta corretora também tem PPR menos arriscados. Depende do seu perfil. O ponto que gostava que você fixasse é que o que vai ganhar no fim disto tudo é o que o seu PPR estiver a valor no dia em que o resgatar. Não interessa se já esteve a ganhar 500%. Se no dia em que que resgatar estiver a ganhar só 1%, é 1% que leva para casa. Daí a importância de ter um objetivo bem definido para saber o que fazer e quando.

NB PPR

O NB PPR continua negativo. Estou a “perder” cerca de 54 euros. Tal como nos outros, resta-me aguardar que a situação no mundo recupere. Está negativo 5,4%.

Se não estiver satisfeito com o seu PPR, transfira-o para outro que considere melhor, depois de pesquisar a concorrência. Não o mantenha, só porque sim. Não perde os benefícios que ganhou entretanto. Se trocar de um fundo PPR para outro Fundo PPR não paga rigorosamente nada. Se mudar de um seguro PPR para um fundo PPR tem de pagar uma penalização de 0,5%. Muitas corretoras suportam essa despesa por si. Informe-se.

O Save & Grow é o meu PPR com o desempenho mais negativo. Desde dezembro que tem vindo a descer consecutivamente. Os meus 1.000 euros desvalorizaram até agora quase 17%. Ou seja, se resgatasse este PPR hoje, teria perdido cerca de 170 euros.

Este PPR tem quase 100% de ações, e está assente numa estratégia de valor. Ou seja, só tem no cabaz empresas muito seguras que reforçam quando estão a preço de saldo. Espero que no futuro sejam compensados estes resultados negativos agora.

O PPR da “Casa de Investimentos” (é assim que se chama a Gestora de Fundos) foi subscrito por mim vários meses depois dos outros, por isso a comparação no gráfico será sempre “injusta” porque quando o subscrevi já os outros levavam um grande avanço. Mas faço assim porque quero que percebam isso mesmo. A data em que subscrevem é importante. Vou continuar a aguardar e esperar pela recuperação.

Eu diria que se nunca fez um PPR, agora pode ser um excelente momento para começar (mesmo que ainda desçam mais). Avalie.

Bankinter MEGA TT

O Bankinter “Mega TT” está igualmente muito negativo. Se resgatasse hoje, receberia menos 75 euros em relação aos 1.000 € que subscrevi.  Já esteve a ganhar quase 7% em novembro e agora está 7% negativo. Tem de estar sempre preparado para suportar com paciência estes momentos que podem demorar semanas, meses ou anos.

O gráfico

Acredito que visualizar o crescimento dos PPR com estas linhas vai ajudar a perceber como cada um deles se comporta quando os mercados (bolsas) estão em alta e em queda. O STOIK e o PPR Alves Ribeiro são os únicos que ainda estão positivos.

Feitas as contas, com 7.000 € (7 PPR de 1.000 € cada um) após 19 meses estou a “perder” 333,52 euros (744 € de lucro máximo em novembro de 2021), se os regatasse esta semana. Nestas situações é esperar que passe a “tempestade”. Caso fossem 70 mil euros, estaria a “perder” neste momento 3.300 € (brutos) em relação ao que investi.

A ideia dos PPR é investir, reforçar regularmente e não mexer até que precise do dinheiro (muito lá para a frente). Pode duplicar, triplicar ou até quadruplicar o seu dinheiro. Até lá, vai passar por muitas situações destas.

Como pode ver no gráfico abaixo, o total das minhas mais-valias mudou radicalmente nos últimos 6 meses. De bons lucros passei a perdas. Estou curioso para ver quantos meses serão necessários para voltar aos ganhos anteriores.

Já lhe expliquei que não me interessam os Seguros PPR com capital garantido. Quero arriscar ter ganhos maiores em vez de simplesmente garantir o que tenho, com ganhos mínimos. Quando chegar aos 60 anos (ou quando atingir o valor que tenho como objetivo) será altura de transferir para um PPR com capital garantido.

Mas respeito muito quem opta por produtos com capital garantido. É uma decisão pessoal. Cada um tem o perfil que tem. Mas ganha historicamente muito menos. A diferença é que não perde nunca nada do que lá tem. Mas também nunca ganhará nada de muito significativo e que faça diferença na sua vida. É a diferença que faz pôr o dinheiro a trabalhar para si.

De certa forma fico copntente por poder estar a partilhar consigo uma “má” experiência com os meus investimentos. Quero que perceba – com o meu dinheiro real e não com teorias – que tudo isto é normal acontecer. E que não deve entrar em pânico quando isto acontece. Só tem de virar a cabeça para o outro lado, mergulhar confortavelmente na almofada e sonhar com melhores dias, enquanto reforça os seus investimentos se tiver essa possibilidade.

Enquanto alguns vêm as notícias e veêm nuvens negras, eu vejo oportunidades de investimento. É a diferença entre conhecer e interpretar os acontecimentos ou andarmos à deriva sem rumo nem norte.

Se quer largar as amarras dos produtos com capital garantido, sugiro estes passos:

  1. Fazer um bom Fundo PPR (veja rendimentos e comissões, e defina o seu perfil – defensivo, moderado ou agressivo)
  2. Subscrever ETF
  3. Subscrever Fundos de Investimento
  4. Investir em ações (em plataformas com baixas comissões)
  5. Arriscar em plataformas de crowdfunding
  6. Investir em imobiliário (quando perceber no que se está a meter)
  7. Reinvestir os ganhos em novos investimentos

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Eletricidade | ERSE vai fixar tarifas em junho devido à “volatilidade de preços”

Decisão do regulador implica aumento das tarifas a partir de junho A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) anunciou em comunicado uma proposta de fixação excecional das tarifas de eletricidade a partir de dia 1 de junho. De acordo com o regulador, a...

Autoridade Tributária volta a alertar para e-mails fraudulentos

Contribuintes recebem e-mails falsos sobre "divergências" no IRS A Autoridade Tributária (AT) voltou a alertar os contribuintes para a circulação de um e-mail falso que indica "divergências" na declaração de IRS. Outras mensagens fraudulentas que parecem ter sido...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #234 – Vamos a contas | Devo investir o meu Fundo de Emergência?

Um ouvinte do podcast começou a pôr as suas contas em ordem e já tem completo o seu fundo de emergência. Mas custa-lhe ver o dinheiro parado sem render nada. A pergunta dele é se não seria inteligente pegar nesse dinheiro e investi-lo. Esta é uma pergunta muito comum....

TOP 10 dos COMBUSTÍVEIS | Quem subiu e quem desceu (semana 22 a 28 abril)

Qual a marca de combustíveis mais barata esta semana? Enquanto consumidor, um dos meus maiores desafios é encontrar uma fórmula eficaz para poupar nos combustíveis. É difícil porque os preços mudam todas as semanas (ou várias vezes por semana), cada posto faz os seus...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (22 a 28 de abril)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de lucro de cerca de 10% para as...

COMBUSTÍVEIS | Qual a marca mais barata esta semana?

Qual a marca de combustíveis mais barata esta semana? Há anos que ando para fazer este comparativo. Hoje foi o dia. Enquanto consumidor, um dos meus maiores desafios é encontrar uma fórmula eficaz para poupar nos combustíveis. É difícil porque os preços mudam todas as...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses e sobem a seis e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #233 – Quanto é que vou poupar com os novos escalões do IRS?

Conheça a nova tabela dos escalões do IRS O Conselho de Ministros da passada sexta-feira decidiu reduzir as taxas de todos os escalões de rendimento até ao 8.º escalão. Só o 9.º escalão (quem ganha mais de 81 mil euros por ano) fica de fora. Quanto é que isso vai...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

8 Comentários

  1. Sergio

    Consistência e visão no longo prazo.
    Boa altura para reforçar (sem entrar em euforias e alocar o que não se pode).
    O “senhor mercado” costuma ser justo para o pacientes.
    Excelente artigo e partilha, como habitual.

    Responder
  2. Rui

    Para quem queira iniciar agora, mesmo sabendo que cada produto é diferente um do outro e têm custos diferentes, será que nesta altura seria uma boa aposta o PPR Save & Grow uma vez que foi o que teve o desempenho mais negativo, e por isso tem uma potencialidade maior de crescer ao comparar com os outros?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá! Não querendo promover nenhum PPR em particular, arrisco dizer que é uma boa altura para qualquer PPR que no passado teve uma boa média anual de crescimento 😉

      Responder
    • Daniel

      Não é por ter um “desempenho mais negativo” que um PPR (ou qualquer activo) tem maior potencial de crescimento, não funciona assim.
      Há-que escolher a estratégia e depois investir no activo que melhor representa essa estratégia.

      Responder
      • Pedro Andersson

        Olá Daniel. Claro que tem razão. No meu caso como comparo 7 PPR em tempo real tenho essa perspectiva pessoal.

        Responder
  3. Nuno Coelho

    Bom dia, Sr. Pedro.
    Não sei se é o local indicado para colocar esta questão, desde já as minhas desculpas se não for, mas que acontece aos Fundos PPR e Fundos de Investimento subscritos nas corretoras ou casas de investimento e se essas mesmas entidades falirem? Têm alguma “protecção”, como os depósitos nos bancos (dos valores até 100.000,00 euros), ou perdemos o dinheiro todo investido? (já pesquisei na net sobre isto e não fiquei esclarecido, bem como nos podcast, que ouço religiosamente, não me parece que tenha em algum momento falado sobre essa questão).
    Muito obrigado e continuação de excelente trabalho.

    Responder
  4. Sara

    Boa tarde. Tenho vindo a acompanhar esta rubrica sobre PPRs e procurado mais informação, mas continuo com uma dúvida que talvez me consiga esclarecer.

    Relativamente ao usufruto dos benefícios de entrada. Imaginemos que subscrevo um PPR em 2022 e coloco 2000€ em cada ano durante 10 anos. Declaro no IRS esse PPR ano sim ano não. Ou seja, declaro em 2023, 2025, 2027 etc. Passado os 10 anos, posso mobilizar (fora das condições da lei) o valor correspondente aos anos dos anos em que não declarei no IRS, sem penalizações?

    Obrigada

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Isso vai criar uma complicação gigantesca nas finanças. Se fizer isso vai criar um problema que eles não sabem resolver. O que lhe sugiro é que faça 2 PPR: um coloca todos os anos e o outro nunca coloca. Resolve o problema e tem o melhor dos dois mundos.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.