VÍDEO | Afinal como funciona o AUTOvoucher?

Escrito por Pedro Andersson

14.11.21

}
6 min de leitura

Publicidade

O AUTOvoucher é mais simples do que parece

Há muitas dúvidas sobre como funciona o AUTOvoucher. Não vou entrar na discussão se é muito ou pouco, se deve inscrever-se ou não, e se esta é a melhor forma de ajudar as famílias a lidar com o aumento do preço dos combustíveis. Só nos interessa o funcionamento para quem quiser receber os 25 euros os receba na conta bancária.

Esqueça os 10 cêntimos por litro

Um dos melhores resumos que já li sobre o assunto foi o do André (não sei o apelido) que comentou/resumiu aqui no blogue em resposta a outro leitor o assunto de uma forma muito simples. Vou até aproveitar a descrição dele. 

Receber 5€ não quer dizer que tenha abastecido 50 litros.
Não compreendo porque se continua a publicitar os 10 cêntimos por litro, quando esse já não é o funcionamento do AUTOvoucher.
Se comprar um produto no posto que custe 1 cêntimo (nem precisa ser combustível, e houvesse tal pechincha por lá), recebe os 5€.

No limite, se não abastecer até Março, e nessa altura fizer o tal cêntimo de despesa num posto aderente, recebe os 25€ de uma assentada.

No fundo, o Estado está a oferecer 25€ a qualquer pessoa informada acerca das regras necessárias.
Não precisa de utilizar combustível, nem ter carro, nem sequer ser maior de idade.

Os pressupostos são:
* ter NIF, email e telemóvel
* inscrever-se num site (www.ivaucher.pt) com esses dados
* possuir um cartão bancário associado a uma conta nesse NIF
* realizar uma despesa num posto de combustível

No fundo, no fundo, mesmo lá em baixo, à profundidade do petróleo, não é o Estado que está a oferecer 25€, somos nós todos uns aos outros, porque nós somos o contribuinte do Estado, mas isso são contas de outro rosário.

Sim, é isto, tal e qual.
 
Aliás, até confrontei o Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais com estas críticas para a reportagem desta semana do Contas-poupança na passada quarta-feira. Tem o link para a reportagem em vídeo no final deste artigo.
 
 

Porque o apoio é necessário para muitas famílias

Desde o início do ano, o gasóleo já subiu cerca de 40 vezes e a gasolina mais de 30. Com um aumento de um ou dois cêntimos de cada vez, encher um depósito de 60 litros custa no momento em que gravámos esta reportagem em média mais cerca de 14 euros se for gasóleo e mais 17 euros se for gasolina.
 
Uma das razões é o aumento do preço da matéria prima. Mas se os preços aumentam, o valor do imposto também aumenta proporcionalmente, e tudo somado torna a fatura final insuportável para muitas famílias.
 
O governo baixou até 31 de janeiro o ISP em 2 cêntimos na gasolina e 1 cêntimo no gasóleo, mas essa descida foi imediatamente absorvida pelos aumentos na semana seguinte.
 
Para compensar as famílias pelos sucessivos aumentos dos combustíveis, o Ministério das Finanças decidiu dar um apoio de 5 euros por mês entre Novembro e Março a todos os contribuintes. É o equivalente a 10 cêntimos por litro até ao máximo de 50 litros. Mas isso não quer dizer que o apoio dependa de abastecer essa quantidade de litros. Como já foi explicado acima, pode até comprar uma pastilha elástica num posto de abastecimento aderente e recebe os 5 euros. Ou os 25 euros em março, porque acumula se não os usar.

Quem pode receber estes 5 euros por mês?

Todos os contribuintes que usarem um posto de combustível entre Novembro e Março, independentemente dos seus rendimentos e mesmo que estejam isentos de IRS. Basta que se inscrevam na página IVAucher.pt, que tenham uma conta bancária em Portugal e que paguem a despesa com um cartão multibanco.
 
Na entrevista que me deu, o Secretário de Estado adimitiu que se baixassem o imposto para todos, seria mais beneficiado quem gastava mais combustível, como as empresas e as empresas já têm apoios próprios. Para além de que – isto digo eu – qualquer governo teria dificuldade em voltar a subir o imposto despois de o ter reduzido.
 
Para receber os 5 euros por mês, vai ter de vir a à página www.ivaucher.pt e aderir. Se já aderiu antes de 1 de novembro para gastar o saldo do IVA que acumulou no verão em restaurantes, hotéis e cultura, não tem de fazer nada. Já está automaticamente inscrito também no  AUTOvoucher.
 
Se ainda não aderiu, basta inscrever-se com o seu nome, número de contribuinte, número de telemóvel e e-mail e já está.
 
 
De uma forma simples, assim que se inscrever ou estando já inscrito, da próxima vez que abastecer num posto aderente (que o governo garante que serão praticamente todos) recebe na sua conta bancária 5 euros dois dias depois. Não há limite mínimo de abastecimento e recebe logo o valor total, não depende dos litros que abastecer.
 
E se não abastecer em novembro, os 5 euros acumulam para dezembro (recebe 10 euros em vez de 5) e assim sucessivamente. Mas só conta a partir do mês em que se inscrever.
 
E embora não seja o objetivo do apoio, a verdade é que recebe os 5 euros mesmo que a compra no posto de abastecimento não tenha nada a ver com combustíveis.
A Autoridade tributária não consegue saber ao detalhe o que comprou.
 
O apoio é por número de contribuinte, portanto se duas ou 3 pessoas na mesma casa se inscreverem e usarem o respectivo cartão multibanco da conta bancária da qual são titulares receberão cada um os tais 5 euros por mês. Para receber o apoio não é obrigatório pedir fatura com NIF. É um apoio direto que não precisa de acumular saldo antes fazendo compras antecipadamente, como no caso do IVAucher.
 
Outra vantagem é que acumula com os descontos em bomba e com os cupões de desconto dos hipermercados. E basta abastecer uma vez por mês, mesmo que seja só um litro e recebe os 5 euros na sua conta bancária.
 
No meu caso pessoal, o AUTOvoucher diz que já recebi, mas o dinheiro ainda não me apareceu na conta. Suspeito que tenha a ver com o facto de ter feito o pagamento numa “bomba” automática sem TPA isolado. Usei o multibanco inserido na própria estrutura onde estava a mangueira. Será? Vou tentar saber. Mas já passaram muito mais do que dois dias.
 
Eu espero receber 50 euros no total. 25 euros eu e mais 25 euros da minha mulher. Para mim, 50 euros é um valor relevante. É  uma fatura da eletricidade “grátis” para a minha família ou o equivalente a 100 litros de leite (a moeda oficial do Contas-poupança).
 
Pode ver ou rever a reportagem em vídeo onde mostro tudo ao detalhe aqui:
 


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 6 e 12 meses e sobem a 3

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (17 a 23 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Este mês paguei 0,75 € de eletricidade – Como é possível?

É possível pagar 0,75 € de eletricidade por mês? Já sei que vou ser criticado por escrever este artigo, mas tudo bem. O importante é que perceba que é possível pagar muito pouco de eletricidade. Ninguém está condenado a pagar valores gigantescos, a menos que prefira...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #249 – O que é o movimento FIRE – É possível refomar-se mais cedo?

O FIRE é possível em Portugal? O FIRE é uma espécie de Liga dos Campeões das Finanças pessoais. É a sigla para Financial Independence, Retire Early (Independência Financeira, Reforma Antecipada) e é para uma pequeníssima minoria de pessoas que têm por objetivo...

PodTEXT Vamos a Contas | Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Isenção de IMT e Imposto de Selo para jovens oficialmente aprovada

Medida para ajudar jovens a comprar casa vai avançar Há cerca de três semanas, o Governo aprovou em Conselho de Ministros diversas medidas para facilitar a compra de habitação aos jovens até aos 35 anos. Entre elas, além da garantia pública de até 15% do valor do...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (17 a 23 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | Como perder o medo de investir e começar a ganhar dinheiro?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Publicidade

Artigos relacionados

20 Comentários

  1. Paula Aleixo

    Boa Tarde,
    tudo certo, mas fiquei com uma duvida – quando a conta bancária é conjunta quem recebe o apoio?
    Recebe 10 euros, se estiverem os dois contribuintes registados?
    Obrigado

    Responder
    • Armando Gonçalves

      Boa noite. Li isto e penso que responde à sua questão: Tem de escolher fazer o pagamento num posto de combustível aderente; e tem de pagar a conta com um cartão bancário, em seu nome, de um dos bancos aderentes (a maioria dos bancos a operar em Portugal). Na minha interpretação, dois titulares, para terem o benefício teriam de ter cartões distintos. Cumprimentos.

      Responder
      • catarina isabel rodrigues pereira pinto

        Eu e o meu marido temos uma única conta bancária, apesar de cada um ter o seu cartão multibanco. Infelizmente até ao momento só um está a receber os reembolsos.

        Responder
  2. Ricardo Barbosa

    Boa noite,

    O valor que nós recebermos do IVAUCHER que obtivemos com as despesas de alimentação de Junho a Agosto de 2021 é retirado do valor que teríamos a receber/descontar no IRS de 2021 por via do IVA suportado com despesas de alimentação?
    No caso dos valores obtidos com o apoio de 5 euros mensais por via das despesas em postos de combustível esse valor é líquido e não “prejudicará” o valor a receber ou a descontar no IRS de 2021?

    Obrigado.

    Ricardo Barbosa

    Responder
    • Tânia Fernandes

      Tenho a mesma duvida, alguém pode informar? Obrigada

      Responder
  3. Anabela Cerveira

    Boa noite!
    Ainda não percebi se posso usar cartão de crédito, só falam em cartão multibanco…
    Obrigada

    Responder
    • sergio manuel rodrigues fernandes dantas

      Boa noite:)
      Cartão multibanco para o AutoVoucher, como para o Ivaucher, tanto é o de débito como o de crédito.

      Responder
      • Gonçalo José Ferreira Santos

        Boa tarde,

        Eu já abasteci duas vezes a pagar com cartão de débito e ainda não recebi vez nenhuma os 5€. Só abssteci depois de aderir ao auto voucher. E certifiquei-me que o posto de abastecimento utilizado aderiu ao auto voucher. Porque é que ainda não recebi os 5€?

        Responder
        • Gabriel

          Boa tarde.
          Tenho uma conta conjunta com a minha esposa e dois cartões multibanco , mas nos dois aparece o meu nome , somos os dois titulares da conta bancária. Apenas recebo o beneficio Auto vaucher uma vez, não deveria receber duas vezes porque são dois titulares e dois cartões a efectuar pagamentos nas bombas todos os meses?
          Obrigado

          Responder
          • Pedro Andersson

            Olá. Vai ter de lhes perguntar 🙂

          • catarina isabel rodrigues pereira pinto

            Estou na mesma situação. Disseram me que sendo eu a segunda titular da conta, não recebo o reembolso!!!!

  4. Izza

    Boa tarde eu gostava de saber se aderindo agora ao Ivaucher para obter este beneficio fiscal até final de Março, esta adesão termina ou continua?
    Se continua este beneficio tudo certo, e se acaba? Não se justifica!!! A adesão só por 3 Meses.
    Logo, voltamos a registar as facturas no e-facturas, certo?
    Esta adesão ao ivaucher, vai absorver o imposto IVA, das facturas, que vão favorecer o IRS? Logo o IRS é reduzido e as pessoas vão atingir maior valor a pagar no IRS uma vez que a fatura foi enviada para o ivaucherno.
    Resumindo a pergunta no fim disto tudo é saber se, em qualquer altura podemos deixar de estar na plataforma Ivaucher.
    Muito obrigado.
    Izza

    Responder
    • sergio manuel rodrigues fernandes dantas

      Que grande confusão vai nessa cabeça. Mas sim, em qualquer altura pode cancelar a adesão: basta ir ao programa e cancelar a adesão.
      Mas com todo o respeito, isto do Iva e do AutoVoucher são só vantagens.

      Responder
  5. Carlos Alberto Oliveira Lopes

    Boa tarde . já abasteci 2 vezes ! no site diz que tenho um saldo de 10€ mas ainda não entrou nada na minha conta porque será. agradecia se me pudessem esclarecer. obrigado

    Responder
  6. Jorge pereira

    Boa noite, aderi au ivaucher tal como a minha mulher, só temos um cartão de débito de uma conta em conjunto, au utilizar esse mesmo cartão temos direito os dois au reembolso. Obrigado

    Responder
  7. Vitor

    Bom dia,

    Não sei o que se passa mas no mês de Janeiro e Fevereiro não recebi o credito de 5€, nestes dois meses, em Novembro e Dezembro recebi e coloquei o combustível nas mesmas bombas, o meu Banco é o Santander sabem o que se passa, será que os Bancos andam a ficar com esse dinheiro, alguém me pode explicar onde reclamar?

    Responder
  8. Manuela Moreira

    Na conta do autoVoucher do meu filho aparece 25 euros de saldo mas ainda não colocaram nada na conta, como resgato esse valor?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Ola Manuela, quando ele abastecer com o cartão dele num posto aderente.

      Responder
  9. David

    Bom dia, registei me este mês no autovoucher mas só me aparece 20€ disponíveis na conta, não era suposto aparecer os acumulados 5€ dos outros meses que não usei?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá David. não usou porque só se inscreveu agora :). Não tem retroativos. Ando a avisar para se registarem desde novembro do ano passado 😉

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. PONTOS ESSENCIAIS | As medidas do Governo para combater a subida do preço dos combustíveis - […] Se não sabe o que é o Autovoucher ou como funciona leia este artigo AQUI. […]
  2. Preparem-se para mais aumentos nos combustíveis (e os apoios disponíveis) - […] VÍDEO | Afinal como funciona o AUTOvoucher? […]

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.