Aceito os termos e condições.

Email Marketing by E-goi

PPR | Mês #11 – Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (setembro 2021)

Escrito por Pedro Andersson

02.10.21

}
12 min de leitura

Fazer PPR como investimento?

Este mês foi um bom exemplo do que pode esperar dos Fundos PPR. “Perdi” dinheiro em relação ao mês anterior. Ou seja, não pode esperar crescimentos constantes todos os dias e todos os meses. Não é assim que funciona. Este mês (setembro) tenho menos do que tinha no mesmo dia em agosto.

Não é nada de preocupante porque mesmo assim continuo com lucros acumulados de mais de 10% nuns e de 2 ou 3% nos outros. Só estou a lucrar um pouco menos, como poderá ver nos gráficos abaixo.

Estou a verificar também – com interesse – que já consigo perceber mais ou menos o perfil de cada um dos PPR, mesmo dos mais recentes. Este mês que passou foi um mês globalmente mau nas bolsas internacionais. No entanto, 3 cresceram e 3 desceram e um manteve-se igual (apesar da crise).

Os dois PPR mais recentes (Save&Grow) da Casa de Investimentos e Mega TT (do Bankinter) embora estejam ou negativos ou ainda quase a “zero” comportaram-se bem este mês. Ou seja, cresceram (estão a recuperar) apesar das bolsas estarem em queda. Portanto, é esperar que façam o seu caminho.

Subscrever um Fundo PPR (que não têm capital garantido) é sempre um investimento a médio/longo prazo (vários anos). Não faz sentido assustar-se ao primeiro espirro (ou segundo, terceiro, quarto…) porque isso é perfeitamente normal.

INFORMAÇÃO PERMANENTE: Muitas pessoas, ao longo de décadas, sempre pensaram que os PPR eram apenas para a reforma e que servia para ir buscar entre 300 ou 400 euros ao IRS pela dedução fiscal, ou para baixar o spread do crédito à habitação.

Foi só há cerca de 2 anos que percebi que não é (só) assim. Desde que eu não coloque este valor no IRS, posso levantá-lo quando quiser (ver as condições do banco ou corretora) sem qualquer penalização.

Foi por isso que decidi, em novembro de 2020, fazer um PPR para cada um de nós aqui em casa, incluindo para os meus filhos (de 16 e 8 anos, na altura). E mensalmente faço aqui o balanço de quanto estão a crescer (ou a perder) para partilhar convosco mais alguma literacia financeira completamente isenta de influência de bancos, marcas, publicidade, etc. É o que é, com valores absolutamente reais (os meus) e depois você tira a suas próprias conclusões.

Coloquei 1.000 € em cada um. Subscrevi os PPR em 7 instituições diferentes e têm componentes diferentes de ações e obrigações. Uns são mais arriscados do que outros. Fiz de propósito com este fim, embora possa estar a “perder” algum dinheiro (ganhar menos) com estas opções diferenciadas. Ou talvez não, porque se as bolsas caírem, talvez os que agora não crescem tanto (ou estão a perder) provavelmente se aguentem melhor. Vamos ver.

Neste artigo expliquei os meus critérios.

Quanto estou a ganhar com os meus PPR?

Tenho 7 PPR diferentes para que juntos acompanhemos quanto rendem de facto estes produtos de investimento/poupança e de que forma seguem ou não o desempenho das bolsas mundiais. Fiz estes (podiam ser outros, mas tenho por princípio ser o mais transparente possível convosco, por isso digo os nomes):

  • PPR Alves Ribeiro (Banco Invest)
  • PPR Stoik (SGF – Sociedade Gestora de Fundos)
  • PPR Optimize Agressivo (Optimize –  Sociedade Gestora de Fundos)
  • NB PPR (GNB) Pode subscrever em vários bancos (Activobank, Best, Novo Banco)
  • Save & Grow (Casa de Investimentos)
  • Mega TT PPR (Bankinter)
Neste artigo AQUI expliquei porque escolhi estes especificamente. Não estou a “vender” nenhum produto ou instituição bancária/corretora. Isso tem de ficar muito claro. Só quero que perceba como funcionam os Fundos PPR.

Balanço dos meus PPR – Mês #11

PPR Alves Ribeiro (Banco Invest)

O meu PPR AR manteve-se a crescer 12%. Desceu algumas décimas em relação ao mês anterior. Em Setembro continuou em terceiro lugar em termos de crescimento. Tem o gráfico com todos mais abaixo. Em 11 meses, 1.000 euros renderam 120 euros brutos. Só para ter uma ideia, precisaria de 120 mil euros num depósito a prazo para receber o mesmo valor ao fim de 1 ano.

É neste que tenho os PPR dos meus dois filhos (agora com 16 e 9 anos) e que reforço mensalmente de forma automática. A cada mês, há novas unidades de participação que entram para o “bolo” de cada um deles. Cada pedacinho de dinheiro do reforço deles é “comprado” ao preço desse respectivo dia. Logo, com o passar do tempo, e como o PPR está a crescer, cada mês compro esse “pedaço” mais caro do que o anterior. Logo está a crescer menos na média do que o “bolo” inicial. No dia (que acontecerá) em que se registar uma queda “medonha” nas bolsas, será nessa altura que reforçarei com o valor maior que puder, porque estarão em “saldos”.

Como já lhe expliquei, cada unidade de participação cresce (ou recua) em relação ao dia em que a subscreveu. Duas pessoas que subscreveram o mesmo PPR com uma semana de diferença podem estar uma com lucro e outra com prejuízo. A longo prazo, essas diferenças vão esbater-se.

Se levantasse este dinheiro antes de 1 ano, teria de pagar uma comissão de resgate de 1% ao banco. Dentro de 1 mês, já não terei de pagar nenhuma penalização caso queira resgatar o total ou parte do valor investido. Mesmo assim, compensaria bastante (em vez de ganhar 12%, ganharia ´”só” 11%. É o que está no contrato deste PPR (cada um tem as suas próprias regras). Leia sempre as condições TODAS antes de assinar/clicar “Subscrever”.

No homebanking do Banco Invest consigo ver todos os dias (se quiser) se o PPR está a ganhar ou a perder. Naturalmente, não faço isso. Basta ir lá uma vez por semana ou uma vez por mês, como estou a fazer, para escrever estes artigos.

As contas que vou partilhar convosco ao longo do tempo será sempre em relação a estes 1.000 euros originais subscritos no dia 2 de Novembro de 2020, com o valor de subscrição da unidade de participação nessa data específica. Devo sempre relembrar que rendimentos passados não garantem rendimentos futuros. As suas contas começarão no dia específico em que começar a investir.

Smart Invest Dinâmico

Este foi um PPR que subscrevi (também no banco Invest) sem saber que era um PPR. Subscrevi-o como um dos meus robôs de investimento. Tem o balanço que faço deles aqui.

Acontece que soube mais tarde que também tem as características de PPR, portanto passei a incluí-lo aqui. Está a crescer 3%, como pode ver na foto abaixo. Menos 0,7% que no mês passado.

O facto de ser PPR é importante por causa da fiscalidade mais favorável do que nos restantes tipos de investimento. No final, após 8 anos, faz toda a diferença (paga 8% de mais valias em vez de 28%).

PPR STOIK

Este mês, o PPR STOIK, da SGF (uma sociedade gestora de fundos de pensões) perdeu o primeiro lugar. Foi ultrapassado pelo PPR Optimize Agressivo, que arrecadou este mês a medalha de ouro. Mesmo assim, continua a crescer mais do que o PPR Alves Ribeiro, que é o mais famoso em Portugal. Não tenho de abrir nenhuma conta num banco (ao contrário do Alves Ribeiro e do NB PPR). Mas tenho de abrir “conta” nesta corretora e transferir dinheiro para lá.

Foi subscrito exatamente no mesmo dia do Alves Ribeiro, e perdeu 3 pontos percentuais este mês, para 15% (estava aganhar 18% no último balanço).

A forma como estão constituídos é diferente. Este tem uma percentagem maior de ações do que o AR PPR. A minha expectativa era que a longo prazo crescesse mais do que o AR PPR. Isso tem estado a acontecer.

Reparem no gráfico como foi um mau mês para este PPR. Teoricamente, agora seria um bom momento para reforçar este PPR. Se agora em Outubro recuperasse esses 3% que perdeu, já levaria 3% de avanço nessas unidades que subscreveria agora. Registaria agora um breve momento de “saldos”.

Se resgatasse o PPR Stoik hoje, teria um “lucro” de 152 € brutos.

PPR Optimize Agressivo

Este mês ficou com a medalha de ouro. O PPR Optimize Agressivo foi o mais rentável, apesar da queda nas bolsas. Está a crescer desde o início cerca de 13%%. Valeu-lhe os crescimentos nos meses anteriores.

Este é um PPR com uma enorme percentagem de ações no cabaz (cerca de 90%). Daí o nome “Agressivo” na descrição. Esta corretora também tem PPR menos arriscados. Depende do seu perfil.

NB PPR

O meu quarto PPR é o NB PPR. Este mês desceu de 4% para 3%. Subscrevi 1.000 euros e se os resgatasse hoje ganharia cerca de 37 euros brutos. Perceber esta diferença grande serve para compreender que o momento em que subscreve um PPR faz diferença, bem como o tipo de ações, obrigações e outros produtos que ele tem lá dentro.

Os PPR não são todos iguais. Tem de os escolher muito bem e se não estiver satisfeito com o seu, transfira-o para outro que considere melhor, depois de pesquisar muito. Não o mantenha, só porque sim. Não perde os benefícios que ganhou entretanto. Se trocar de um fundo PPR para outro Fundo PPR não paga rigorosamente nada. Se mudar de um seguro PPR para um fundo PPR tem de pagar uma penalização de 0,5%. Muitas corretoras suportam essa despesa por si. Informe-se.

Este é o PPR em que deposito menos expectativas de crescimento, mas por outro lado se no futuro precisar deste dinheiro numa altura de grave crise financeira (nas bolsas) este será o mais defensivo. Portanto, se precisar de levantar dinheiro em “stress”, será este que perderá menos. Logo, será o primeiro a resgatar com menos prejuízo. É uma espécie de rede nos meus investimentos em PPR. Só saberei se tenho razão quando acontecer.

Save & Grow (Casa de Investimentos)

O Save & Grow é muito recente. Subscrevi-o num momento em que estava a crescer bastante, daí que agora esteja a sofrer com este mês de quedas nas Bolsas.

Assim que as bolsas recuperarem desta pequena queda, verei os valores subirem. Este PPR tem quase 100% de ações. Passa a ser o meu PPR mais arriscado. Estou curioso para ver o desempenho dele, em comparação com os outros PPR e com os ETF que podem ser comparáveis (uma vez que são ETF também com 100% de ações). De acordo com o valor indicado no “homebanking” estou a perder cerca de 35 euros face ao que investi. Iso assustaria muito o Pedro Andersson ignorante de há 5 anos. Hoje não me assusta nada. É deixar andar.

Bankinter MEGA TT

O do Bankinter “Mega TT” também está negativo. Ou seja, se regatasse hoje, voltava para a conta à ordem menos do que o valor que investi (1.000 euros). Só receberia 989,27 €, como pode ver abaixo. É esperar também que recupere e comece a crescer. É muito cedo para fazer avaliações. É apenas um ligeiro movimento nos mercados.

O gráfico

Acredito que visualizar o crescimento dos PPR com estas linhas vai ajudar a perceber como cada um deles se comporta quando os mercados (bolsas) estão em alta e em queda. O Optimize Agressivo, o STOIK e o PPR AR estão taco-a-taco. Veja como os PPR que têm mais percentagem de ações crescem mais do que os outros. No futuro será o contrário. Mas assim, quando acontecer consigo já sabe que é normal e não se assusta, como os “maçaricos financeiros”. Aqui estamos todos a aprender uns com os outros a fazer dinheiro com o nosso dinheiro. Conhecendo os riscos, as vantagens e desvantagens de cada produto.

Feitas as contas, com 7.000 € (7 PPR de 1.000 € cada um) ganharia em 11 meses cerca de 533 € brutos, se os regatasse esta semana. Haverá semanas (ou meses) no futuro em que poderei estar a perder dinheiro (caso resgatasse). Nessas situações é esperar que passe a “tempestade”. Caso fossem 70 mil euros, estaria a ganhar neste momento 5.330 € para além do que investi (em 10 meses). Agora imagine isto a crescer (não a este ritmo e com quedas temporárias) durante 10 ou 20 anos… A ideia dos PPR é justamente essa: Investir, reforçar regularmente e não mexer até que precise do dinheiro (muito lá para a frente).

Já lhe expliquei que não me interessam os Seguros PPR com capital garantido. Quero arriscar ter ganhos maiores em vez de simplesmente garantir o que tenho, com ganhos mínimos. Quando chegar aos 60 anos (ou quando atingir o valor que tenho como objetivo) será altura de transferir para um PPR com capital garantido.

Mas respeito muito quem opta por produtos com capital garantido. É uma decisão pessoal. Cada um tem o perfil que tem. Mas ganha historicamente muito menos. A diferença é que não perde nunca nada do que lá tem. Mas também nunca ganhará nada de muito significante e que faça diferença na sua vida. É a diferença que faz pôr o dinheiro a trabalhar para si.

Se quer largar as amarras dos produtos com capital garantido, sugiro estes passos:

  1. Fazer um bom Fundo PPR (veja rendimentos e comissões, e defina o seu perfil – defensivo, moderado ou agressivo)
  2. Subscrever ETF
  3. Subscrever Fundos de Investimento
  4. Investir em ações (em plataformas com baixas comissões)
  5. Arriscar em plataformas de crowdfunding
  6. Investir em imobiliário (quando perceber no que se está a meter)
  7. Reinvestir os ganhos em novos investimentos

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

PPR | Mês #12 – Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (outubro 2021)

Fazer PPR como investimento? Este mês de outubro voltei aos ganhos com os meus PPR (não todos da mesma maneira, mas foi muito positivo). O mês anterior (setembro) foi mau nas bolsas mundiais por vários motivos e isso refletiu-se nos meus 7 PPR. Agora parecem estar a...

VÍDEO | O GPL pode ser a solução para poupar nos combustíveis?

O GPL é a solução para o aumento dos combustíveis? Os combustíveis já subiram quase 40 vezes este ano. Muitas famílias estão a fazer contas a como vão pagar para se deslocarem para o trabalho ou para levarem os filhos para a escola. Na reportagem desta semana do...

Vale a pena mudar o carro para GPL?

O GPL é a solução para o aumento dos combustíveis? O GPL pode ser a solução para o aumento dos combustíveis? Claramente que sim. Pelo menos, tendo em conta o cenário e os preços atuais. Fala-se muito nos carros elétricos e na respectiva poupança, mas parece que as...

PODCAST | #76 – Quando vai atingir a sua independência financeira?

O que é a Independência financeira? Talvez já tenha ouvido falar em Liberdade financeira ou independência financeira. Mas de que é que estamos a falar? É algo quer você pode atingir? Pode ser um objectivo para a sua vida ou é algo só para os "ricos"? Quero alertá-lo...

VÍDEO | Vale a pena colocar as minhas poupanças nos Certificados do Tesouro?

CERTIFICADOS DO TESOURO | Vale a pena colocar as minhas poupanças nos produtos do Estado? O governo acaba de baixar os juros do principal produto de poupança do Estado. Os Certificados do Tesouro Poupança deixaram de se chamar "Crescimento" e passaram a chamar-se...

ELETRICIDADE | Preço da luz no mercado regulado deverá subir 0,2% em 2022 – ERSE

Preço da luz no mercado regulado deverá subir 0,2% em 2022 O governo tinha prometido que a eletricidade não ia aumentar (mais) no mercado regulado em 2022 e, de acordo com esta proposta conhecida esta sexta-feira, dia 15 de Outubro, de facto parece que é isso que vai...

COMBUSTÍVEIS | Imposto desce hoje 2 cêntimos na gasolina e 1 cêntimo no gasóleo

ISP desce hoje 2 cêntimos por litro na gasolina e 1 cêntimo no gasóleo O Imposto sobre os Produtos Petrolíferos e Energéticos (ISP) diminuiu hoje (desde a meia-noite) dois cêntimos por litro na gasolina e um cêntimo no gasóleo, descida que os operadores podem agora...

ELETRICIDADE | HEN é a primeira empresa a suspender a atividade em Portugal por causa dos preços da luz

HEN deixa de fornecer energia e 3.900 clientes passam para SU Eletricidade Como já lhe expliquei, os preços da eletricidade na produção estão a preços inimagináveis. E nós vamos pagar por isso mais cedo ou mais tarde. Hoje (dia 12 de outubro) estão um pouco mais...

PODCAST | #75 – Você poupa ou dá lucro?

Você é dos que poupam ou dos que dá lucro? Desta vez a pergunta é estranha, mas é de propósito. Este episódio tem por objetivo confundi-lo um pouco, para que depois chegue à sua própria conclusão. Em todo o caso, a minha preocupação é que chegue ao fim de cada mês com...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (11 a 17 de outubro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Publicidade

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Patrícia Pereira

    Boa noite, antes de mais muito obrigada pelo serviço público que faz com estes artigos. Comecei este ano a estudar um pouco mais como “por o dinheiro a trabalhar por mim” e a informação de que dispõe no contas poupança tem sido uma óptima ajuda.

    Tenho neste momento um fundo PPR que não pretendo declarar em IRS para que o possa levantar ao fim de 8 anos. No fundo é um investimento e não uma reforma.
    No entanto estou a considerar criar um outro PPR e declara-lo em IRS, dado que tenho poucas despesas e tendo um PPR conseguiria ir buscar mais retorno de IRS, usando este de facto para a reforma.

    Ao declarar um PPR tenho de declarar todos os que tiver? E aqueles que declarar, tenho de declarar todos os anos?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Só declara os que quiser. Aparecem automaticamente todos. Apaga os que não quer no IRS. Todos os anos pode escolher os que entram ou não. Mas eu não misturaria. Pode colocar o algoritmo das Finanças. Abraço

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.