Está preparado para os aumentos na eletricidade que vêm aí?

Escrito por Pedro Andersson

29.09.21

}
2 min de leitura

Publicidade

Uma empresa acaba de aumentar o preço do kWh em 45%. E a sua?

Provavelmente a sua empresa (se é das maiores), ainda não mexeu nos preços. Mas esteja atento. Na reportagem desta noite do Contas-poupança, mais logo no Jornal da Noite, na SIC, vou dar-lhe dicas para estar atento aos preços que vão mudar na sua fatura e conselhos sobre o que fazer se notar que os seus preços vão aumentar (ou já aumentaram).

O ministro do ambiente já garantiu que não haverá aumentos no mercado regulado (estaremos cá para confirmar isso) mas que não pode garantir que isso não acontecerá no mercado liberalizado (onde está a maioria dos portugueses).

Veja só como exemplo esta mensagem enviada para o Contas-poupança por um espectador/leitor do blogue. A Muon acaba de avisar que a partir de 5 de outubro o preço do kWh sobe para 0,2346 €+IVA (!!!!!). Um aumento de 45% face ao preço que estavam a praticar e registado no simulador da ERSE (fotos abaixo). Nestes casos, é mudar e JÁ!

Espero por si mais logo no Jornal da Noite da SIC e avise os seus pais e avós (ou familiares e amigos) que não ligam nada a isto ou têm pouca literacia financeira para aprenderem a ver na fatura o que vai acontecer nas próximas semanas e meses. Não vai ser bom para as nossas carteiras.

Este é o preço atual da Muon, antes do aumento, a 5 de outubro.

É importante que perceba que estes aumentos não são iniciativa das fornecedoras de eletricidade. É ao preço que compram a eletricidade atualmente. As empresas mais pequenas como a Muon e outras, ou sobem os preços ou têm prejuízo e vão à falência. É uma situação complicada que se vai ter de resolver. Mas, para já, enquanto consumidores temos de aprender a nos proteger. O dinheiro não chega para tudo e a eletricidade é um bem essencial.

Até logo!


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

ÚLTIMO AVISO | Já só tem 1 dia para validar as suas faturas para o IRS!

Já validou as faturas pendentes de TODO o seu agregado familiar? Já só tem até amanhã (meia-noite de segunda-feira, dia 26 de fevereiro de 2024), para validar as suas faturas pendentes do portal e-fatura. É muito importante que o faça. Quando fui ver o e-fatura dos...

CRIPTOMOEDAS | Estou a ganhar ou a perder dinheiro? (Mês #26 – Fevereiro 2024)

O meu investimento em Criptomoedas - Balanço de Fevereiro de 2024 Cá estou eu para fazer mais um balanço do meu "investimento" em criptomoedas. Tenho algum dinheiro em Ethereum, que comprei através da plataforma Binance. Quero antes de mais relembrar que está em ampla...

Prémio Salarial | Formulário para fazer pedido já está disponível

Jovens têm até 31 de Maio para fazer o pedido de devolução de propinas, mas tempo de espera é elevado Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes No final do ano passado, o Governo anunciou uma medida que previa a devolução de propinas aos jovens que tivessem entrado...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses, mas sobem a seis e 12 meses

Euribor desce a três meses, mas sobe nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (26 de fevereiro a 03 de março)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três e seis meses, mas sobem a 12

Euribor Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um...

Cheque + Digital | A Lista das entidades que têm cursos de formação digital “grátis” (até 750 €)

A lista das entidades certificadas elegíveis para o apoio dos 750 € Antes que comecem a chover as críticas, relembro que coloquei "grátis" entre aspas porque vai ter de pagar primeiro o curso, ou cursos, do seu próprio bolso, mas depois esse dinheiro é devolvido pelo...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Janeiro de 2024 (Mês #86)

Balanço de Janeiro de 2024 Janeiro foi um mês anormalmente baixo. No que diz respeito à produção de eletricidade, os primeiros meses do ano já são de recuperação e de aumento progressivo até atingir novamente o pico no Verão. Enfim, houve apenas uma maior sucessão de...

PODCAST | #216 – Vamos a contas | Quase não fiz descontos para a Segurança Social, qual vai ser a minha reforma?

Esta ouvinte do podcast (que quer ficar anónima) tem apenas 29 anos de descontos para a Segurança Social. Trabalha muito e recebe o seu salário, mas os "patrões" recusam-se a fazer descontos para a Segurança Social. Ela tem 64 anos e está muito preocupada com a...

Arrendamento | Rendas acessíveis alargadas a quem tem rendimentos mais altos

Limite de rendimentos máximos anuais para aceder a apoios ao arrendamento foi alargado para abranger mais cidadãos O valor máximo de rendimento anual para aceder ao Programa de Apoio ao Arrendamento foi aumentado, de acordo com uma portaria publicada em Diário da...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

6 Comentários

  1. Sandra

    Também recebi a mesma comunicação e, infelizmente, compreendo. Mas a questão dos preços da energia trás muito mais questões a público… Quem (das comercializadoras) aguentará, quais são e o que acontecerá as mais pequenas e aos seus colaboradores? São centenas de pessoas para além dos milhões de consumidores…. Há muito em jogo sem que se coloque um travão ou que haja apoio aos mais pequenos!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Pois… No regulado somos todos a pagar a diferença. Não sei como os privados podem concorrer com isso.

      Responder
      • Carlos

        Só há um caminho e é aquele que corrige a falata de respeito pelos portugueses quando se trata de um bem essencial: reduzir a excessiva carga fiscal. Portugal não pode ter condições que prejudiquem a sua competitividade face ao nosso vizinho espanhol. Já chega termos salários menores. A maior carga fiscal asfixia-nos e torna-nos subsidio dependentes… até ao momento em que tenhamos de chamar de novo a troyka pois mais ninguem nos empresta dinheiro.

        Responder
  2. Paulo Alves

    Caros Portugueses,

    O mercado da electricidade em Portugal é um desnorte.
    A E-Redes por exemplo não tem o netmetering a funcionar, não sou só eu queixar-me, no meu caso é apenas desde de Maio, estou com faturação por estimativa, com a informação que é no final do próximo mês que fica a funcionar. É sempre no próximo mês…
    Vender o Excedente, não é em Portugal uma solução… Porque? Devem todos compreender.
    Estamos demasiados dependentes do exterior.
    O apoio do estado apresentado vai ser pago pelo meu, nosso dinheiro.
    Qual é a solução para a produção da Energia Elétrica? Este é que deveria a verdadeira questão de fundo…
    Vamos ver com tantos incentivos ao consumo electrico, estou a prever (na minha bola de cristal) que estes aumentos não vão parar, existe a lei da oferta e da procura…

    Responder
  3. João Matos Rosa

    Não sei o que é mercado regulado ou não?
    Estou vinculado a IBERDROLA. é mercado regulado?

    Obrigado

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.