Ordem dos contabilistas recomenda só entregar o IRS na semana que vem

Escrito por Pedro Andersson

01.04.21

}
3 min de leitura

Publicidade

Bastonária dos Contabilistas recomenda adiar a declaração de IRS para a próxima semana

A Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) recomenda “sempre” que a declaração de IRS não seja submetida na primeira semana do prazo de entrega deste procedimento fiscal, que hoje começou, revelou a bastonária da OCC, Paula Franco.

“Recomendamos sempre que na primeira semana não se envie ao Fisco a declaração de IRS, porque o sistema do Portal das Finanças ainda está a ser ajustado e a serem detetados erros”, disse a bastonária, em declarações à Lusa.

Se tem a certeza de que está tudo bem, entregue

Paula Franco ressalva, no entanto, que se as declarações forem submetidas já nesta primeira semana, também “não há qualquer problema”, já que que a Ordem tem “vários testemunhos” de entregas já concretizadas, no prazo que está em curso, “que correram bem”, ainda que “algumas com erros, mas que se conseguem ultrapassar”.

A bastonária lembra que os primeiros dias, do prazo de submissão das declarações de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) “são sempre de ajustes”, razão pela qual diz ser “normal” que, mesmo depois de feitos testes ao sistema, quando entra em funcionamento a entrega da declaração para todos os cidadãos, aconteça “muitas vezes” serem detetados outro tipo de erros.

“Mas nada que impeça o envio do IRS”, ressalva Paula Franco, advertindo os contribuintes para a necessidade de verificarem os valores, mesmo aqueles que optam pela declaração automática que é previamente preenchida pelo fisco.

“Em qualquer altura, seja agora ou mais tarde, os dados têm sempre de ser confirmados, pois existe risco de algo não estar inscrito nos rendimentos ou deduções”, avisou.

Mesmo os contribuintes mais inexperientes e com dificuldades devem fazer esse esforço, alertou, esclarecendo que, perante a declaração de IRS automático, devem verificar “alínea a alínea” se está tudo correto, lembrando a importância desta verificação pelos arrendatários, para que as rendas possam ser contabilizadas pelo fisco como despesa.

Problemas no primeiro dia de entrega

Quanto aos problemas no acesso ao portal das Finanças, denunciado nas redes sociais, a bastonária admitiu que os sistemas informáticos não têm capacidade, muitas vezes, para corresponder a todos os acessos dos contribuintes.

“Deviam ter essa capacidade, efetivamente, se pensarmos em termos daquilo que seria perfeito. Mas, na prática, aquilo que temos verificado é que os problemas dos sites existem sempre e há sempre alturas em que não estão com capacidade para absorver todo o tipo de acessos”, considerou.

Paula Franco explicou que quando surge um grande fluxo de pessoas a tentar aceder ao portal das Finanças, “inevitavelmente há problemas” e que hoje, com o início oficial da campanha de IRS, é possível que existam muitos acessos e isso bloqueie o site. “Infelizmente isso é normal”, concluiu a bastonária.

O prazo oficial de entrega do IRS arrancou hoje e, tal como em anos anteriores, foi já possível fazer simulações e entregar a declaração em dias anteriores, registando-se já, até às 11:41 de hoje, a submissão de 253.596 declarações de IRS.


 

feiralivro-billboard

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PODCAST | #251 – Qual é a diferença entre os PPR normais e os Fundos PPR?

Há PPR "normais" e "não normais"? Os PPR são o tema que mais entusiasma os ouvintes deste podcast. Parece que alguém descobriu uma "pólvora" financeira, mas os PPR existem há mais de 20 anos. Porquê só agora este interesse? Porque são uma excelente ferramenta para...

Como compro lombos de salmão mais baratos do que fiambre

Como comprar lombos de salmão com 65% de "desconto" As saudades que eu tinha de escrever um artigo sobre as minhas poupanças diárias… Como sabem, a minha estratégia de poupança é ter sempre o melhor possível pelo preço mais baixo. Nunca é a poupança dos “coitadinhos”....

ATENÇÃO – Já só tem uma semana para entregar o IRS (ou para o corrigir)

Prazo acaba a 30 de junho - Evite as multas O prazo para entrega do IRS termina no dia 30 de junho. Falta uma semana. De acordo com o Portal das Finanças, até este domingo já foram entregues cerca de 5 milhões e 600 mil declarações (5 615 814). Em comparação com o...

Oficial – Parlamento aprovou o fim de portagens nas ex-SCUT

Abolição das portagens nas ex-SCUT a 1 de janeiro de 2025 É oficial. O Parlamento aprovou em votação final global a proposta do PS para eliminar as portagens nas ex-SCUT e nos troços "onde não existam vias alternativas que permitam um uso em qualidade e segurança". O...

PodTEXT Vamos a Contas | Onde devo investir se já estou perto da reforma?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

PodTEXT | O que é o movimento FIRE – É possível refomar-se mais cedo?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 meses e sobem a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (24 a 30 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

Isenção de IMT e Imposto de selo para jovens até aos 35 anos – O que já se sabe?

Lei já foi publicada em Diário da República Foi publicada esta quinta-feira em Diário da República a Lei (está aqui) que autoriza o Governo a avançar com a isenção do IMT e do respetivo Imposto de selo para jovens com idade igual ou inferior a 35 anos, na compra da...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

6 Comentários

  1. Sandra

    Tenho no campo das despesas gerais várias contas de cabeleireiro, transportes e saude apesar de ter feito a devida correcção quando era suposto no portal do e fatura. E agora o que faço?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Nada. Elas repetem-se. É normal. Seria um problema se não estivessem TAMBÉM nas categorias corretas. Mesmo assim o prazo para corrigir acabou dia 31. Já não poderia fazer nada.

      Responder
    • Pedro Andersson

      Excepto saúde. Essa ainda pode corrigir manualmente.

      Responder
    • Nobre Luso

      Detectei que tanto na minha declaração pré- preenchida, como na declaração da minha mulher (fazemos o IRS em separado), no campo do IBAN/NIB não está o número correcto da conta.
      Em lugar dele, encontrava-se um IBAN/NIB fantasma iguaizinho em ambos.
      Ora, para efeitos fiscais somos dois contribuintes distintos.
      E quando perguntei ao banco de que conta se tratava, responderam que aquela conta não existia, apesar do NIB/IBAN ser deles.
      O que fez a AT de tão errado para acontecer o mesmo erro grosseiro em dois contribuintes diferentes?

      Responder
  2. Ricardo Aguilar

    Boa tarde,
    Já entreguei a declaração de IRS (aceitei dados prè preenchidos).
    A minha esposa tem 77% deficiência com Atestado Multiusos).
    No ano anterior era necessário colocar um visto em deficiencia >60%.
    Este ano aparece automaticamente com os 77%. Verifiquei na simulação
    que os € 1.900 estão considerados. Houve alteração no preenchimento
    deste ano ? Tenho receio de ter enviado no 1º dia e ter algum problema.

    Responder
  3. Maria Isabel oliveira guerra

    O meu marido pertence á PSP.
    No IRS automático surgem em Rendimentos dos anos anteriores, valores que parece-me que correspondem a atualização de vencimentos dos anos 2011 a 2019.
    Não sei ainda se efetivamente foram pagos no ano de 2020, pois teremos de ver os recibos do ano.
    Terei de concordar com estes valores…..se efetivamente foram pagos, mesmo de 2011?
    Penso que está a acontecer com todos os PSP.
    Muito obrigada.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.