Quanto custa em eletricidade estar em teletrabalho? (Contas reais)

Escrito por Pedro Andersson

19.02.21

}
4 min de leitura

Publicidade

Medi quanto me custa (em eletricidade) estar em teletrabalho

Não vou entrar na polémica de quem é que deve pagar as despesas: Se o trabalhador (que está em sua própria casa) ou a empresa. O meu objetivo é mesmo só fazer as contas. Pelo menos, assim sei quanto vou pagar a mais na minha conta da luz ou quanto devo pedir à minha empresa se ela me pedir uma sugestão de gastos adicionais por estar a trabalhar em casa.

Naturalmente que depende dos meios que tem de utilizar para o seu teletrabalho. No meu caso, que comecei dia 8 de fevereiro a visionar e escrever o Contas-poupança em casa em vez de na SIC, só tenho o computador e o monitor a acrescentar ao que já tinha.

Só para ter uma ideia, neste momento estamos a usar 4 computadores ao mesmo tempo cá em casa. A minha mulher está a dar aular por videoconferência no escritório, os meus dois filhos estão a ter aulas (o meu mais novo está mesmo à minha frente, na sala, com o portátil) e o meu mais velho está no quarto com o computador, que tive de comprar.

Trouxe o meu computador da SIC, caso contrário teria de comprar mais um ou continuar a ir diariamente às instalações em Paço de Arcos.

Quanto custa só o meu computador por estar a trabalhar em casa?

Como sabem, tenho vários aparelhos em casa para medir os meus consumos de eletricidade. Tenho um especificamente para medir aparelho a aparelho, para saber exatamente quanto gasta cada equipamento que tenho em casa. Alguns de vocês deverão estar a pensar que eu devo ser maluquinho, certo? Eu divirto-me sinceramente com estas coisas. Mesmo que este blogue não existisse e vocês não quisessem saber nada disto, faria isto na mesma :).

Este não existe nas lojas, foi feito a meu pedido exclusivamente para este fim.

Liguei a esta ficha todos os equipamentos relacionados com o meu teletrabalho e estou a medir os consumos há 10 dias ininterruptamente. A que conclusões cheguei?

Cheguei à conclusão de que o consumo varia conforme os dias e a utilização que dou ao computador. Num dos dias (o que tem o consumo mais alto), estava com frio e liguei um pouco o aquecedor ao meu lado. Nos restantes dias é só mesmo o computador.

Não estou a contabilizar a iluminação da sala (que ainda é bastante), mas como também está aqui o meu miudo a ter aulas teria de as ter ligadas na mesma. Não estou a calcular os custos da água e de mais nada que possa estar a usar a mais por estar em casa.

Só o computador e aquelas poucas horas com o aquecedor representam, nos primeiros 10 dias de teletrabalho, um gasto adicional de cerca de 45 kWh. Como pago na Endesa 17 cêntimos por kWh (com IVA) vou ter um custo adicional de cerca de 7,50 € por cada 10 dias. Ou seja, cerca de 23 euros por mês, por estar em teletrabalho.

Quem paga?

Vou pedir à minha empresa que me pague essa despesa? Não. Estou a poupar muito mais do que isso por estar em casa. Basta pensar nos combustíveis. Creio que fazer essa exigência só ia complicar a vida da empresa não pelo valor, mas pelo trabalho de estar a multiplicar estas compensações por centenas de trabalhadores. Estamos todos preocupados com coisas mais importantes.

Também não estou a contabilizar os custos de internet (que teria de qualquer maneira) e o telemóvel que tenho também é da empresa. Por isso, as telecomunicações não entram nesta conta.

Naturalmente, sei que tenho um trabalho diferente do “normal” com características únicas. Pode acontecer que para as suas finanças esse valor (23 euros por mês ou mais) pode ser uma despesa relevante. A minha intenção é que tenha uma bitola real para poder conversar com alguém se essa questão se colocar.

Em resumo, ter um computador adicional em casa (com as característicos do meu) por causa do teletrabalho custa 23 euros por mês. Valores reais, medidos ao segundo. Assim já fica com uma ideia. Se é muito ou pouco, e se deve exigir o retorno desse dinheiro à sua empresa, agora já é consigo.


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

CRIPTOMOEDAS | Estou a ganhar ou a perder dinheiro? (Mês #26 – Fevereiro 2024)

O meu investimento em Criptomoedas - Balanço de Fevereiro de 2024 Cá estou eu para fazer mais um balanço do meu "investimento" em criptomoedas. Tenho algum dinheiro em Ethereum, que comprei através da plataforma Binance. Quero antes de mais relembrar que está em ampla...

Prémio Salarial | Formulário para fazer pedido já está disponível

Jovens têm até 31 de Maio para fazer o pedido de devolução de propinas, mas tempo de espera é elevado Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes No final do ano passado, o Governo anunciou uma medida que previa a devolução de propinas aos jovens que tivessem entrado...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses, mas sobem a seis e 12 meses

Euribor desce a três meses, mas sobe nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (26 de fevereiro a 03 de março)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três e seis meses, mas sobem a 12

Euribor Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um...

Cheque + Digital | A Lista das entidades que têm cursos de formação digital “grátis” (até 750 €)

A lista das entidades certificadas elegíveis para o apoio dos 750 € Antes que comecem a chover as críticas, relembro que coloquei "grátis" entre aspas porque vai ter de pagar primeiro o curso, ou cursos, do seu próprio bolso, mas depois esse dinheiro é devolvido pelo...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Janeiro de 2024 (Mês #86)

Balanço de Janeiro de 2024 Janeiro foi um mês anormalmente baixo. No que diz respeito à produção de eletricidade, os primeiros meses do ano já são de recuperação e de aumento progressivo até atingir novamente o pico no Verão. Enfim, houve apenas uma maior sucessão de...

PODCAST | #216 – Vamos a contas | Quase não fiz descontos para a Segurança Social, qual vai ser a minha reforma?

Esta ouvinte do podcast (que quer ficar anónima) tem apenas 29 anos de descontos para a Segurança Social. Trabalha muito e recebe o seu salário, mas os "patrões" recusam-se a fazer descontos para a Segurança Social. Ela tem 64 anos e está muito preocupada com a...

Arrendamento | Rendas acessíveis alargadas a quem tem rendimentos mais altos

Limite de rendimentos máximos anuais para aceder a apoios ao arrendamento foi alargado para abranger mais cidadãos O valor máximo de rendimento anual para aceder ao Programa de Apoio ao Arrendamento foi aumentado, de acordo com uma portaria publicada em Diário da...

EURIBOR | Taxas sobem a três e 12 meses, mas baixam a seis

Euribor subiram hoje a três e 12 meses, mas recuaram no prazo de seis meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham...

Publicidade

Artigos relacionados

13 Comentários

    • Victor Sampaio

      Pedro, penso que o mais correto é fazer as contas pelos 22dias de trabalho útil, neste caso o gasto seria de 16,5€.
      O teletrabalho corresponde aos dias em que iria para o trabalho. A não ser que o Pedro trabalhe 7 dias por semana.
      No meu caso só trabalho 5 dias p semana.
      Abraço.

      Responder
      • Pedro Andersson

        Ah. Tem razão. Eu não tenho horários nem dias. Tenho é de apresentar o trabalho feito. Como tenho de acompanhar o mais pequeno nas aulas às vezes trabalho mais ao fim de semana do que na semana. Não contabilizei assim, de facto. Muitos dias trabalho muito mais que 8 horas…

        Responder
    • Tiago Mendes

      Pelo mesmo preço tens a tomada da TP-Link Kasa Smart HS110

      Responder
  1. João Mesquita

    só uma pequena nota, os cálculos foram a 22 ou a 30 dias? Ainda assim esses equipamentos são autenticas sanguessugas. Aqui em casa são dois portateis e vamos carregando conforme necessário. Tenho que fazer a mesma medição da tomada, mas não creio que consumam tanto.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Fiz a 30. Trabalho todos os dias. Não tenho propriamente horários das 9 às 5. Não me ocorreu essa distinção.

      Responder
  2. Teresa

    Pedro, esses 23€ que fala, é o computador ligado 8horas/dia; 5 dias por semana?
    obrigada

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Não. É muito arbitrário. Não tenho horários das 9 às 5. Tenho é de apresentar o trabalho feito. Pode ser mais, pode ser menos por dia e também ao fim de semana. Mas não fugirá muito disso. Posso ver quanto gasta por cada 8 horas, mas também depende do consumo de cada computador e do monitor…

      Responder
  3. Cristina Maria Macedo da Rocha

    Parabéns pelo artigo! Foi-me muito útil! Não que tenha intenção de pedir esse valor à Empresa pois os meus encargos com o combustível e portagens eram bem superiores!!! Mas sempre tive curiosidade em saber, aproximadamente, o valor dos nossos custos. Obrigada

    Responder
  4. Ricardo Malvas

    Pedro, Não me parece correcto inferir “Estou a poupar muito mais do que isso por estar em casa”. Como refere, e bem, não está a contabilizar uma série de outras despesas inerentes ao facto de estar em teletrabalho, entre elas a electricidade que não considerou nos cálculos e que pode ser significativa se tiver de trabalhar com mais do que um PC, aquecimento ou arrefecimento da divisão (se for o caso de o ter), água, papel higiénico se quiser ir a esse pormenor, mais alimentação (quantos pequenos snacks terá passado a maioria dos portugueses a fazer por dia? Por aqui posso dizer-lhe que a conta do supermercado aumentou significativamente). Além disso, tudo depende da distância a que a sua casa fica do local de trabalho, do modo como se desloca, há quem tenha por ex. subsídio de transporte ou comparticipação de despesas de carro/combustível e com o teletrabalho deixou de o ter.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. É a minha impressão. Claro que cada um tem de fazer as contas à sua situação. Eu poupo o valor do pequeno almoço, almoço, cafés, lanche na SIC, duas portagens, combustível, e o tempo das viagens. Em contraponto ao que referiu. Por dia.

      Responder
  5. Pedro

    Olá. Estou a poupar muito mais estando em teletrabalho pelo que penso que seria ridículo ir pedir qualquer quantia à empresa. Só o passe para me deslocar para trabalho presencial são 40€ por mês. Depois há que contabilizar outras grandes poupanças como principalmente o tempo. Eu gastava em transportes mais de 2 horas por dia para ir e voltar do trabalho. Foi tempo que ganhei para o meu descanso e lazer. Em trabalho presencial ia a pastelarias todos os dias para beber um café e comer qualquer coisa… deixei de o fazer. Faço em casa que é bem mais barato e saudável pois assim não há a tentação dos doces. Roupa e calçado então é uma diferença abismal. Se tivesse a sorte de me manter em teletrabalho isto são bens de consumo que não precisaria nos próximos anos. Em suma, descanso mais, como melhor e poupo mais. Isto é uma melhoria significativa na minha qualidade de vida. Infelizmente muitas empresas querem voltar ao passado… tudo a monte nos transportes para chegarmos á empresa e ir para a frente de um computador todo o dia. Nada que não se possa fazer em casa.

    Responder
  6. Maria-Helena Barreiros

    O único gasto resultante do teletrabalho relevante no meu caso – e em muitos outros, com certeza – é o aquecimento. Em 2020-21, a conta de eletricidade dos meses frios deu um salto de proporções inéditas relativamente a anos anteriores. Não consigo trabalhar em casa com um aquecedor, que é a óleo e tem termostato, ligado “por um bocadinho”. Preciso dele ligado durante o dia inteiro de trabalho. As contas da eletricidade que aí vêm já me estão a preocupar agora.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.