Aceito os termos e condições.

Email Marketing by E-goi

Painel solar fotovoltaico – Balanço de Outubro de 2020 (mês 47)

Escrito por Pedro Andersson

22.11.20

}
7 min de leitura

Balanço do mês de Outubro de 2020

Continuamos na fase descendente do ano. Outubro e Novembro são, pela minha experiência de 4 anos, os piores meses do ano em relação à produção de eletricidade do painel solar. 

O meu painel solar produziu em Outubro pouco mais de 32 kWh. Poucochinho, mas consumi quase tudo o que produziu. Já lhe mostro os gráficos. 

Faço este balanço mensalmente, sem interrupção, desde Dezembro de 2016. O objetivo desta minha aventura elétrica é ajudá-lo avaliar se deve comprar ou não um painel solar, ou mais. 

O painel produziu em Outubro 32,33 kWh, menos 5 kWh que em Setembro. Ou seja, 5,50 euros de desconto na fatura de eletricidade se a tivesse consumido toda no momento em que foi produzida.

Como já sei que 10 pessoas vão perguntar, comprar baterias custar-me-ia cerca de 5 mil euros. Eu não tenho esse orçamento e demoraria décadas a recuperar o investimento. Assim, o “acordo” com a E-Redes (como se chama agora a EDP Distribuição) é consumir em tempo real o que o painel fotovoltaico produz e o que não consumir é oferecido para a E-Redes vender aos outros consumidores. 

Os números de Outubro de 2020

Tem aqui o gráfico da produção do painel ao longo dos meses mais recentes. Para quem está aqui pela primeira vez, ou recentemente, quero relembrar que o painel solar instala-se no telhado (aparafusa-se), aponta para sul e a tomada que sai do painel liga a uma tomada normal em sua casa. Sempre que há sol ele produz eletricidade. É como se fosse um frigorífico, só que em vez de gastar eletricidade, injeta eletricidade em minha casa.

A sua casa consome sempre primeiro a energia do painel. Portanto, se ele produzir o suficiente para o frigorífico e uma ou duas luzes ligadas, não vai buscar nada à “EDP”. É eletricidade de “graça”. Só tem de levar em conta o investimento. 

Tem a seguir o gráfico que mostra os dias. Como pode ver, Outubro até teve bons dias de sol, mas como o sol é mais “”fraco” nesta altura do ano, produz menos.

As contas

O que o painel fotovoltaico de 250 W produziu em Outubro representou 5,50 € de poupança na minha fatura da luz, se tivesse consumido tudo o que o painel produziu no mês passado. 

Uma primeira nota diferente do habitual. Com esta produção era suposto – apesar de tudo – poupar mais. Acontece que, como faço sempre que vejo essa oportunidade, renegociei (novamente) o meu preço da eletricidade.

Estava a pagar na Endesa 0,1810 € (com IVA) por kWh em tarifa simples e, simplesmente por ligar para eles, baixei para 0,17 (com IVA). Isto quer dizer que estou a pagar quase menos 1 cêntimo por kWh. Ui, que fortuna dirão alguns…

Pois, é aí que somos diferentes. Se uma família gastar 400 kWh por mês (que é uma brutalidade) poupará – só por ter telefonado – 4 euros por mês. Ao fim do ano são 48 euros. Para muitos é uma fatura de eletricidade “grátis” por ano.

Mas isto vai, naturalmente prejudicar a minha poupança com o painel solar. Ou seja, como cada kWh é a partir de Outubro mais barato, a minha poupança vai ser menor e vou demorar um pouco mais a recuperar o meu investimento. Claro que isso não me preocupa nada, como deve imaginar. Quem me dera que não poupasse nada com o painel. Significava que não pagaria nada de eletricidade :). Já agora veja este artigo, porque estou quase a conseguir.

Se tivesse consumido tudo o que o painel produziu teria já poupado até agora 308,90 €. O retorno do investimento continua abaixo dos 8 anos. Pelo preço dos painéis hoje, já estaria pago. O meu foi barato na altura, mas caro para os dias de hoje (tudo ficou-me em 620 euros, com instalação e material extra).

No gráfico abaixo tem a produção total do painel em kWh. Não é influenciado pelo preço que pago pela eletricidade. Este gráfico é importante porque a poupança em dinheiro é uma coisa, mas a eletricidade que ele produz é outra. Eu posso produzir mais eletricidade, mas se o preço da eletricidade baixar, a minha poupança vai ser igual ou inferior. Assim consigo comparar as duas coisas.

Compensa comprar um painel solar?

Como não consumo tudo o que o painel produz, com o aparelho de medição de consumos que tenho instalado e que mede a exportação de eletricidade, sei que em Outubro “desperdicei” exatamente 10% . 

As barras são a quantidade de eletricidade que desperdiço para a rede. Se não gastar aquela eletricidade no segundo em que é produzida vai para a “EDP”/E-Redes vender a si. E eu não ganho nada com isso.

Aqui tem o meu desperdício por mês. Como pode verificar, Agosto por ser mês de férias e com a casa mais vazia, o desperdício foi quase de 25%. Nos meses normais, com apenas um painel, tenho um desperdício de 5% e agora de 10%. Agora imagine alguém que tem 4 ou 6 painéis (por indicação da empresa instaladora)  a quantidade de desperdício que tem, pensando que está a poupar.

Feitas as contas, dei à rede em Setembro 0,58 € (que não poupei). Não me parece ser muito relevante.

É por estas contas que deve avaliar bem se precisa mesmo mais do que um painel solar. Um, pode e deve ter de certeza, diria. Dois ou mais, só os deve instalar se tiver a certeza de que tem gente ou equipamentos elétricos suficientes para gastarem a energia que vai estar a produzir.

Assim, o retorno real (o chamado break even) continua pelas minhas contas perto dos 10 anos (reais). Depois de passado esse tempo, o painel estará pago e terei pelo menos mais 15 anos de “lucro”. Veremos se é assim. Mensalmente continuarei a fazer aqui o balanço para o ajudar a avaliar se deve ou não comprar um (ou vários) painéis solares.

Na foto acima tem o “eletrocardiograma” da minha casa. Este é o retrato minuto a minuto de um fim de semana em que ninguém esteve em casa.

Consigo perceber exatamente em que minutos o painel esteve a produzir para o “boneco”. Como pode ver, neste sábado e domingo, entre as 9 e as 17 não vou pagar quase um cêntimo de eletricidade; por outro lado podia ter aproveitado mais e não aproveitei. Os picos que são o frigorífico e a arca congeladora a ligar e desligar. É mesmo assim.

Novembro está quase a acabar. Para o mês que vem faço novo balanço.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” – Dezenas de dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2020. Estes 3 livros vão ajudá-lo a vencer qualquer crise financeira na sua vida. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Painel solar fotovoltaico – Balanço de março de 2021 (mês #52)

Balanço do mês de março de 2021 "Não há fome que não dê em fartura". Quase que se podia aplicar o provérbio. Em Março a produção do painel foi mais do dobro de fevereiro, que foi de facto muito má. Março de 2021 foi melhor do que março do ano passado. Não por muito,...

Painéis solares afinal não são dedutíveis no IRS de 2020

Painéis solares afinal não são dedutíveis no IRS de 2020 Já tenho a resposta do Ministério das Finanças. Se comprou em 2020 um ou vários painéis solares a contar com uma dedução de 1.000 euros pode esquecer. Não vai acontecer. Vários leitores do blogue fizeram-me esta...

Os meus fundos de investimento – Balanço da semana #38 (9 de abril)

Fundos de investimento - Balanço semanal Esta foi a melhor semana de sempre dos meus fundos de investimento. Em apenas 9 meses, os 3 fundos, em média, estão a crescer 22%. A semana passada tinha sido de queda, devido a uma semana má nas bolsas mundiais. Agora...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (12 a 18 de abril)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

VÍDEO | Dicas fundamentais para aumentar o seu reembolso do IRS este ano

Não deixe dinheiro seu nos cofres do Estado Antes de mais, obrigado ao milhão e 100 mil espectadores que viram o Contas-poupança ontem, apesar de estar a dar o futebol na concorrência. Um em cada 5 portugueses viram a reportagem sobre algumas dicas fundamentais para...

COVID-19 | Há novidades no Apoio Extraordinário ao Rendimento dos Trabalhadores (AERT)

Governo alterou a condição de recursos para acesso ao novo apoio social O apoio vai estar acessível a mais pessoas e com efeitos retroativos. O Conselho de Ministros aprovou hoje alterações ao Apoio Extraordinário ao Rendimento dos Trabalhadores (AERT) que alargam a...

PODCAST | #49 – Porque é que eu não recebo reembolso do IRS (ou pouco)?

Como se calcula o reembolso do IRS? Neste episódio explico-lhe porque é que há pessoas que recebem reembolso de IRS de centenas ou até milhares de euros e outros recebem muito bouco ou mesmo nada. Parece, por vezes, que quem mais precisa é quem menos recebe. Porque...

Dicas para aumentar o seu reembolso do IRS este ano

Pode aumentar o seu reembolso do IRS este ano? Não perca a reportagem do Contas-poupança, mais logo no Jornal da Noite na SIC. Tem explicações importantes que deve ver com muita atenção para receber o máximo possível no seu IRS deste ano (referente a 2020). Eu sei que...

FRAUDE | Fisco alerta para e-mails falsos sobre reembolsos do IRS

Fisco alerta para e-mails falsos sobre reembolsos do IRS A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou hoje para a existências de 'emails' fraudulentos que estão a ser enviados, solicitando dados bancários para posterior reembolso do IRS. "Se recebeu um 'email'...

Covid-19 | Portugal inicia hoje segunda fase do plano de desconfinamento

Segunda fase do plano de desconfinamento entrou hoje em vigor Hoje a vida começa a ser uma pouco mais "normal" do que até agora. Mesmo assim ainda com bastantes limitações. Este é um breve resumo do que pode fazer a partir de hoje e durante os próximos 15 dias....

Publicidade

Artigos relacionados

17 Comentários

  1. José

    Também meti 2 painéis, e pelas minhas contas e para o meu perfil de consumo compensa tarifa bi-horaria diária. Máquinas de lavar é à noite em tarifa reduzida, e durante o dia os painéis “reduzem” o consumo durante a tarifa mais cara. É poupar a dobrar. Ficaram-me pelo preço dos do artigo (fiz a própria montagem que fica mais econômico), e prevejo um retorno em 4 anos.

    Responder
  2. Francisco C

    Também irei brevemente montar 2 painéis. A propósito de tarifários de electricidade, já teve curiosidade de consultar os da Cooperativa Coopérnico?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Sim. Na altura teria de me tornar sócio e considerei que não me compensva. Não sei se a situação se mantém. Se quiser tornar-se sócio de qualquer maneira, têm bons preços sim.

      Responder
      • Raul Gomes Santos

        Olá! Tornar-se membro da Cooperativa Coopérnico implica a aquisição de 3 títulos de capital social no valor total de 60,00€ (3×20,00€). A energia é 100% verde. O valor dos títulos é reembolsável numa pretensa saída da Cooperativa.

        Responder
  3. Carlos Pereira

    Olá Pedro,

    Sendo cliente da Endesa, qual o tarifário que tem? (Para validar se compensa manter a tarifa Aniversário ou não)

    Obrigado

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Com descontos e IVA incluído pago 17 cêntimos certos por kWh. A potência contratada varia, naturalmente.

      Responder
  4. André

    Excelente informação. Vejo que faz a comparação entre o que o painel produz e o que é consumido nesse período, mas terá forma de comparar isso contra o que é fornecido pela rede? Ou seja, haverá momentos em que a produção do painel, mesmo no seu máximo, não será suficiente para o consumo, pelo que além de usar o produzido pelo painel ainda tem de adicionar mais da rede. Não sei se haverá forma de medir isso, mas seria muito útil para avaliar se um segundo painel se justificaria – ainda que em outros momentos fosse gerar mais “desperdício” para a rede.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Tem esse gráfico no artigo :). É o dos riscos vermelhos.

      Responder
  5. Nuno Teixeira

    Boa noite Pedro,

    O aparelho que reproduz o “electrocardiograma” da sua casa, vem com o painel solar ou adquiriu-o à parte? Tem possibilidade de dar marca e modelo?

    Obrigado

    Responder
  6. Hugo Quintino

    Caro Jose, pode-se saber onde adquiriu os ditos 2 painéis? Estou tentado a também eu fazer a instalação…

    Responder
  7. Carlos Sarmento

    O seu contador é bidirecional (trocaram quando instalou o painel)?

    Responder
  8. Afonso

    Ouvi dizer que depois de montar os painéis temos que pedir para trocar o contador. Essa troca tem custos?

    Responder
  9. Ze

    Com um retorno de 5 euros por mês, só para recuperar isso vai ser preciso mais quase um ano e meio. Por isso só instalei os painéis, sem nada desses medidores. É giro, claro, mas muito caro.

    Responder
    • Pedro Andersson

      De acordo :). Eu uso não apenas para medir o painel mas para descobrir “fugas” de eletricidade de equipamentos em casa e estancá-las antes que cheguem à fatura. Mas é um “luxo” sim.

      Responder
  10. Abbner Garcia

    Viva Pedro,
    relativamente a possibilidade de deduzir o investimento em painéis no IRS.
    Segundo o Artigo 333.º (OE Lei 2/2020), publicado no site da DRE, há uma autorização legislativa no âmbito do IRS. Passo a citar:

    1 – Fica o Governo autorizado a criar deduções ambientais que incidam sobre as aquisições de unidades de produção renovável para autoconsumo, bem como de bombas de calor com classe energética A ou superior, desde que afetas a utilização pessoal, para efeitos de, respetivamente, promoção e disseminação da produção descentralizada de energia a partir de fontes renováveis de energia e comunidades de energia e o fomento de equipamentos mais eficientes.

    2 – O sentido e a extensão da autorização legislativa prevista no número anterior consistem em permitir a dedução à coleta do IRS de cada sujeito passivo, num montante correspondente a uma parte do valor suportado a título daquelas despesas e que constem de faturas que titulem aquisições de bens e serviços a entidades com a classificação das atividades económicas apropriada, com o limite global máximo de 1000 (euro).

    3 – A presente autorização legislativa tem a duração do ano económico a que respeita a presente lei.

    Portanto, qual o anexo e código de dedução devo escolher na declaração de IRS de 2020?

    Um forte abraço.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.