EURIBOR Negativa | CGD vai pagar-me 20 euros por mês (novo mínimo histórico hoje)




As taxas Euribor estão outra vez super negativas

Euribor a 6 meses atinge novo mínimo histórico de -0,459%

Boas notícias para quem tem crédito à habitação ou outros créditos indexados à Euribor. A Euribor continua a bater recordes negativos. Isso quer dizer que se esta tendência se mantiver a sua prestação da casa vai baixar ainda mais um pouco nos próximos meses, conforme a data da renovação do seu período de Euribor contratado (3, 6 ou 12 meses). A minha prestação vai baixar 20 euros por mês nos próximos 3 meses (depois logo se vê). Até pode acontecer baixar ainda mais em Janeiro. Já lhe mostro as contas.

Mas como é que isso funciona?

Suponho que saiba o que é o spread. É o lucro que o banco tem consigo no seu crédito à habitação. Para perceber de forma simples o que representa a Euribor negativa faça de conta que (enquanto ela estiver negativa) o valor que lhe vou dizendo sobre a Euribor ao longo das semanas é o “spread” que o banco lhe paga a si. A sua prestação da casa é calculada da seguinte forma: spread + Euribor = taxa de juro que paga mensalmente sobre o valor em dívida. Ou seja se tem um spread de 0,5 e a Euribor estiver a – 0,5 (negativa) a conta anula-se e não paga juros ao banco. Só amortiza.
 
Se tem um spread de 1, mas a Euribor estiver -0,5, o que acontece? Só vai pagar quanto de juro ao banco? Exato: 0,5. Porque 1-0,5=0,5. E agora a parte melhor. Se eu tiver (como tenho) um spread de 0,3 e a euribor estiver 0,5 negativa, é o banco que me “paga” 0,2% de juros pelo meu crédito à habitação. Assim, como pode ver na foto abaixo, pelas contas da CGD, os juros que o banco me está a pagar a mim é 0,18, ou seja 20 euros por mês nos próximos 3 meses (porque tenho Euribor a 3 meses).
Veja portanto qual é a sua situação face ao valores publicados hoje. No meu caso, a conta é feita à média da Euribor no mês anterior à revisão (no meu caso, a média do mês de Agosto) que será descontada (ou acrescentada, se for positiva) no spread em Outubro, Novembro e Dezembro. Depois, a mensalidade de Janeiro será definida de acordo com a média da Euribor a 3 meses no mês de Novembro, e assim sucessivamente até 2048. Tem de ver como o seu banco faz as contas no seu contrato. Pode ser diferente.

 

A Euribor hoje (dia 7 de Setembro)

As Euribor caíram hoje a três e a seis meses em relação a sexta-feira e mantiveram-se a 12 meses, com a taxa a seis meses a atingir um mínimo histórico. A taxa a 6 meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, caiu hoje para -0,459%, atingindo um novo mínimo histórico.
A Euribor a 3 meses, por sua vez, caiu 0,004 pontos para -0,487%. Esta a duas milésimas do atual mínimo de sempre, de -0,489%, registado em 12 de março.
No prazo de 12 meses, a taxa Euribor manteve-se nos -0,401%.
(Os gráficos foram retirados deste site https://www.euribor-rates.eu/pt/)

 

E o que é que eu faço com isto?

No meu caso, como a minha prestação vai baixar pela primeira vez na minha vida para abaixo de 250 euros, vou pegar nesses 20 euros que a CGD me “oferece” para pôr numa conta à parte. Já fica para abater na comissão de manutenção de conta que comecei a pagar este ano. 20 euros por mês representam 240 euros por ano que a CGD me “paga”. É o seguro do carro. Obrigado.
 
Uma nota importante! Pode parecer que estou muito contente com esta situação e que estou a ser deselegante para com a CGD ou os bancos em geral. Eles merecem ser pagos pelo seu trabalho e os funcinários também. Não tenho particular alegria nesta situação que me parece injusta de facto. Não é normal isto estar a acontecer. Então porquê este meu “tom”? Porque esta situação é o resultado do contrato que assinámos com o banco (e foi ele que o redigiu). E acho justo que o contrato seja aplicado quando beneficia o banco e quando beneficia o cliente. Não concebo que algum contrato seja alterado unilateralmente por uma das partes, normalmente a mais poderosa. Se fosse ao contrário (como já aconteceu), a Euribor chegou ao 5% e tive de pagar.
 
Quando assinamos contratos que nos prejudicam porque não os lemos não tenho razão para reclamar. Neste caso, foram os bancos que fizeram as regras (e leram-nos bem), por isso também não têm razões para reclamar. Mas temos de perceber que esta é uma das razões para estarem sempre a aumentar as comissões. O dinheiro para manter os bancos tem de vir de algum lado.

Aproveite a folga

Aproveite esta “folga” para pôr de lado o que está a poupar com os juros negativos ou mais reduzidos para criar o seu Fundo de Emergência. No meu caso estou a poupar com a Euribor negativa cerca de 70 euros por mês (face à prestação que deveria ser normal).

E avalie de deve ou não aproveitar para amortizar o seu crédito à habitação. Esteja também atento à questão das moratórias. Se está em dificuldades financeiras aproveite esta oportunidade. A moratória legal foi prolongada para 1 ano e ainda pode pedir.  Aproveite este ano de “folga” para pôr todas as suas contas em ordem.

Ter um ano de folga no crédito à habitação é o equivalente a ter dinheiro emprestado no valor do que não pagou a juros baixíssimos, quase nulos ou mesmo negativos. Use esse dinheiro que não vai pagar ao banco para amortizar ou liquidar empréstimos que tenham juros altíssimos (como o automóvel ou o cartão de crédito).



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” – Dezenas de dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2020. Estes 3 livros vão ajudá-lo a vencer qualquer crise financeira na sua vida. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

20 comentários em “EURIBOR Negativa | CGD vai pagar-me 20 euros por mês (novo mínimo histórico hoje)

  1. Avatar
    João Rio Reply

    Porque falar em ter pena do Banco? O Spread, que é fixo, é que é o lucro do banco. A taxa euribor é a taxa a que o banco também pede emprestado o dinheiro que depois nos empresta. Logo é neutro se é positiva ou negativa. Quando a euribor é negativa, quer dizer que o banco também “é pago” por pedir emprestar o dinheiro que depois nos empresta a nós. Se a euribor fosse positiva e alta, tipo +5%, ia-mos dizer que tínhamos pena do banco por ter que pagar muito caro para pedir dinheiro emprestado?

  2. Avatar
    Paula Gomes Reply

    Capital 393,28 EUR
    Juros 12,15 EUR
    Bonificações 0,00 EUR
    Comissões 2,75 EUR
    Despesas 0,00 EUR
    Impostos 0,11 EUR

    Tipo de taxaVARIAVEL
    Taxa de referênciaEURIBOR360 6M MEDIA MENSAL
    Taxa nominal0,335 %
    Taxa efectiva0,336 %
    Taxa Anual Efetiva Global (TAEG)5,695 %
    Spread0,700 %

    Boa tarde,
    esse é o meu próximo pagamento no próximo mês (CGD) e as minhas condições de contrato, está correcto? Não tenho taxas negativas?
    Muito obrigada pela atenção
    Paula Gomes

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Olá Paula. As contas estão bem. Um nota. Obse spread e razoável mas a sua TAEG é absurda. É quase um crédito pessoal. Eu iria ver outros bancos. Com um spread de 1 se calhas consegue uma TAEG de 2,5 ou 3. METADE! Avalie.

  3. Avatar
    Rui Cabral Reply

    Tenho crédito à habitação no Montepio.

    Os valores que me aparecem são:
    Tx.Contratação 4,994%
    Tx. Líquida em Vigor 0,045%

    A taxa líquida em vigor é o spread ?

    Obrigado

  4. Avatar
    Carlos José Carvalho Abrunhosa Reply

    Bom dia.
    Antes de mais agradecer-lhe pelo seu magnífico trabalho.
    Fui à CGD onde também tenho o meu crédito à habitação e surpreendentemente vou pagar 18,48€ de juros e tenho um spread de 0,375% . Será normal?
    Cumprimentos
    Carlos Abrunhosa

  5. Avatar
    José Santos Reply

    Pedro,
    Estou para contrair um crédito mas estou inclinado para uma taxa mista : fixa a 10 anos + indexada nos restantes (por enquanto, estabeleci um limite de 20 anos).
    Como espero que nos primeiros anos tenha uma situação profissional indefinida (regresso a Portugal depois de passar algum tempo no estrangeiro), prefiro não arriscar e pagar mais um pouco no inicio. Se no final do periodo de taxa fixa a Euribor estiver baixa, vou poupar na prestação…
    O que acha disto ?

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Olá José. Taxa fixa ou variável é sempre um tiro no escuro. Historicamente compensa a variável. Emocionalmente com a fixa sabe com o que conta e não stressa a fazer contas. É uma decisão pessoal. Decida o que o faz dormir melhor à noite.

  6. Avatar
    Luis Reply

    Boa noite
    Desde já parabéns e muito obrigado pelas suas dicas para poupanças.
    Já agora, tenho umas poupanças de lado, é uma boa altura para amortizar o crédito habitação?
    Cumprimentos
    Luis

  7. Avatar
    jose herminio figueiredo Reply

    Já agora, e porque sou um dos novos curiosos, sobre a temática de investimentos…..quais serão as consequências nesse setor?

      • Avatar
        Marco Lopes Reply

        Pouco ou nada viável, pois ninguém vai querer ter $ nos bancos e PAGAR por isso!!! O $ passaria a estar todo à ordem, ou seria investido em aplicações que garantissem o capital, pelo menos…

  8. Avatar
    Marco Lopes Reply

    É impressionante o que o banco central europeu e o mundo em geral estão a fazer para salvar a economia. Estas taxas negativas, a médio prazo terão consequências DESASTROSAS para todos nós…

    Quando pedi os meus créditos as taxas estavam a mais de 4%. Paguei grande parte dos créditos com juros “elevados”, o banco várias dezenas de milhares de euros… O que é que acham que vai acontecer durante esta década caso esta situação se prolongue?

  9. Avatar
    Fabio Rodrigues Reply

    Boa tarde. Acho que prefiro a situação que o meu banco faz comigo. Pequenas amortizações na dívida. Ou seja, o valor a negativo e amortizado na dívida restante. O que, se os juros voltarem algum dia a subir, o valor da minha dívida será menor logo pagarei também menos de juro.

  10. Avatar
    Maria ferreira Reply

    Boa tarde. Gostaria de colocar a seguinte questão, estando de baixa desde Abril, poderei pedir moratória? Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *