DESCONTOS | Você também compara o preço por quilo nos sabonetes?

Escrito por Pedro Andersson

26.05.20

}
5 min de leitura

Publicidade

Um “desconto” de 40% nos sabonetes porque comparei o preço por quilo

As saudades que tinha de escrever um artigo destes! Há meses que não vos contava as minhas experiências de poupança nas compras.

Uma das razões é que nesta época de pandemia sempre que fui às compras as minhas principais preocupações eram comprar o que precisava (mesmo que percebesse que estava caro) e de sair rapidamente da loja por medo de estar a correr mais riscos do que os necessários. Ora, a pressa e a necessidade são inimigas absolutas da poupança. Mas já estou a voltar ao meu “normal”.

Qual é o seu critério para comprar sabonetes?

Há quem compre sempre a mesma marca porque gosta das particularidades do produto. Independentemente do preço. Nada contra. Mas como sabe, o meu critério é comprar sempre o melhor ou o que para mim é suficiente e gosto, ao melhor preço. No caso dos sabonetes confesso que não ligo muito a marcas. Só sei que não gosto de alguns específicos. Fora isso é basicamente o que está em promoção seja de que marca for.

Mas como desta vez não estava nenhum em promoção fui “obrigado” a analisar melhor os preços e confirmei mais uma vez porque deve sempre comparar TODOS os produtos pelo preço por kg ou por litro.

Havia sabonetes caríssimos, de luxo e de marcas “gourmet”, o mais caro era este que custava 33 euros o quilo. O dobro mais caro do que a melhor picanha da América latina, mas não tenho nada contra porque é isso mesmo – um produto de “luxo”. É mais para prenda do que para o uso diário. E eu queria simplesmente um sabonete para o dia-a-dia.

Repousei o meu olhar em duas marcas com preços semelhantes. Não liguem às marcas, porque podiam ser quaisquer outras e noutra loja qualquer podem até ter os preços ao contrário. O que lhe quero passar é o princípio e a forma como o design dos produtos por vezes nos levam ao “engano”.

O que eu vi foi isto.

Dois conjuntos de sabonetes com quatro unidades cada um. Se tivessem exatamente o mesmo preço ou aproximado, qual escolheria? (Sublinho novamente que deve ignorar as marcas, não é isso que está em causa). No meu caso pessoal já comprei dos dois e para mim enquanto utilizador são equivalentes. Para você pode não ser, claro.

Como pode ver nas fotos acima a diferença entre eles é de 50 cêntimos, ou seja, cerca de 12 cêntimos em cada sabonete. Não é muito e até parece ser negligenciável. Mas como já sei o que as casas gastam, decidi ver melhor o preço por quilo, porque sempre que tenho dúvidas entre dois produtos semelhantes é o meu critério de desempate.

De 2,49 para 2,99 pode haver 40% de diferença?

Pois. Foi a minha conclusão ao olhar para os preços por quilo nas etiquetas de cada um dos produtos.

Mas se são 4 sabonetes em ambos os produtos como pode haver uma diferença tão grande? Obviamente, a diferença está na quantidade do produto.Como pode ver se olhar mais atentamente, um tem 90 gramas por unidade e o outro 125 gramas. Com esta foto percebe melhor a diferença.

Aliás, depois fui ver outras marcas e há uma em que tem as 4 unidades dentro de uma caixa de papel para criar a ilusão de quantidade, mas basta abanar a caixa para perceber a enorme quantidade de ar lá dentro. Mas olhando apenas para a caixa parece ter quase meio quilo de sabonete. Deve ver sempre o preço por quilo. No caso desta caixa fechada com sabonetes o preço por quilo era de 12 euros. E era de uma marca equivalente, na minha opinião, a estas duas da foto.

Grão a grão…

É também nestas pequenas coisas que podemos poupar ao longo do ano. Tudo somadinho faz com que tenha mais dinheiro na conta ao fim do mês ou que possa gastar o seu dinheiro em coisas de que gosta mais do que “sabonetes”. Ter estes cuidados quando faz compras permite-lhe ter uma maior qualidade de vida porque fica com orçamento para necessidades ou “luxos” que o fazem mais feliz.

Claro que se o seu “luxo” são sabonetes, esta dica não se aplica!

Tem aqui mais exemplos semelhantes:


gastronomia-billboard


Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas sobem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de abril)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | 5 sinais de alerta de que as suas finanças não estão bem

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Quer fazer um Workshop gratuito de finanças pessoais? (Inscrições abertas)

Aprenda finanças pessoais gratuitamente Estão abertas as inscrições para a próxima edição do Finanças para Todos, da universidade NOVA SBE. O curso tanto pode online, como presencial (em Carcavelos) ou na área metropolitana do Porto. O curso terá lugar entre Outubro...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses, mas sobem a seis e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

VÍDEO | Como está a educação financeira nas escolas em Portugal? (Um bom exemplo)

Um bom exemplo de educação financeira nas escolas em Portugal Portugal está nos últimos lugares da Europa em literacia financeira. Isso quer dizer que, para além de ganharmos pouco, ainda por cima temos muita dificuldade em gerir bem o pouco dinheiro que temos. A...

Inflação voltou a aumentar em março para 2,3%

Inflação em Portugal volta a subir pela segunda vez em 2024 A taxa de inflação homóloga em Portugal passou de 2,1% em fevereiro para 2,3% em março, confirmou esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE), depois de ter lançado os valores provisórios a 28...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #230 – Vamos a contas | Onde invisto 100 € todos os meses para os meus filhos?

Onde ponho a render o dinheiro dos meus filhos? Uma ouvinte tem a disponibilidade de colocar 100 euros por mês de lado para o futuro dos seus dois filhos pequenos. Ela pergunta qual é a melhor maneira de pôr esse dinheiro a render. Esta é uma dúvida comum e que pode...

Atestado Multiusos | Já estão definidas incapacidades que dispensam Junta Médica

Grupo de trabalho criado por anterior governo já definiu regras Pedir um Atestado Médico de Incapacidade Multiusos (AMIM) pode ser um verdadeiro tormento e aqueles que têm de o fazer sabem que obter o documento demora muito tempo devido às esperas de anos para...

Publicidade

Artigos relacionados

21 Comentários

  1. Filipe

    Olá,

    Há uns tempos teria feito exatamente o mesmo…
    Hoje teria tido em consideração que um é português e o outro vem estrangeiro. Eu sei que disse para não ligar às marcas… mas acho que, devido a esta situação toda, temos que considerar a origem… o que é nosso!
    E para quem se preocupa com isso, um deles diz ser 98% de origem natural (e logo o português).

    Cumprimentos

    Responder
    • Celso

      Tem razão, mas não se esqueça que o sabão é composto maioritariamente por glicerina e tirando mais um ou 2 ingredientes extra, nomeadamente o perfume e outro, podem dizer que è feito praticamente com produtos naturais.
      Quanto ao apoiar a empresa portuguesa, concordo mas neste caso, a Unilever ( sabão Lux) também tem 3 fabricas em Portugal.

      Responder
      • Filipe

        Em relação à Unilever, não sabia. Obrigado.
        Mas pelo código de barras, estes não foram produzidos em Portugal. Pelo menos não foram embalados. Acho eu!
        Mas também não importa muito este caso em específico. Era só para alertar para uma “nova” consideração que temos que ter quando escolhemos produtos. “Nova” entre aspas porque isto não é novo. Mas agora ganhou outra força…

        Responder
        • Celso

          Eu antes também pensava o mesmo em relação ao código de barras 🙂
          No entanto: https://www.deco.proteste.pt/familia-consumo/supermercado/noticias/comprar-nacional-codigo-de-barras-da-poucas-garantias#

          Como é óbvio, também sou de acordo com o comprar nacional, mas também tenho que gerir as minhas finanças e por vezes existem grandes diferenças nos preços sem grande diferença na qualidade. Se não houver grandes diferenças de preço e/ou qualidade, opto por produtos portugueses.

          Atenção que apesar de a Unilever ter fábricas cá, como voçê disse e bem, podem não ter sido produzidos cá. Apenas tendo essa informação escrita nos produtos é que podemos ter (quase) a certeza.

          Responder
    • Elsa

      Boa tarde
      Eu também sinto muito essa necessidade de apoiar a produção nacional e não é de agora.
      Mas esbarramos nos preços e verdade seja dita, produto português é caro, até para os portugueses (a grande maioria)!
      Recentemente, reafirmei essa constatação, com BANANAS. Entre a bela e mais pequena mas tão apetitosas Bananas da Madeira ( 1,99€/Kg) ,e as bananas importadas (Costa Rica, Dolar, …) que são vendidas e sem promoção 1.05€/Kg. Não tirando ao mérito e sabor da produção nacional face aos outros produtos, as bananas irão desaparecer num piscar de olhos assim que entrarem em casa. Um cacho com maior quantidade alimentará mais pessoas do que 3 bananas pelo mesmo preço.

      Temos de criar forma de sermos mais produtivos e aumentar nossa capacidade de economia de escala, para que sejamos mais competitivos.

      Cumprimentos

      Responder
      • Luís oliveira

        Engraçado é eu aqui no Luxemburgo, com salários mínimos que rondam os 2000 euros, eu comprar sabonete bem mais barato que aí… Mas não é só o sabote mas uma panóplia de produtos de supermercados… Para não falar de eletricidade, combustíveis, gás… No caso do supermercado, eu até faço comparações a produtos exatamente iguais, como no lidl… A própria banana que eu próprio constatei é uma leitora acima realça, eu compro cá no Luxemburgo num dos mercados que cá até é dos mais caros, o aucham, a 99centimos sempre… Só comentei o que é sabido há muito e razão da qual os portugueses vivem financeiramente mal e a salvação é a emigração em massa constantemente…

        Responder
  2. Felipe

    Nunca vi ninguém enriquecer a poupar nos sabonetes Kkkkkkkk

    Responder
  3. Maria

    Nada como ir usando aqueles sabonetes que vamos trazendo dos hotéis (deixei de o fazer há muito) e que nos vão oferecendo. Há um ano deixei de comprar gel de banho e ainda aqui tenho 8 sabonetes para gastar, e são quase todos Ach Brito e Confiança, fora alguns de cadeias de hotel.

    Responder
  4. Liliana Ribeiro

    Boa tarde a todos,

    Sou totalmente esse tipo de pessoa que compara sempre o preço por kg/lt. É sempre esse o critério que utilizo pois às vezes o que parece mais barato, no final das contas é mais caro.
    Outra “panca” com as etiquetas, para além de comparar o preço por kg/lt, é verificar e comparar sempre os últimos 3 dígitos do código de barras das etiquetas com o código de barras nos produtos. Desta forma evito equívocos com os preços e atrasos/chatices na caixa porque o preço marcado não é o mesmo que estava abaixo do produto.

    Cumprimentos

    Responder
  5. Susana

    Bom dia.
    De facto não se enriquece a poupar em sabonetes…enriquece-se , ou melhor, atinge-se a estabilidade financeira, aplicando a mentalidade de poupança aqui referida nos sabonetes a tudo o resto que se compra.
    Se em tudo o que compramos no supermercado tivermos em conta o preço ao kilo e ao litro, poupa-se certamente e são com estes truques com os quais se consegue ter sempre o orçamento familiar controlado.
    Obrigada Pedro

    Responder
  6. Pedro

    E a qualidade? São todos diferentes mas iguais?

    Responder
  7. Ligia Dias Costa

    Eu não compro sabonetes há mais de cinco anos. Uso os dos hotéis.

    Responder
  8. Susana Silva

    Boa tarde.

    Não devemos esquecer que um bom sabonete é feito a partir de gordura que no processo de saponificação se transforma em glicerina não perdendo a gordura.
    Esse sabonetes são só glicerina. Nem o coronavirus mata porque não tem gordura.

    Há sabonetes artesanais portugueses feitos a partir da melhor gordura (azeite). Produtos 100% Nacionais estando assim a promover o comercio justo e o nosso pais.

    Obrigada

    Responder
  9. Carlos Rodrigues

    O melhor sabonete que conheço em relação preço qualidade são os do LIDL, marca cien.
    2x150gr = 0,75€

    2,5€ o kilo.

    Responder
  10. JOSÉ PIMPÃO

    Olá!
    Concordo em absoluto com a comparação do valor/peso, e na prioridade em comprar português. Esta análise na compra de sabonetes já uso há muito e na generalidade julgo ser a mais correcta. No entanto há sabonetes que apesar do seu volume, tem um desgaste muito superior e capacidade de limpeza inferior, dou como exemplo os sabonetes chamados de “cremosos”. O sabonete “Feno de Portugal” – aqui em exemplo, segundo a minha experiência, não foi o melhor termo de comparação, dado que é um produto clássico português, tem excelentes ingredientes e é super durável. Façam a experiência.

    Responder
  11. Paula

    Sobre as bananas, as bananas da Madeira, pelo que me disseram profissionais da nutrição, são mais equilibradas nutricionalmente. Para além de serem mais saborosas, na minha opinião. Apesar de mais caras, prefiro as da Madeira. Já nos sabonetes, também compro ao kg, desde que o perfume seja mais ou menos neutro, dando preferência aos nacionais, se a diferença for pequena. O problema é mesmo saber quais são os nacionais!

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Cuidado com a reduflação - O que é isso? - […] DESCONTOS | Você também compara o preço por quilo nos sabonetes? […]

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.