GÁS | Quer poupar outra vez na fatura do gás?




De 6 em 6 meses poupo (ainda mais) na fatura do gás

Dou esta dica de 6 em 6 meses. E é das dicas de poupança mais básicas e fáceis de aplicar que há.

Hoje foi o dia. Faço isto sempre que chega a Primavera e volto a fazer o contrário quando chega o Outono.

Com a chegada dos dias mais quentes deixa de ser necessário (com todo o conforto) ter a temperatura da água tão quente no esquentador ou na caldeira. Para quê gastar m3 de gás (ou eletricidade) para ter água a ferver se depois tem de misturar água fria?

Baixe a temperatura do esquentador

Como aprendi esta dica? Em 2016, tive de chamar um técnico a casa para fazer uma inspeção à canalização do gás. O homem, muito simpático, chegou ao pé do esquentador e disparou: “Sabe que está a gastar uma brutalidade de gás sem necessidade, não sabe?”.

Podem não ter sido estas as palavras (a parte técnica dispensei-a toda), mas foi o que eu percebi. Afinal, com tanta dica de poupança que partilho, como é que estou a desperdiçar gás todos os dias?

Simples. Nós raramente abrimos a porta do esquentador e olhamos para ele. Ligamos a água quente e esperamos que saia água quente da torneira, certo?

Só vamos verificar o esquentador quando a água sai fria, pelo menos é assim comigo. Ora o meu esquentador, sabe-se lá porquê, estava a debitar água naquela altura a 54 graus.

A consequência natural de tão alta temperatura é que, no duche ou no banho da família toda, com água demasiado quente é preciso misturar água fria. E para quê?

Na prática, para exemplificar, é como se estivesse a gastar 2 pinheiros para fazer uma fogueira para assar uma sardinha. Estou a gastar todos os dias gás a mais para aquecer a água a 54 graus quando o corpo humano considera confortável a água a 40 graus ou no Verão até (muito) menos. Depende dos gostos de cada um.

Reduza 4 ou 5 graus

Basta baixar a potência do esquentador para 42 ou 43 graus (a água arrefece a caminho do chuveiro) para não ser preciso estar a gastar tanto gás para depois simplesmente a arrefecer juntando água fria. Um desperdício de que não me tinha apercebido. Hoje coloquei a 40 graus. E chega perfeitamente.

Depois deste episódio, li que há uma indicação de que por cada grau que baixarmos o esquentador o consumo de gás pode baixar 7% (há um limite de temperatura em que essa conta deixa de ser proporcional, como é evidente).

Portanto, aprendi a lição. Pelo menos a cada Primavera, ou a cada semestre vou colocar um alerta no telemóvel para verificar se a temperatura a que sai a água do esquentador está em limites razoáveis. E já agora encurte o tempo do duche. Tenho um aparelho que, quando atinge os 35 litros, apita tipo alarme (raramente paro o duche por causa disso, mas acho piada).

Não descansei enquanto não fiz as minhas contas.

Coloquei o meu esquentador no máximo (60º C) e sentei-me em frente ao contador do gás. Em 10 minutos, gastou 0,27 m3 de gás.

Logo a seguir, baixei a temperatura da água para 42ºC e meti os miúdos no banho. Nos mesmos 10 minutos, o contador registou um consumo de apenas 0,15 m3 de gás.

O mesmo banho, metade do custo

Conclusão, para o mesmo banho/duche de 10 minutos com água a correr é possível baixar os custos da fatura do gás para quase metade.

Um banho por dia, com 4 cá em casa, a 60º C gastaria 32,40 m3 de gás. Baixando a temperatura para os tais 42º C o consumo desce para 18 m3.

Com o mesmo conforto e sem mudar em nada os nossos hábitos. Não estava à espera que, no meu caso, a diferença fosse tão grande. Faça o teste e veja se está a desperdiçar gás sem necessidade.

Por achar esta dica tão curiosa fiz uma reportagem em vídeo com um caso real de alguém que nunca tinha pensado nisto. Pode vê-la AQUI.

Deixo-lhe também a nota (porque surge sempre que (re)publico este artigo) de que quem tem caldeira ou termoacumuladores de grande capacidade deve ter em atenção que abaixo de 60% e se a água ficar parada muito tempo pode surgir um ambiente propício ao surgimento de bactérias. Informe-se junto do seu instalador. No caso dos esquentadores essa questão não se põe.


wooklet-mrec


Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

 

12 comentários em “GÁS | Quer poupar outra vez na fatura do gás?

  1. Avatar
    Carlos Azevedo Reply

    Mais uma vez, excelente artigo…
    Falta aqui uma variável extra que ajuda: Quando adicionamos água fria estamos a aumentar o débito de água, logo a aumentar o seu consumo.
    Baixar a temperatura ajuda a economizar Gás e Água.
    Eu tenho água quente através através de acumulador (solar e lareira) mas controlo a temperatura de saída do acumulador para controlar o consumo de água.
    Morei num local onde a pressão da água era alta. Coloquei um limitador de pressão à entrada do apartamento e ao fim do primeiro mês já se notava na fatura.

  2. Avatar
    João Soares Reply

    Bom dia.
    Tive uma bilha de gás, que durou 3 meses só para banhos e lavar umas peças de loiça de vez em quando.
    Fácil!

  3. Avatar
    Silvestre Reply

    Fiquei com uma dúvida no seu exemplo. Quando diz:
    “Coloquei o meu esquentador no máximo (60º C) e sentei-me em frente ao contador do gás. Em 10 minutos, gastou 0,27 m3 de gás.”
    Verificou que em ambos os casos a temperatura da água à saída no chuveiro era igual? É que no seu texto percebe-se que quando desceu a temperatura para 40° foi quando colocou os miúdos mas o texto não deixa claro que se quando fez o teste com os 60° se a água que saia do chuveiro também estava a uma temperatura adequada para tomar banho.
    Obrigado

  4. Avatar
    Mario Santos Reply

    Faço essa operação contantemente desde sempre, alem de poupar no poupo também na água ( não tenho que adicionar agua fria). No inverno gasto cerca de uma garrafa de 11kg (propano) por mês, no verão, a garrafa chega-me a durar 2 meses e meio, a garrafa também serve para o fogão, cozinho todos os dias.

  5. Avatar
    anibal Reply

    Boas eu tenho que por a temperatura de 60% porque a casa de banho é longe e se estiver a 40% a água é fria.
    Já testei esse exemplo e não consegui, tive de por outra vez a 60%.
    Gostava de saber alguma dica para poupar.
    Obrigado

    • Avatar
      Rui Rei Reply

      Olá Anibal, Pedro,
      Não sendo de fácil e rápida solução, mas se um dia tiver de fazer obras, verifique o tipo de tubagem que tem instalada e se compensa substituir por multicamada ou algum gênero que ofereça melhores prestações. O multicamada tem como o nome indica, várias camadas de materiais, mais interiormente o cobre onde é revestido por plástico no interior e exterior e depois o plástico final de revestimento. Além de não ganhar corrosão, porque essas particulas não aderem no plástico, penso que estes revestimentos também ajudam à não dissipação térmica. Além disto pode forrar a tubagem com um tubo de espuma (com preços bastante baixos) para evitar a perda de calor/energia.
      Espero que sejam dicas positivas.
      Abraço

  6. Avatar
    Ana Reply

    Se colocar um balde no duche para encher com a água fria pode aproveitar essa água para a sanita ou para lavar o chão.

  7. Avatar
    Anonimo Reply

    Já agora, sabe quantos litros “perde” até chegar agua quente no chuveiro?

    • Avatar
      Luís Carlos Reply

      Eu sei. Encho um balde de 10 litros de água fria todos os dias antes desta chegar quente à casa de banho.

  8. Avatar
    FILIPE MIGUEL MENDES DOS SANTOS Reply

    O mesmo se aplica aos termoacumuladores que tenham ponteiro de temperatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *