Aceito os termos e condições.

Email Marketing by E-goi

ERSE limita cortes de eletricidade por falta de pagamento e proíbe juros de mora por 30 dias

Escrito por Pedro Andersson

17.03.20

}
4 min de leitura

ERSE fixa regras excecionais para evitar interrupções
de fornecimento de energia durante o COVID-19

A ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, atendendo à emergência de saúde pública de âmbito internacional suscitada pela pandemia de COVID-19, decidiu fixar condições excecionais de prestação dos serviços de fornecimento de energia para evitar interrupções de fornecimento de eletricidade, gás natural e de gases de petróleo liquefeito (GPL) canalizados.

Porque são considerados serviços públicos essenciais, os serviços de fornecimento de eletricidade, de gás natural e de gases de petróleo liquefeito (GPL) canalizados, só podem ser interrompidos após pré-aviso adequado, salvo caso fortuito ou de força maior.

A regulamentação da eletricidade e do gás natural prevê que a interrupção do fornecimento por facto imputável ao cliente só pode ter lugar após pré-aviso, por escrito, com uma antecedência mínima de 20 dias relativamente à data em que irá ocorrer, salvo nos casos em que a interrupção deva ser imediata.

Mais 30 dias para pagar

Face aos planos de contingência adotados pelos prestadores dos serviços públicos essenciais e antecipando possíveis dificuldades de pagamento motivadas por isolamento, falta de acesso a meios alternativos de pagamento a partir de casa ou por uma perda abrupta e inesperada de rendimento por parte dos consumidores, a ERSE determina que o prazo de pré-aviso de interrupção de fornecimento para os clientes domésticos (em Baixa Tensão Normal) seja, desde já, alargado por 30 dias adicionais.

A ERSE decidiu também estabelecer regras excecionais relativamente ao pagamento fracionado de dívidas geradas neste período excecional de 30 dias, que pode vir a ser prorrogado pela ERSE.

Pode pedir para pagar em prestações

Os consumidores que, por dificuldade de pagamento, gerem dívidas em relação aos seus fornecedores de energia, podem pedir o pagamento fracionado das mesmas, não havendo lugar à cobrança de juros de mora por parte das empresas durante um período de 30 dias.

Com exceção das situações de comprovada urgência e junto de clientes prioritários, a ERSE estabelece que os operadores das redes de distribuição, comercializadores de último recurso e comercializadores devem evitar as ações que impliquem deslocação e contacto direto em casa do consumidor e devem reforçar os meios de comunicação à distância, para a comunicação de leituras, o esclarecimento de dúvidas ou o estabelecimento de planos de pagamento.

Dê as contagens

A ERSE também apela aos consumidores para que comuniquem as suas leituras, de modo a evitar as estimativas de consumo.

A aplicação das regras previstas entra em vigor no dia seguinte à sua publicação em Diário da República e produz efeitos desde o passado dia 13 de Março.

2 avisos sérios

Quero deixar 2 avisos a quem segue o blogue e que vou repetir em vários artigos daqui para a frente. Avisos muito sérios.

  1. Se acha que não vai conseguir pagar alguma conta (seja de bens essenciais, seja do banco) AVISE JÁ a empresa ou o banco. Não deixe de pagar NENHUMA prestação. É o pior que pode fazer. Peça ajuda antes. Há mecanismos legais que o podem ajudar, mas tem de os acionar antes de falhar uma prestação.
  2. NUNCA faça créditos para pagar dívidas. Pagar juros exorbitantes para pagar outras dívidas é uma bola de neve que só vai cavar um buraco mais fundo. Não caia nessa armadilha.

Não julgue estou a ser pessimista. Tenho falado com muitas pessoas que com um corte de 33% no salário já este mês vão ter dificuldades em pagar as suas contas porque não têm um fundo de emergência para 6 meses, como ando a falar convosco há vários anos.

Mas estamos cá para ajudar, à medida que as coisas forem acontecendo. Para já o importante é não entrar em pânico. Mantenha-se calmo. Não faça é asneiras financeiras que piorem a situação.

Peça ajuda o quanto antes, admita que tem um problema financeiro. É o primeiro passo. Neste caso específico, se acha que vai ter dificuldades em pagar as próximas faturas peça já para flexibilizarem o pagamento.

Tome a iniciativa. Eles terão de ir atrás de si. Já estou a ver o filme todo. Mas vai correr tudo bem. Seja prudente.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Como comprar 22 bolos e salgados por 3 euros e lutar contra o desperdício

Como lutar contra o desperdício alimentar e poupar ao mesmo tempo Acabo de passar por uma pastelaria perto de minha casa, a poucos minutos dela fechar, para ir buscar uma caixa com pães, bolos e salgados que iriam literalmente para o lixo. Paguei 3 euros através da...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (21 a 27 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

As exceções para entrar e sair da Área Metropolitana de Lisboa durante os fins-de-semana

Quem pode entrar e sair de Lisboa durante o fim-de-semana Como expliquei neste artigo ontem, a partir das 15h desta sexta-feira, dia 18 de junho, e até nova ordem está proibida a circulação de pessoas de e para fora dos concelhos da Grande Lisboa. Acaba de ser...

ÚLTIMA HORA – Proibição da circulação de e para fora na área metropolitana de Lisboa este fim de semana

Proibido circular de e para fora na área metropolitana de Lisboa este fim de semana O Governo acaba de anunciar que a partir das 3 da tarde de amanhã (sexta-feira) não é possível entrar e sair da área metropolitana de Lisboa. A proibição termina às 6 da manhã de...

Os meus fundos de investimento – Balanço da semana #47 (17 de junho)

Fundos de investimento - Balanço semanal Passou mais uma semana. Estou praticamente a voltar a tocar no máximo que já tive até hoje, na média dos 3 fundos. Estou a ganhar uma média de 26% com os 3 fundos que subscrevi em julho do ano passado com o dinheiro que poupei...

JUNHO – Tarifa indexada de eletricidade continua acima do mercado regulado

Este mês é MAU para aderir à tarifa indexada de eletricidade Este mês de junho está a ser o mês mais caro dos últimos 3 anos no mercado OMIE (onde as empresas vão comprar a eletricidade para lhe vender a si). É, portanto, um mau mês para começar um contrato de tarifa...

ELETRICIDADE | Preço da eletricidade sobe 3% em julho para famílias no mercado regulado

Preço da eletricidade sobe a 1 de julho para famílias no mercado regulado As tarifas da eletricidade vão subir a partir de 1 de julho para os clientes domésticos em mercado regulado, refletindo a subida dos preços da energia nos mercados grossistas, anunciou ontem a...

Painel solar fotovoltaico – Balanço de maio e junho de 2021 (mês #53 e #54)

Balanço dos meses de abril e maio de 2021 Olá! Acabo de verificar que não fiz aqui o balanço da produção do meu painel solar em abril. Peço desculpa se estiveram à espera dele. Mas não se perde pela demora. Ficam aqui os dois juntos.  Entrámos nos melhores 4 meses do...

As taxas Euribor continuam muito negativas

Taxas Euribor continuam muito negativas São boas notícias para quem tem crédito à habitação associado às taxas Euribor. Todas as 3 taxas (3, 6 e 12 meses) continuam a rondar os -0,50% (sim, negativos). O que é que isso significa? Significa que o seu banco lhe está a...

Os meus fundos de investimento – Balanço da semana #46 (10 de junho)

Fundos de investimento - Balanço semanal A recuperação continua em relação aos máximos de abril. Como já percebeu, subscrever fundos de investimento implica ver com toda a normalidade o valor do seu investimento subir e descer. O único "segredo" é não fazer nada...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Publicidade

Artigos relacionados

1 Comentário

  1. André Coelho

    Se for decretado o estado de emergência como é que ficam os ordenados? Quanto recebemos?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.