Podcast #9 – Como pode poupar no seguro de vida


Como pode poupar no seguro de vida?

NOVO EPISÓDIO NO PODCAST “Pedro Andersson Contas-poupança”

Aproveite a minha boleia financeira e veja como pode aumentar-se a si próprio. É só ouvir, clicando nos links mais abaixo. São uma espécie de programas de rádio para escutar enquanto faz outras coisas.

Quem tem um crédito à habitação, tem quase de certeza um seguro de vida. É uma despesa que começa por ser relativamente pequena mas que pode transformar-se numa autêntica bomba-relógio financeira. Neste episódio explico-lhe como pode baixar o prémio do seu seguro de vida e poupar dezenas de milhares de euros ao longo do seu contrato de crédito à habitação. Explico também quais são os cuidados que deve ter ao subscrever o seguro para que a seguradora lhe pague a casa, se lhe acontecer algum imprevisto grave de saúde.

É um dos 5 temas mais importantes que já tratei ao longo destes 10 anos de investigação de temas financeiros. Deixe o seu comentário aqui ou na aplicação em que estiver a ouvir.

 



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


11 comentários em “Podcast #9 – Como pode poupar no seguro de vida

  1. Avatar
    Evelina Martinho Reply

    Obrigada Pedro, vou insistir embora o pedido já tenha sido feito por email e a resposta foi esta:
    Cara Evelina Martinho
    Para que seja realizada uma atualização mensal do valor em divida do seu Crédito Habitação à seguradora Fidelidade, no âmbito do seguro de vida, informamos que é necessário solicitar à CGD todos os meses uma Declaração, para posteriormente apresentar junto da Seguradora.
    Estamos ao dispor.

  2. Avatar
    Evelina Martinho Reply

    Caro Pedro,

    Ouvi atentamente o seu podcast e resolvi solicitar ao banco CGD a comunicação mensal do valor em dívida, mas obtive como resposta que sou eu que tenho que solicitar mensalmente uma declaração do valor em dívida e comunicar à seguradora. Com este procedimento estão a dificultar o processo pois obrigam nos a ter todo o trabalho burocrático, quando julgo ser para a CGD um procedimento mais rápido e à partida pago pelo comissão mensal de gestão que pago.

    Obrigada.

  3. Avatar
    Cláudia Borges Reply

    Sr Pedro, muito obrigada pela sua preciosa ajuda!

    Graças a si, estou a negociar com a minha seguradora, através do banco, e aparentemente vou conseguir uma redução de 35% no seguro de vida.

    Pedem que cancele a apólice anterior e faça uma nova. É o procedimento normal?
    A simulação que me enviaram é para “Invalidez definitiva para qualquer profissão a 60%” (não é IAD nem ITP). Não cobre só o estado de dependência/vegetativo, certo?

    Fico muito grata se me conseguir responder!

  4. Avatar
    Patricia Reply

    Caro Pedro

    Adoro estes podcast e o programa contas-poupança.
    Depois de já ter pai e mãe a não pagarem comissões mensais aos bancos (levei-os a mudar para contas de serviços mínimos), também alterei o meu seguro de vida para ITP (uf!!! não fazia ideia!)
    Agora vou tentar seguir a dica de pedir ao banco para reportar à seguradora mensalmente.

    Obrigada por estar a contribuir para a literacia financeira do país, uma reportagem e um podcast de cada vez!!
    Bem-haja!
    Patrícia

  5. Avatar
    Sofia Reply

    Atenção aos períodos de carência caso se faça alguma alteração ao seguro de vida…

  6. Avatar
    João Carvas Reply

    Boa noite Pedro,

    No final do podcast fiquei aem perceber 1 coisa: afinal o banco não comunica a nossa dívida à seguradora (como diz no início), ou comunica 1x por ano (como refere no resumo final)? É que se for a última não deve fazer diferença passa a comunicar mensalmente.

    Cumprimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *