Podcast #6 – Como ter mais dinheiro em 2020



Como ter mais dinheiro em 2020?

Já pode ouvir o novo episódio do Podacast “Pedro Andersson – Contas-poupança”. São algumas dicas ou desafios que lhe lanço para o ano que se inicia e que aplico na minha vida.

Para quem não conhece o podcast, é uma espécie de programa de rádio em que uma vez por semana lhe dou dicas ou parilho consigo algumas reflexões sobre a forma como gerimos o nosso dinheiro. Pode ouvir no computador ou no telemóvel ou tablet enquanto faz outras coisas.

Gravo estas conversas enquanto viajo de carro e faço de conta que você vai ali ao meu lado. É uma espécie de boleia financeira semanal.

Subscreva (clique em “Seguir” ou “Follow” na aplicação que utilizar para me ouvir). Procure “Pedro Andersson” ou “Contas-poupança” no Spotify, iTunes ou SoundCloud.

Aqui abaixo tem o link. É só carregar no play e aumentar o volume.

Boas poupanças!



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

9 comentários em “Podcast #6 – Como ter mais dinheiro em 2020

  1. Avatar
    Maria Azevedo Reply

    Nunca perco um “Contas Poupança”!
    Parabéns pela iniciativa. Tudo o que seja para poupar dinheiro aos portugueses é ótimo.
    Obrigada.

  2. Avatar
    Luís Mendes Reply

    Bom dia Pedro

    quero agradecer imenso pelas suas dicas, que permitiram me poupar cerca de 2000 euros durante o ano de 2019.
    Quem diria que estava a desperdiçar este dinheiro todo!
    Recordo me perfeitamente da primeira reportagem que assisti na SIC, e sobre as plataforma de crowdfunding, como por exemplo a Raize ou a Hourses, que apesar de pouco investimento (100 euros), tem rendido mais que os vários depósitos que possuo nas instituições bancarias.
    Outra reportagem, que nos fez poupar imenso, foi sobre a simples descida de temperatura do esquentador. Numa casa de 4 pessoas, uma botija de gás não durava 1 Mês, depois da reportagem agora dura mais do dobro.
    Investimos também no PPR da Segurança Social, etc..
    No fim, ao fazer as contas, tudo somado dá cerca de 2000 de poupança no nosso agregado familiar.

    Obrigado mais uma vez

  3. Avatar
    Jorge Carapinha Reply

    Boa tarde Pedro
    Para fazer face aos imprevistos da vida, e eu a minha mulher, porque tínhamos um filho muito pequeno, subscrevemos durante muitos anos, seguros de vida “normais”, aqueles que só tem retorno se o segurado falecer, com pagamento de indemnização aos familiares. Os valores dos prémios já iam altos nos últimos anos de subscrição.
    Entendemos que poderíamos estar a deitar dinheiro fora, pelo simples facto de, na melhor das hipóteses virmos a morrer de velhice, ou de doença natural já neste período da vida.
    Pesquisei online se haveria algum seguro de vida com capitalização, isto é, caso não ocorresse ou ocorra a morte de um de nós, parte dos prémios pagos sejam devolvidos depois de decorrido X anos.
    Efectivamente existia, pelo que anulámos os anteriores seguros de vida, e subscrevemos os atrás mencionados, dado que criança já é adulta. Dentro de um ano atinge o limite temporal de subscrição do seguro, e já me informei que receberei cerca de 2000 Euros por pessoa.
    Pode não parecer muito mas, é preferível do que não receber nada.
    Poderemos eventualmente fazer nova subscrição, caso seja viável.
    Para o caso, os seguros foram subscritos na Associação Mutualista do Montepio, mas julgo existirem outras ofertas no mercado
    Cumprimentos e obrigado!
    Jorge Carapinha

  4. Avatar
    luis pinto Reply

    Viva,
    Estou a começar a assistir a estes podcasts e estou a adorar.
    Tenho usado uma das plataformas aqui mencionada (Mintos) a aconselho a todos.

    Obrigado Pedro pelo excelente contributo

  5. Avatar
    José Lopes Reply

    Olá Pedro!
    Pode explorar mais a questão das plataformas de P2P?
    Quais as mais seguras, comparar juros, etc…
    Como funcionam estas plataformas no que toca a declaração em sede de irs?
    E os juros tb tem de ser tributados a 28%?

    Muito obrigado!
    Bom ano!!!
    José

  6. Avatar
    celso Reply

    Bom dia Pedro,

    Aconselho a fazer uma revisão ao que tem na pagina abaixo de cada artigo. Tem imagens e links repetidos. Twiter, facebook “acompanhe-nos aqui” e a newsletter.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *