Quer saber se tem Insuficiência Económica nas Finanças?


Quer saber quanto ganha por mês (para as Finanças)?

Eu não imaginava que esta informação estava disponível. Obviamente, não é pública. Só está acessível a cada agregado familiar depois de entrar com a sua password no Portal das Finanças. Foi uma dica de Ricardo Pedro, no Facebook do Contas-poupança. Obrigado. Não conhecia. Todos os dias aprendo convosco.

Como perceberam na reportagem desta semana do Contas-poupança, só tem acesso ao apoio para fraldas quem pedir a isenção de Taxas Moderadoras por Insuficiência económica. Tem de acumular com um Atestado Multiuso de pelo menos 60%. Quem tem ADSE tem regras diferentes e muito melhores.

Mostrei na reportagem que deve pedir uma declaração das Finanças a dizer que tem Insuficiência Económica. Expliquei que no Portal do SNS deveria autorizar o Ministério da Saúde a perguntar ao Ministério das Finanças se tinha essa insuficiência ou não. Deve fazer isso.

Mas pode saber JÁ NESTE INSTANTE se tem direito ou não. E pode também, por curiosidade, saber qual é o valor mensal médio do seu agregado familiar com base em TODOS os seus rendimentos declarados ao fisco.

O seu rendimento médio mensal calculado pelas Finanças (Passo-a-passo)

  1. Deve ir ao Portal das Finanças, que já conhece muito bem (espero). Entra com a sua password. No motor de busca em cima deve escrever “insuficiência económica”.

2) De seguida, aparece apenas um único resultado. Não tem nada que enganar. Deve clicar no “Aceder”.

3) De seguida escolhe o ano que lhe interessa. Neste caso específico, interessa-nos o ano mais recente. Numa situação de conflito com as Finanças poderá ter de aceder a anos anteriores. Eles estão lá. Também pode, por curiosidade, perceber se anda a ganhar mais ou menos por mês em relação aos anos anteriores. Mas isso é só se for mesmo muito curioso. Não vai mudar nada :).

4) Aparece o resultado das contas que as Finanças fazem com todos os cálculos previstos por lei. No meu caso, aparece também o NIF do outro sujeito passivo. As Finanças calculam todos os rendimentos do agregado familiar e não apenas da pessoa que quer pedir a Isenção de Taxas moderadores por insuficiência económica. Já agora, sublinho que quando tem direito É PARA TODA A FAMÍLIA, e não apenas para quem pede.

5) Se clicar em “+ info”, vai ter toda a informação detalhada com todas as contas e continhas que entram na fórmula para saber se tem direito ou não. Como pode ver acima, diz logo “Sim” ou “Não” se tem direito a isenção. Portanto, só com isto já sabe se deve investir tempo em pedir esta isenção no Portal do SNS ou em ir ao Centro de Saúde pedir mais informações. Se disser “Sim”, claramente AVANCE.

Neste caso, o valor que lhe aparece em A deve ser sempre menor (nem que seja 1 cêntimo) ao valor que está em B (é 1,5 X IAS (indexante de apoios sociais) que este ano é de 435.76 €. É comparar.

Como poderão reparar, até o valor patrimonial da casa entra na equação e não apenas o valor dos salários e pensões.

Se tiver direito, o que faço?

Confirme se está a exercer o direito a não pagar taxas moderadores por insuficiência económica. Imprima esta página e confirme junto do seu Centro de Saúde ou no Portal do SNS que está isento.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


21 comentários em “Quer saber se tem Insuficiência Económica nas Finanças?

  1. Avatar
    Alberto Reply

    Bom dia,

    Em relação à Insuficiência Económica, fui informado pelas Finanças que realmente é feito automaticamente mas apenas para a pessoa em causa e nada tem a ver com a restante família (dependentes) pois calcula sobre todos os rendimentos obtidos no ano anterior pelo sujeito (calculo é feito em Setembro de cada ano).
    Mas existe um problema que tem feito diminuir esta atribuição pois calculam RendimentoBrutoMensalx14meses/12meses o que à partida faz logo ficar fora do limite do rendimento (1,5*IAS) pois este coeficiente não tem sido actualizado em conformidade com o aumento do salário mínimo.

  2. Avatar
    Carlos Guedes Reply

    Bom dia,
    Pedro estes passos no site das finanças tambem servem para pesquisar se temos ou não direito a tarifa social se energia, para isso basta pesquisar por, VULNERABILIDADE ECONOMICA, e seguir os passos como para insuficiência economica. Depois é confirmar se tem direito e apresentar na empresa fornecedora de energia para ter direito ao desconto da tarifa social de energia. Esta lá tudo calculado.

  3. Avatar
    Cláudia Reply

    Acabei de ligar para o nº disponibilizado pelo Sr. Pedro Andersson (217206707) e a resposta obtida foi a de que não sabem se esse registo é automático e que eu deveria entrar em contacto com o Centro de Saúde para saber essa informação, pois a mesma será do pelouro do Ministério da Saúde.

  4. Avatar
    Ana Sousa Reply

    Bom dia. Também a mim me aparece que não foram encontrados registos. É possível saber porquê? Obrigada.

  5. Avatar
    Isabel Silva Reply

    Quando diz que as condições na adse são diferentes e melhores parece-me normal que assim seja, uma que os funcionários públicos pagam para além dos 11% para a cga mais 3,5% para a adse.

  6. Avatar
    Beatriz Ribeiro Reply

    Não foram encontrados registos. É possível saber porquê? Obrigada.

  7. Avatar
    Vitor Madeira Reply

    Hummm… Muito curioso… Não sabia sequer que este conceito existia.

    Confesso que necessito de aprender mesmo muito mais acerca dos conceitos economico-financeiros, pois quando vejo este tipo de publicações fico mesmo quase a ver navios com tantos termos mais ou menos técnicos fora do minha zona de conforto.

    Mais uma vez, muito obrigado Pedro.

  8. Avatar
    Sergio Soares Reply

    Obrigado pela informação. Por alguma razão, no meu quadro, qualquer que seja o ano que escolha, aparece apenas a mensagem “Não foram encontrados registos”. Talvez seja necessário um pedido prévio para a AT começar a fazer esses cálculos?…

    • Avatar
      Marco Lopes Reply

      Os cálculos são automáticos e anuais (em setembro de cada ano) e não requerem absolutamente nada por parte do utilizador, pelo que sei.

      É com base nesse quadro / resumo / resultado, que as instituições do estado sabem se o contribuinte tem ou não insuficiência económica. Os organismos consultam esses dados e, por exemplo, a isenção de taxas moderadoras é automática, bem como a TARIFA SOCIAL DE ENERGIA!

  9. Avatar
    Andreia Reply

    Fui tentar e a mensagem é :

    Ocorreu um erro ao tentar realizar a operação.
    Por favor contacte o administrador aplicacional.

    Acho que voce é assustador para os serviços do estado :)))

  10. Avatar
    Marco Lopes Reply

    Caro pedro, ISTO É automático! Eu nunca precisei de justificar absolutamente nada junto do centro de saúde… O Centro de saúde tem acesso a toda a informação é actualiza a mesma TODOS OS ANOS!

    Isto está mais do que comprovado por mim.

    E já agora volto a insistir na injustiça que a fórmula do fisco acarreta para as famílias, uma vez que tem em atenção do PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO, mas não tem em atenção / DEDUZ as prestações que são pagas ao banco…

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Obrigado. Corrigi o texto. Em todo o caso, para usufruir do apoio das fraldas, tem de indicar esse facto no Centro de Saúde. Pelo que fui informado, esse apoio não é automático. Tem de ficar registado.

      • Avatar
        Fernanda Reply

        Tentei e aparece que não foram encontrados registos. É possível saber porquê? Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *