70% de desconto na segunda unidade é bom ou mau?


Faça (sempre) contas!

Claro que o que lhe vou dizer não é nenhuma novidade, nem física quântica. As contas que vou fazer a seguir qualquer um de nós as pode fazer. Mas como sei que a nossa cabeça é preguiçosa a fazer contas, sobretudo quando sentimos o impulso de comprar o que quer que seja, cá vai mais um exemplo de uma coisa que parece boa, mas é só “mais ou menos”.

70% de desconto (mas na segunda unidade)

Ontem fui às compras e à saída deparei-me com esta publicidade numa loja.

 

Como já publiquei neste artigo AQUI, agora – no fim do verão – é uma boa altura para comprar já os protetores solares do verão que vem. Pode conseguir descontos de 50% ou mais porque as lojas querem libertar stock. Ora, à primeira vista 70% pareceu-me bem. Será que era esta a oportunidade que estava à espera? Fiquei a olhar para este cartaz e simplesmente não consegui traduzir mentalmente que desconto é este.

Assim, decidi perder algum tempo com esta questão. Em primeiro lugar, obrigatoriamente tenho de comprar 2 produtos. Fazem os 70% de desconto na unidade de menor valor, logo convém trazer dois produtos iguais ou sendo diferentes, terão de ser do mesmo valor, se quiser maximizar o desconto. Portanto, o primeiro artigo não tem desconto NENHUM. Tem de ter isso logo em máxima atenção: Qual é o valor inicial do produto (É exagerado, face ao normal? Terá sido inflacionado?).

Em segundo lugar, terá de perceber se o desconto é imediato ou em cartão ou talão. Pode não lhe interessar fazer compras adicionais nessa loja específica. Seria dinheiro deitado à rua. Neste caso é imediato.

Mas quanto é que eu poupo se comprar 2 produtos iguais, se o segundo tiver 70% de desconto?

Vamos à matemática

Primeiro temos de saber quanto é 70% de desconto no produto específico. Vamos imaginar que a embalagem custa 20 euros. Arredondei o valor para ser mais perceptível.

Portanto, um produto que custasse 20 euros, com 70% de desconto ficaria em 6 euros. Seria um desconto excelente! Mas não se esqueça que tem de pagar uma das embalagens a 20 euros. Como a mais barata custa 6 euros, logo as duas ficam em 26 euros. Dividindo por duas embalagens cada uma fica em 13 euros, na média.

Feitas as contas assim, o desconto REAL em relação ao preço normal das embalagens acaba por ser de “apenas” 35%. Reparem como a comunicação do marketing faz toda a diferença: os nossos olhos vêm 70%, e o desconto que de facto vamos ter é de 35%. Recordo que a maior parte dos hipermercados nesta altura faz descontos de 40 e 50%. Isso já são compras melhores.

Nada de ilegal ou imoral

Sublinho que estas estratégias de marketing não têm nada de mal. Eles dizem que oferecem 70% de desconto na SEGUNDA unidade e é isso que fazem. Está lá tudo explicadinho e só não lê quem não quer. Mesmo os 35% de desconto REAIS podem ser uma boa opção se quiser um produto específico que não encontra mais barato em nenhum lado.

O que quero alertar é que temos de fazer bem as contas antes de comprar. O que conta é SEMPRE o dinheiro que vai pagar no final e não o valor da percentagem dos descontos. É a lição que quero sempre passar. Isto aplica-se a tudo na nossa vida enquanto consumidores. Posto isto, boas compras e aproveite bem as promoções se forem do seu interesse.

Com esta bitola já pode fazer melhor contas de cabeça. Se 70% na segunda unidade são 35%, percentagem inferiores serão sempre descontos menores. 25% consegue em quase todo o lado, portanto não precisa correr atrás destes supostos “enormes” descontos. São só para encher o olho. Não são nada de extraordinário.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

 



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


14 comentários em “70% de desconto na segunda unidade é bom ou mau?

  1. Avatar
    Vitor Madeira Reply

    Ó Pedro… Já reparou em como a (esmagadora) maioria das suas publicações sobre “descontos” em compras de super e hipermercado são sempre em lojas da Sonae…?

    Para quem segue (com estima, claro está) o seu blogue, a coisa fica assim meio… Amarga… Até parece que as boas compras só se fazem adquirindo nas lojas desse grupo quando essas lojas fazem promoções…

    Compare o preço desses produtos anti raios UV com os preços (SEM PROMOÇÕES) da LIDL ou da ALDI e verifique por si mesmo que esse até nem foi um bom negócio. Os mesmos produtos (embora de marcas diferentes) chegam a custar menos de metade do preço dos produtos anti raios UV que essas lojas vendem, e nem tem de esperar pelo final do verão para os adquirir a bom preço, pois estão à venda a preço reduzido logo a partir de junho.

    E mais: A DECO tem feito testes e análises aos produtos de “marca própria” desses cadeias e tem concluído que a relação preço-qualidade é efetivamente imbatível sendo que, na maior parte das vezes, para além da “escolha acertada” também recebem muitas vezes a distinção de “melhor produto do teste.”

    Se falar com a sua esposa para que ela experimente os cremes de dia, noturno e anti rugas (lendo também os relatórios da DECO) irá certamente concordar comigo num ápice. Nessas gamas, os preços andam na ordem dos 70% a 75% abaixo dos preços dos produtos ditos “de marca”.

    Vale a pena não ficar dependente das marcas, experimente por si mesmo.

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Olá. Já expliquei isso várias vezes. Moro ao lado de um continente. Não há nenhuma intenção escondida. Não gasto em combustível nem em tempo nessas deslocações. Quase todos os meus exemplos são de lá, os bons e os maus. Sempre que sei de outros publico. Se vivesse ao lado de um Aldi, seriam exemplos do Aldi. Não tenho como dar volta a isso. Só com as vossas contribuições. Só dou exemplos do jumbo quando vou ao cinema e passo por lá. Vou ao Lidl talvez de 2 em 2 meses. Ao pingo doce talvez uma vez por mês. Ao continente vou quase dia sim dia não porque só compro o que me interessa quando me interessa. Compreendo o que diz, mas não tenho uma equipe a fazer compras por mim. Talvez um dia… 🙂

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Mas não deixa de ter razão. É um facto. Tento sempre partir desses exemplos para as pessoas adaptarem ao sítio onde fazem compras. Neste caso nem referi a loja… De propósito. Não era importante. Era só a questão do cálculo.

      • Avatar
        Vitor Madeira Reply

        Pois, e só agora depois de ler a sua resposta é que me recordei que já o havia referido numa resposta anterior (que o Continente fica mais perto da sua área de residência), pelo que deixo o meu sincero pedido de desculpas caso as minhas palavras possam ter sido um pouco mais ásperas…

        Mas vá, quem sabe um destes dias o Pedro possa fazer alguns cálculos a mais e verificar que provavelmente e para alguns tipos de compras, talvez até compense passar pelo supermercado que fisicamente não se encontre mais perto de casa, mas que mesmo assim ajude no orçamento mensal lá de casa.

        Eu sou (muito) suspeito, pois tenho Continente, Lidl, Aldi e Pingo Doce mesmo perto de casa. Já o Intermarché é o que se situa mais longe, mas mesmo assim é o único que vende frango de churrasco (no *carvão*) para fora a 7 euros o quilo, pelo que compensa totalmente quando a família quer jantar aquele franguinho delicioso (quase) à moda da Guia.

        Bem haja.

  2. Avatar
    Ariana Reply

    Bom dia,
    Sempre que uma promoção é x% de desconto na segunda embalagem, eu divido esse desconto pelas embalagens que sou “obrigada” a comprar e obtenho a % real de desconto. Neste caso, é só dividir os 70% pelas 2 embalagens, que dá os mesmos 35% de desconto que o Pedro obteve com as suas contas, mas de forma mais rápida e fácil, acho eu.
    Cumprimentos, e obrigada pelo bom trabalho.
    Ariana

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Obrigado, Ariana. Tem toda a razão :). Compliquei sem necessidade. Mas assim ficam lá os passos todos. A sua sugestão é bem mais prática que a minha. Comprei.

    • Avatar
      Vitor Madeira Reply

      Precisamente. Muito fácil mesmo de efetuar o cálculo mental.

      Contudo, promoções deste tipo servem apenas para as grandes superfícies serem pagas pelos próprios clientes para que estes façam o escoamento das unidades que ficou após a época veraneante.

      Fazem-se melhores compras nesta gama de produtos se fugirmos aos artigos ditos “de marca.”

      • Avatar
        Ana Reply

        Faço sempre essa conta. Apenas compensa a quem adora (exemplo Piz buin) ou necessita daqueles protectores específicos para tipos de pele específica. Nós experimentámos este ano o do Lidl 30 para peles sensíveis e adorámos. Normalmente usavamos Nivea. Portanto protector a 4.99€ e after sun 2.99€ (dos melhores que já usei) do lidl compensa mais

        • Avatar
          Vitor Madeira Reply

          Pedro, como vê pela resposta da Ana, os meus comentários não são apenas “palavras”… 😉

          Um destes dias, experimente adquirir produtos da LIDL ou da ALDI e verifique por si mesmo que a poupança é muito mais compensatória do que pode parecer à primeira vista.

          E se o lema deste blogue é poupar, já fica com essa dica na sua lista de tarefas para uma futura publicação deste blogue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *