VÍDEO – Uma dica para não ser enganado na fatura da eletricidade





Fatura da luz – Um bicho de 7 cabeças?

A fatura de eletricidade continua a ser um pesadelo para muitos portugueses. Na reportagem do Contas-poupança desta semana expliquei-lhe como pode saber se está a poupar ou não, apenas olhando para uma pequena linha na sua fatura da luz. E como pode usar a página “Fatura amiga” da DECO para controlar os seus consumos de eletricidade e saber se é altura de mudar a potência contratada e para o bi-horário ou o contrário.

Aprender a ler uma fatura

Quando dá a contagem, perguntam-lhe pelo Vazio e fora do vazio. O que é isso, trocado por miúdos?

O Vazio é à noite. Normalmente depois das 10 da noite até nascer o sol. Fora do vazio é de dia: normalmente entre as 8 da manhã e as 10 da noite. Tem de ver exatamente as horas no seu contrato porque há vários ciclos diferentes de horas e de dias. Saber isto só é importante se tiver tarifa bi-horária. Muitas pessoas pensam que já estão a poupar só por terem a tarifa bi-horária. Nada mais errado.

Para perceber melhor, vamos comparar com os combustíveis. Ter a tarifa bi-horária é poder encher o depósito do carro a 70 cêntimos o litro depois das 10 da noite. Mas sempre que abastecer de dia, paga o litro a 3 euros. Já está a ver o que acontece se puser as máquinas a trabalhar antes das 10 da noite: Vai pagar uma brutalidade de eletricidade e não percebe porquê.

Fatura amiga

A plataforma Fatura Amiga (da DECO com o apoio da ERSE) é uma página na internet que o pode ajudar a poupar na fatura da luz. Basta ir a www.fatura-amiga.pt, registar-se e colocar os dados do seu contrato. Todos os meses coloca manualmente o que aparece na sua fatura e recebe dicas personalizadas sobre como pode baixar o que paga de eletricidade.

Também pode ver nesta página qual deve ser a sua potência contratada ideal. 80% dos portugueses sabe qual é a potência contratada que tem, mas metade deles não sabe quanto custa essa potência contratada. Podiam reduzir um ou 2 escalões e quase ter uma mensalidade de graça por ano só por fazerem isso.

Não se deixe levar pelos descontos

Quando lhe telefonarem a sugerir mudar de fornecedor de eletricidade pergunte sempre qual é o preço do kWh e compare com o valor que aparece na sua fatura. É só isto que tem de fazer. Não vá atrás da percentagem dos descontos. O preço do kWh (ou seja, cada mil watts que gasta em casa) é como o preço do quilo do açúcar ou do litro de combustível. É isso que tem de comparar antes de mudar de empresa.

Compare também o preço da potência contratada (é um x por dia). Mas esse valor acaba por ser irrisório no total da fatura na enormíssima maioria dos casos.

Num resumo simples, se lhe fizerem o kWh mais barato do que o que está hoje na sua fatura, mude.

Registar-se é gratuito e não recebe publicidade. Pode ver exemplos das faturas dos 10 maiores comercializadores, para aprender a ler a sua fatura. Se inserir as datas previstas para dar a contagem é alertado por e-mail todos os meses.

Depois registar o seu contrato e duas ou 3 faturas com todos os seus dados a plataforma faz gráficos para perceber o que anda a gastar e onde pode poupar.

Pode também simular quanto pode poupar se juntar mais roupas ou louça na mesma máquina ou se gastar menos horas de televisão. Basicamente, fica a saber onde pode cortar para poupar 5 ou 10% na sua fatura.

E não se esqueça de que se conseguir baixar os seus consumos vai baixar automaticamente os seus impostos, porque são uma percentagem dos kWh que consome. Baixa duas vezes a sua fatura.

E a linha, qual é?

Vamos então à dica mais simples para saber se anda enganado ou não.

Poucos já repararam, mas a lei obriga TODAS as empresas (do mercado liberalizado) a escreverem um frase na fatura a dizer se o cliente está a poupar ou não com os preços que tem, em comparação com a EDP antiga do mercado regulado (EDP Serviço Universal).

Pegue na última fatura que recebeu e procure esta frase
“Se optasse pela tarifa regulada, pagaria pelo mesmo consumo de eletricidade desta fatura” e depois aparece um valor.

O valor que lhe aparecer é o segredo para saber se está a pagar demais ou não. No caso da EDP comercial, se for negativo é porque está a perder dinheiro e deve mudar de contrato ou de empresa o mais depressa possível.

Como pode ver nestes exemplos, cada caso é um caso e há quem esteja a poupar e quem esteja a desperdiçar dinheiro. Depende do contrato que assinou.

E depois há empresas em que a frase está num português muito mal escrito. No caso da Luzboa a frase diz que há uma diferença mas não deixa claro se essa diferença é em benefício ou em prejuízo do cliente.

No caso da Endesa, acontece o mesmo. A frase tem lá o valor mas não se percebe claramente se o sinal negativo é bom ou mau para o cliente.

Alertada pela SIC, a ERSE diz que esteve a analisar atentamente todas as faturas dos comercializadores em mercado e, efetivamente, alguns (poucos) casos podem dificultar a compreensão do consumidor.

Se olhar para esta linha na sua fatura e está a poupar menos de 1 euro por mês está claramente na altura de mudar. Consegue de certeza muito mais barato.

Pode ver ou rever a reportagem desta semana neste link na página da SIC Notícias:

https://sicnoticias.pt/programas/contaspoupanca/2019-04-10-Saiba-se-esta-a-poupar-na-fatura-da-eletricidade

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).


15 comentários em “VÍDEO – Uma dica para não ser enganado na fatura da eletricidade

  1. Horácio Reply

    Olá Pedro,
    Através da sua sugestão para aderir à Fatura Amiga fui confrontado com umas contas, nas minhas faturas, que não batem certo.
    Por exemplo, a minha fatura de energia de março 2019 (Galp Energia) é constituída pelos seguintes itens:
    – Electricidade / 33,88 €
    – Gás natural / 0,00 €
    -Serviços / 0,00 €
    – Taxas e Impostos de Energia / 3,06 €
    – IVA / 8,01 €
    – TOTAL / 44,95 €
    Ora, fazendo a conta ao IVA da electricidade dá 33,88 € x 23% = 7,79 € e não os 8,01 € apresentados, ou seja, mais 0,22 €
    Nas faturas anteriores aparecem sempre estes 0,22 € a mais para o IVA, independentemente do valor da electricidade.
    Portanto, que componente é esta que não estou perceber?
    Fazendo a simulação na Fatura Amiga o valor é igual ao apresentado acima menos esses 0,22 €, ou seja, TOTAL / 44,73 €

  2. Ana Barra Graça Reply

    Boa tarde,

    A minha dúvida tem a ver com o facto de que recebo a minha factura EDP sempre electrónica via e-mail, – e não encontro a frase! Pode ajudar-me a encontrar a mesma?
    Muito obrigada
    Ana

    • filipa Reply

      Está antes da caixa com o valor da contribuição audiovisual (EDP Comercial, no meu caso), no fim da factura (YLCE numa outra casa)

  3. Susana Marina Mateus Saavedra Reply

    Olá Pedro,
    Pode dar uma dica em como saber qual a melhor opção para escolher a modalidade dos tarifários? Simples, bi-horário ou tri-horário?
    Será que a opção bi-horário torna-se vantajosa, colocando as máquinas a funcionar no horário de custo mais reduzido? Durante o dia todos os equipamentos serão cobrados com uma tarifa de valor superior… compensará?

  4. Carlota Reply

    Olá Pedro!
    Já tinha reparado nessa frase, e até já tinha feito as contas e constatado que ‘perdi’ no ano anterior €25.00! Mas fiquei sem perceber uma coisa: a frase diz “se optasse pela tarifa regulada…”, ora, não havia um prazo para todos mudarmos para o mercado liberalizado, pois o mercado regulado ia ser extinguido?? Obrigada e continuação de excelente trabalho!

  5. Manuela Vinhas Reply

    Logo que vi esta reportagem, pensei logo: “é para mim”. Peguei na fatura e fui ver a dita frase e o valor… MAS…
    Na minha fatura não tenho uma frase igual à indicada pelo Pedro Anderson. Na minha fatura consta: “informamos que de momento, a EDP comercial não disponibiliza uma oferta equiparada ao regime de tarifa regulada para o seu contrato de energia”.
    Fiquei quase com a sensação que não querem que eu saiba quanto estou a perder, tendo optado por não dar nenhum valor. Estarei eu longe da verdade?
    Obrigada Pedro por esta e todas as partilhas, que levo muito a sério e me permitem poupar.

  6. Maria Pimenta Reply

    Boa tarde!
    Na fatura da EDP Serviço Univeral não surge a frase “Se optar pela tarifa regulada, pagaria pelo consumo de eletricidade XXX”.
    O que fazer para ter esta informação?
    Grata

  7. Maria Pimenta Reply

    Boa tarde!
    Na fatura da EDP Serviço Univeral não surge a frase “Se optar pela tarifa regulada, pagaria pelo consumo de eletricidade XXX”.
    O que fazer para ter esta informação?
    Grata
    Maria Pimenta

    • Rui Correia Reply

      Boa tarde.
      Na EDP Universal não irá encontrar a frase que o Pedro Andersson falou, simplesmente porque a EDP Universal é a tal “antiga EDP”.
      Tem que perceber é se teria poupado se tivesse aderido a um comercializador/tarifa do mercado livre.
      Cumps

  8. Susana Marina Mateus Saavedra Reply

    Olá Pedro,
    Pode dar uma dica em como saber qual a melhor opção para escolher a modalidade dos tarifários? Simples, bi-horário ou tri-horário?
    Será que a opção bi-horário torna-se vantajosa, colocando as máquinas a funcionar no horário de custo mais reduzido? Durante o dia todos os equipamentos serão cobrados com uma tarifa de valor superior… compensará?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *