Os Fundos de Investimento nacionais mais rentáveis na semana passada


Por onde começar

Fiquei admirado com a quantidade de pessoas que leram o artigo sobre os meus Fundos de Investimento.

Normalmente, o português nem quer ouvir falar em produtos sem capital garantido.

Muitos perguntaram-me por onde começar. Semanalmente recebo informação da APFIPP (Associação Portuguesa de Fundos de Investimento e Fundos de Pensões) com os 10 Fundos nacionais mais rentáveis nos últimos 365 dias. Reproduzo abaixo a informação que recebo.

Como podem ver o fundo da Caixagest (CGD) rendeu quase 20% brutos. Não é brincadeira.

Têm interesse em que partilhe aqui no blogue semanalmente esta informação? Comentem sim ou não. Se virem interesse passo a publicar esta informação que recebo todas as semanas.

Atenção que reproduzo apenas o que recebo. Não faço análises nem dou conselhos.

Acham interessante?

Fico a aguardar as vossas respostas.

O leitor João fez-me entretanto o seguinte reparo que é MUITO IMPORTANTE. Quero que o leiam e que o entendam bem antes de verem os valores abaixo.

Gosto do seu trabalho mas devia ter atenção quando se põe a querer incentivar pessoas a investirem sem o mínimo de conhecimento ou avaliação do perfil de risco. Pode dizer que não incentiva, que só partilha informação, mas a verdade é que pela exposição que tem devia ter cuidado porque as pessoas vão atrás sem saber no que se metem, simplesmente porque referiu no seu blog ou programa. Tudo o que é relacionado com investimentos não é brincadeira. Não estamos a falar da mesma coisa que poupança de cupões.

Atenção a estes avisos da APFIPP:

 



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


35 comentários em “Os Fundos de Investimento nacionais mais rentáveis na semana passada

  1. Avatar
    Pedro Costa Reply

    Sim por favor, gostaria de receber essa informação.

    Obrigado por tudo

  2. Avatar
    Ilídia Lopes. Reply

    Sim, por favor, deixe a informação que recebe da APFIPP, sim. Obrigada.

  3. Avatar
    Fabio Neves Reply

    Sim pode continuar a postar sobre este assunto e derivados.

    Poste também as fontes originais de onde se podem ir buscar tais informacoes, os custos de abertura dos varios produtos, depósitos mínimos, custos e manutenção e outros extra, custos de movimentacoes, custos de levantamento, entre os outras taxas e “taxinhas”.

    Depois de tantos custos e impostos, no final por pouco dinheiro investido muitas vezes pode nem compensar fazer este tipo de investimentos. Mas pode sempre ajudar a malta e fazer varios tipos de simulacoes já com os custos, taxas e impostos 🙂

  4. Avatar
    Tiago Teles Reply

    Pedro, se o fizer, sugiro que pelo menos faça também um gráfico com os produtos de risco de grau 1 e 2. Serão esses efectivamente os mais importantes para a generalidade das pessoas.

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Ola Tiago. Para fazer isso tudo precisava deixar de ser jornalista e passar a ser consultor e passar a cobrar por isso. Eu dou as ferramentas, depois cada um tem de dar aos braços… 🙂

  5. Avatar
    JOAO JOSE LOURENCO Reply

    Bom dia,

    partilha por favor essa informação, a ver se pelo menos aprendemos a ler melhor estes mapas e gráficos para sermos menos influenciados pelos objectivos comerciais dos intermediários. Obrigado.

  6. Avatar
    Paulo Vieira Reply

    Boa tarde Pedro,
    Se vai divulgar o fundo que rendeu mais, e quanto %.
    A meu ver, e se me permite, deve também divulgar (com destaque) o que teve maiores perdas e de quanto %.
    .
    Para se dar destaque aos 10 mais.
    Deve igualmente dar destaque aos 10 MENOS.
    E mostrar bem as suas perdas.
    Como já escrevi outras vezes, no meu humilde ver, está a entrar num campo “perigoso”, de investimento de ALTO RISCO. Que só deve ser recomendado por profissionais da área e segundo as normas do setor.
    Eu sei… eu concordo… e já conversamos várias vezes sobre isso que o Pedro, NÃO está a recomendar nada. Apenas divulga algumas rentabilidades.
    Mas…
    Independentemente do que possa achar, e que diga que NUNCA está a recomendar (o que eu concordo), Muitas…mas mesmo muitas pessoas confiam em si… e mesmo que o Sr não queira, vão ler uma simples analise como nota positiva a investir.
    Abraço

  7. Avatar
    Vanda Santos Reply

    Olá Bom dia Pedro,
    Sim tenho interesse, tenho bastante vontade de tentar perceber este tipo de investimento, mas tanta informação com letras “pequenas” que confesso que baralha a malta :-).
    Obrigada pela partilha de informação que têm vindo a efetuar.

  8. Avatar
    Maria do Céu da Silva Baptista Milheiro Reply

    Sim, quero estar informada. Obrigada.

  9. Avatar
    Joao Reply

    Bom dia Pedro,

    Essa informação não é privilegiada. Está disponível para todas as pessoas todas as semanas no site da APFIPP: https://www.apfipp.pt/FrontOffice/informacaoDetalhada.aspx?id_info=5549&MenuCode=bottomHomePage

    Gosto do seu trabalho mas devia ter atenção quando se põe a querer incentivar pessoas a investirem sem o mínimo de conhecimento ou avaliação do perfil de risco. Pode dizer que não incentiva, que só partilha informação, mas a verdade é que pela exposição que tem devia ter cuidado porque as pessoas vão atrás sem saber no que se metem, simplesmente porque referiu no seu blog ou programa. Tudo o que é relacionado com investimentos não é brincadeira. Não estamos a falar da mesma coisa que poupança de cupões.
    Uma boa semana.

  10. Avatar
    Soares Reply

    Bom dia claro que sim… so nao sei ainda muito bem por onde começar talvez uma óptima possibilidade de um possivel reembolso do IRS que se avisinha. Continuação de bom trabalho.

  11. Avatar
    jorge Reply

    Parabéns pelo blog e pelo programa da SIC. Uma dúvida: É possível no IRS englobar apenas um tipo de rendimento? Exemplo, optar por englobar ações e fundos (anexo G) e não englobar juros de dep. a prazo (anexo E)?

  12. Avatar
    Hugo Vieira Reply

    Bom dia.
    Claro que sim.
    Desde que sigo o seu trabalho no blog, Facebook e YouTube, evoluí de forma fantástica em termos de poupança e investimento.
    Apesar de acompanhar as suas publicações relativas aos fundos de investimento desde o início, ainda não me sinto confiante sobre como e em que tipo iniciar.
    Muitissimo obrigado.

  13. Avatar
    Sónia Reply

    Quero muito ver este tipo de partilha! Existe muito pouca informação disponível em Portugal para se conseguir começar a investir. Não é fácil encontrar as formas que ensinem a analisar as opções existentes para depois investir. Muito obrigada por toda a sua partilha.

  14. Avatar
    vasco Reply

    Esta informação é muito interessante para quem quer começar a investir assumindo algum risco. Estes fundos têm nível de risco 5. E outras alternaticas com nível de risco inferior (3, 4?)

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      A informação é da APFIPP. São os 10 mais rentáveis. Os de risco menor são menos rentáveis. Mas tem a lista completa no site da APFIPP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *