O carro estava impecável e só tinha 200 mil km… mas afinal tinha 500 mil km

Escrito por Pedro Andersson

06.07.18

}
3 min de leitura

Publicidade

Estava como novo e tinha poucos quilómetros (era bom, não era?)

Continuo convencido de que uma percentagem gigantesca de carros em Portugal tem o dobro dos quilómetros do que o conta-quilómetros marca. É uma fraude nacional.

A reportagem que fiz sobre como pode saber se foi enganado ou evitar ser enganado teve um impacto enorme. Pode revê-la AQUI se ainda não viu e tem também AQUI alguns vídeos que mostram como os burlões fazem esta adulteração nos Conta-quilómetros.

Afinal tinha 500 mil km

Continuo a receber testemunhos de espectadores que ou evitaram uma má compra, ou descobriram a falcatrua e conseguiram corrigir o negócio. Leia mais este caso que acabei de receber:

Já algum tempo que andava a procura de um carro familiar e entretanto encontrei um anúncio de um Skoda Octavia de 2008 1.9 TDI na minha zona. O valor de mercado dele num stand era de 8.000€ e particular 7.000.

Fui ver o carro, muito sujo mas a nível mecânico e pintura bastante aceitável. Entretanto fomos negociando e acertamos 5.800€. O carro estava barato. Apresentava 217 mil km.

No dia antes da compra lembrei-me dos seus alertas e como o carro estava barato fui ao IMT online e fiz o pedido do certificado das inspeções mas não consegui logo na hora pois tinha de esperar 24h para a referência ficar disponível.

Como o rapaz era conhecido de uns familiares meus e tal comprei o carro. Passei o carro para meu nome e à noite recebi o certificado. Pimba. O carro tinha +- 500 mil km. Caiu-me tudo.

A minha mulher ligou ao vendedor e disse-lhe para vir buscar o carro que o carro tinha 500 mil km. Negociamos e recebi de volta 1.300€. Fiquei com o carro por 4.500 €.

Estes 1300€ agora estão de parte para reparar tudo o que o carro precisa. Mas pelo que me parece nem metade vou gastar.

Nem todos os casos acabam bem

No caso deste espectador, ele decidiu ficar com o carro. Mas nem todos os casos acabam bem e há vendedores que não assumem a diferença, sejam culpados ou não de fraude ou burla. Um vendedor também pode ser enganado.

Mas aqui a moral da história é: Espere pela Certidão do IMT antes de comprar o carro. São 27 euros que lhe podem poupar muitas chatices.

Para a próxima já sabe. Pela matrícula ou pelo VIN tente saber o máximo sobre a viatura antes de a comprar. Se está barata e impecável e com poucos quilómetros desconfie. Conselho de vendedor.

Acompanhe-nos AQUI

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança. Assim não perde nenhuma dica.

YouTube 

Facebook do Contas-poupança

 Pergunte no Grupo “Contas-poupança – As suas dúvidas”

Instagram

Twitter  

Se quiser um resumo muito claro e prático das dicas que demos nestes anos todos, pode adquirir o livro “Contas-poupança”. Escrevi-o com esse propósito.

É só clicar AQUI abaixo.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Devolução de propinas – Prazo termina esta sexta-feira

Mais de 165 mil jovens já pediram o Prémio salarial Atenção ao prazo! O prazo para pedir o Prémio Salarial, que prevê a devolução aos jovens do dinheiro que investiram na sua educação superior, termina esta sexta-feira, dia 31 de maio. Os licenciados e mestres que...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 e 6 meses e descem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (3 a 9 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PODCAST | #244 -Vale a pena investir em ouro? (A pergunta do Pedro)

Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de...

Jovens vão poder decidir a cada ano que regime de IRS preferem

Opção pelo IRS jovem é anual e poderá ser alterada ou renovada O novo modelo de IRS Jovem aprovado recentemente pelo governo é diferente daquele que ainda vigora atualmente, na medida em que prevê uma redução das taxas do imposto que incidem sobre os escalões de...

Rendas de pessoas deslocadas em trabalho vão poder ser deduzidas

Medida aplica-se a deslocados a mais de 100 quilómetros de casa As pessoas que tenham de ir trabalhar para mais de 100 quilómetros de distância da sua residência habitual e pretendam rentabilizar a sua habitação enquanto estão fora vão poder deduzir a esse rendimento...

Garantia pública extingue-se quando jovens pagarem primeiros 15% do empréstimo

Garantia pública de até 15% aplica-se a casas até 450 mil euros O governo aprovou recentemente uma garantia pública de até 15% para ajudar os jovens até aos 35 anos a conseguir financiamento para comprar casa. Na segunda-feira, ao terminar o Conselho de Ministros...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (27 de maio a 2 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Medicamentos grátis a partir de 1 de junho para quem tem CSI

Publicada em Diário da República comparticipação a 100% em medicamentos para idosos com Complemento Solidário O diploma que estabelece que os idosos que recebem complemento solidário passam a partir de 1 de junho a ter direito a medicamentos comparticipados sujeitos a...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

6 Comentários

  1. Marco Lopes

    E impressionante a quantidade de fraudes que vamos tendo conhecimento!
    Estes casos deveriam dar penas de CADEIA…
    E o estado é em parte culpado, pois deveria tomar medidas… uma vez que obriga os carros a serem inspeccionados, também deveria ZELAR pelos interesses dos contribuintes, criando sistemas de ALERTA IMEDIATOS quando um veículo fosse a um centro de inspecções com QUILOMETRAGEM INFERIOR à inspecção ANTERIOR!

    O que tem o estado a dizer sobre estes CRIMES??

    Responder
  2. Francisco

    “Há vendedores” com “h”. 🙂

    Responder
    • Pedro Andersson

      Obviamente. Obrigado. Queria poupar nos “h” mas vocês não deixam. Ainda bem :).

      Responder
  3. Miguel Maio

    Com é que os Centros de Inspecção detetam isto (como provado na certidão) e nada fazem? Só servem para inspeccionar pingas de óleo e coletes refetores? Como é que se levam as mão disto e ninguém responsabiliza os centros? Esse carro devia ficar automaticamente confiscado a não ser que o dono provasse o motivo da mudança de kms. Mas, em Portugal, pagamos para nada. É preciso é pagar.

    Responder
  4. Pedro Silva

    Mas ha um problema , pelo que sei os centros de inpecção não levam a sério os kms da viatura . Já me aconteceu várias vezes , o inspector pedir-me para ser eu a dizer-lhe os kms . Numa das vezes , o inspector deve ter percebido mal o que eu disse e apontou 1 000 kms a mais . Claro que não foi grave , mas imaginem se apontasse 100 000 kms a mais , eu passaria por vigarista quando fosse vender o carro ! Penso que a legislação deveria levar este assunto mais a sério e obrigar não um , mas dois inspectores a verem e a registarem os kms , isto para o bem de todos , até porque os inspectores também são consumidores !

    Responder
  5. António Sarmento

    Pela 2 inspeções que teve em 2016 esse veículo não teve só uma alteração de kms, teve sim envolvido num desastre automóvel que obrigou a nova reinspeção para poder circular, não acham ? Se o veículo data de 2008 qual a razão de fazer uma inspeção em 2009 ? Não seria 2012 (4 anos após matrícula) ? Há muita coisa por explicar para mim mau negócio. Querem comprar e confiar em quem compram ? Fácil peçam a capa de todas as intervenções (revisões, reparações, inspeções) no veículo mais as fotos+comunicações da seguradora ao proprietário. Se a venda não começar pelo negativo (riscos, amolgadelas, acidentes etc, reparações) enquanto compradores querem ser enganados, haverá algum veículo com 10 anos que não tenha nenhum arranhão ? Impossível, vejam o que acontece nas estradas acham isso possível ? Comprar novo é uma coisa usado tem histórico. Se não querem saber do histórico é porque querem ser enganados. 😉

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.