VÍDEO – A app que lhe diz que impostos tem de pagar (dentro do prazo)

Uma app e débitos diretos de impostos

A partir de agora tem duas novas ajudas para nunca deixar passar o prazo de pagamento dos seus impostos. Tem uma app, que se chama “Situação fiscal” e pode também aderir já aos débitos diretos dos impostos que escolher. Eu já aderi ao IUC dos dois carros cá de casa. Para mim era uma dor de cabeça saber em que mês de matrícula tinha de pagar o importo de circulação de cada um.

Paguei o IUC ou IMI fora de prazo

E fui multado. Já me aconteceu algumas vezes. Como nesta situação. É totalmente desnecessário dar esse dinheiro ao Estado. Tinha muitas outras maneira de gastar esse dinheiro.

Como funciona a app “Situação fiscal”

Basta instalar a app através da loja de aplicações do seu sistema operativo. Tem para Android e iOS, e creio que para Windows phone também.

Pagar impostos pelo telemóvel

É sobretudo útil para os mais distraídos ou os que não estão para se preocupar com isto. Se tudo for automático, pode facilitar a nossa vida desde que confiemos nos valores das Finanças.

Na aplicação para smartphone assim que a abre fica logo a saber que impostos tem para pagar nesse mês, qual o valor e se tem alguma dívida em atraso. A parte boa é que com um clique no telemóvel pode logo pagar o imposto e já está. Não precisa ir ao Portal das Finanças ver e imprimir guias de pagamento.

Já pode pagar impostos por débito direto

Esta é a segunda maneira de pagar impostos a partir de agora. Basta ir ao Portal das Finanças e clicar em aderir ao Débito direto. Preenche o formulário, confirma o seu IBAN e a partir desse dia os impostos que escolher passam a ser descontados na sua conta no último dia do prazo para o pagamento. É avisado com 15 dias de antecedência para que tenha dinheiro na conta nesse dia com o valor correspondente. Pode colocar limites ao valor a debitar e os prazos. Pode anular ou modificar essa ordem de débito direto a qualquer momento. Não paga nada por pagar os impostos assim. Tem mais detalhes aqui e o passo-a-passo.

Pode ver ou rever a reportagem desta semana aqui:

http://sicnoticias.sapo.pt/programas/contaspoupanca/2018-04-11-Como-evitar-multas-por-atraso-no-pagamento-de-impostos

Se tem medo dos débitos diretos, recordo que pode colocar limites, pode anular a qualquer momento e sobretudo pode imediatamente pedir ao seu banco que lhe volte a colocar na conta o que foi retirado sem ter de pedir autorização à empresa que retirou o dinheiro. Pode ver a reportagem que fiz sobre isso aqui se tiver alguma dúvida.

Acompanhe-nos AQUI

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança. Assim não perde nenhuma dica.

YouTubeInstagramTwitter e Facebook do Contas-poupança

Se quiser um resumo muito claro e prático das dicas que demos nestes anos todos, pode adquirir o livro “Contas-poupança”. Escrevi-o com esse propósito.

É só clicar AQUI abaixo.

 

8 comentários em “VÍDEO – A app que lhe diz que impostos tem de pagar (dentro do prazo)

  1. Maria Reply

    Sinceramente não sei Pedro… moro fora de Portugal e tentei fazer o download da app (Android) e diz que a app não está disponível no país onde me encontro 🙁 Parece que só quando for a Portugal (o que não é para breve) é que poderei fazer o download.

  2. Maria Reply

    Uma nota: a app nao está disponivel para download para quem mora fora de Portugal, é pena…

  3. Maria Reply

    Uma nota: a app nao está disponivel para download para quem more de Portugal, é pena… 🙁

  4. João Oliveira Reply

    Caro Pedro Anderson,

    A lógica para funcionar devidamente é suscetível de informar o principal, para essa solução de evitar coimas e juros funcionar o contribuinte tem que ter o principal ou seja dinheiro e nem sempre a vida corre como as pessoas pensam , já o débito directo só funciona para quem não tem que contar os “tostões” e tem sempre o disponível a transbordar.

    Hoje em dia as pessoas sabem bem o que tem a pagar pena é por vezes o orçamento mensal ser curto para muitos.

    Como lembrete até que é funcional mas para dar cumprimento á obrigação cada qual sabe da sua vida, principalmente o IMI que de á uns anos para cá subiu bem e até o sol se paga.

    Nada de especial a não ser bom para o estado como é habitual caso o contribuinte pague logo apesar de não ser benéfico para o contribuinte as coimas e juros se o mesmo faltar á obrigação dentro do prazo.

    Atentamente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *