Está poupar água? E a baixar a fatura?

Escrito por Pedro Andersson

16.11.17

}
1 min de leitura

Publicidade

Poupe água e baixe a sua fatura ao mesmo tempo

Com a seca severa e extrema que está a afetar o país, aproveito para vos recordar duas reportagens que fiz em 2014 e 2015 sobre como poupar água e baixar a sua fatura ao mesmo tempo.

Como sabem, o critério do Contas-poupança é puramente financeiro, mas neste caso cruza-se (e de que maneira) com a questão ambiental. Temos mesmo de proteger os recursos que temos. Já não estamos a falar do planeta que deixaremos aos nossos filhos. Estamos a falar de HOJE.

Dicas práticas para gastar menos água

Nesta reportagem , explico o que são os redutores e reguladores de caudal e como funcionam. Se viu a reportagem na altura (há 3 anos) se calhar é altura de fazer novamente o teste do medidor de cozinha para ver se não é altura de substituir os redutores que colocou quando viu a reportagem. Relembro que nos dias seguintes a este Contas-poupança os redutores de caudal esgotaram em muitas lojas do país :).

http://sicnoticias.sapo.pt/programas/contaspoupanca/2014-01-30-Como-reduzir-o-consumo-de-agua

Como controlar dia-a-dia o consumo da água e como ler a fatura da água

Nesta outra reportagem expliquei como podemos controlar a fatura da água, simplesmente olhando para o contador que temos em casa. E explico também, se tiverem paciência, porque é que pagamos tanto de água. Se calhar algumas das taxas que refiro ainda estão em vigor.

 

http://sicnoticias.sapo.pt/programas/contaspoupanca/2015-05-13-Sugestoes-para-poupar-na-fatura-da-agua

Vamos lá fazer a nossa parte para reduzir o consumo da água. Poupamos o planeta, poupamos Portugal e poupamos a nossa carteira.

Já fez “Gosto” na página de Facebook do Contas-poupança?

 

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (26 de fevereiro a 03 de março)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de lucro de cerca de 10% para as...

PODCAST | #218 – Vamos a contas | Tenho de declarar os Certificados de Aforro (e outros) no IRS?

Os Certificados de Aforro continuam a suscitar muitas dúvidas. Uma delas é se somos obrigados a declará-los no IRS e como se faz. Essa dúvida é também muito comum quando alguém começa a pensar em investir em produtos relacionados com as bolsas, como Fundos PPR, Fundos...

ÚLTIMO DIA | Prazo para validar faturas para IRS 2023 termina hoje

Já validou TODAS as suas faturas e do seu agregado familiar? Os contribuintes têm até ao final do dia de hoje (quarta-feira, dia 28 de fevereiro) para validar e confirmar as faturas relevantes para o IRS de 2023, após o Ministério das Finanças ter decidido prolongar o...

Arrendamentos | Burlas estão a aumentar. Conheça os sinais e como evitar

Burlas com falsos arrendamentos têm estado a aumentar nos últimos dois anos Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes De acordo com a PSP, as burlas com falsos arrendamentos têm vindo a agravar-se desde 2022, quer nos arrendamentos de casas de férias, quer no...

ÚLTIMA HORA | Prazo para validar faturas de 2023 prolongado até quarta-feira

Faturas pendentes - Prazo prolongado até quarta-feira A Autoridade Tributária (AT) prolongou por dois dias, até quarta-feira, o prazo para a validação de faturas relativas a 2023 no portal e-fatura, depois de constrangimentos no último dia do prazo inicial. Em...

Quer inscrever-se no regime do Residente não Habitual? Pode fazê-lo até 2025

Autoridade Tributária informou que os contribuintes elegíveis podem inscrever-se até 31 de março de 2025 Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Se está interessado em inscrever-se no regime do Residente não Habitual (RNH), que permite aos seus beneficiários...

EURIBOR HOJE | Taxa a três meses mantém-se, mas sobe a seis e 12 meses

Euribor mantém-se a três meses, mas aumenta nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham...

ELETRICIDADE | O indexado em Fevereiro vai baixar bastante – Vale a pena mudar?

O preço da eletricidade no OMIE está quase de graça É impressionante o que está a acontecer nesta última semana. O preço da eletricidade no mercado grossista está praticamente a zero. Os valores a que a eletricidade vai ser vendida e comprada amanhã, pelas empresas...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a três meses e descem a seis e 12 meses

Euribor sobe a três meses, mas desce nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um...

PODCAST | #217 – Qual é a forma mais simples de poupar na eletricidade?

A ouvinte Ana nunca mudou de empresa de eletricidade em toda a sua vida. Faz-lhe confusão mudar e acha que dá muito trabalho e sente que as outras empresas não lhe inspiram confiança. Este é um perfil muito típico dos consumidores portugueses. No episódio desta...

Publicidade

Artigos relacionados

12 Comentários

  1. Miguel Araujo

    Boa tarde Pedro,

    Gostaria de acrescentar uma forma de poupança de água que já implementamos aqui em casa:

    Sempre que tomamos banho, a água demora a aquecer. Pusemos dois garrafões de água, um de 7 Lts e um de 5 Lts. Para terem uma ideia, são duas pessoas a tomar banho, e por dia são cerca de 8 Lts de água que vão para o autoclismo.

    Já pensei também em obras e o lavatório deveria deitar a água para o autoclismo, pois há muito desperdício quando se lavam as mãos ou a cara.

    Gostaria que partilhasse esta ideia pois se todos o fizerem, são milhões de litros de água que se poupam por dia.

    Abraço

    Responder
  2. Mário

    Caro Pedro,

    eis um caso concreto, o meu.
    Enquando estive a habitar num apartamento, nós, um casal e 2 crianças pré-adolescentes, tinhamos um gasto médio mensal de 14m^3, o que dá algo na casa dos 115L/dia por cada um de nós.
    Creio que é um valor que está na média.
    Este consumo era para alimentação, sanita e banhos diários de chuveiro.
    E tomamos algumas medidas para termos este consumo: banhos rápidos e de chuveiro, garrafa de 1,5L no autoclismo, torneira fechada durante lavagem dentes/desfazer a barba, banhos seguidos, água do chuveiro para um balde enquanto não chega a água quente…

    Mudamos para uma vivenda mandada construir por nós.
    Temos jardim com árvores de fruta e legumes que são regados em caso de necessidade, páteo que é lavado semanalmente para limpar a sujidade da cadela, continuamos com os banhos diários de chuveiro e durante o verão temos de encher a piscina de montar (~3,6m^3) pelo menos uma vez!
    O nosso consumo passou para apenas 3m^3 média mensal!
    Ou seja, algo na casa de 25L/dia por pessoa (agora casal e duas jovens)
    E não é uma estimativa, é mesmo real.

    Onde está a magia, o truque?

    Simples … explicando.
    Como a vivenda foi construída por nós, optamos por fazer um poço na cave para recolha de água.
    Assim, quando chove, pouco tempo depois temos este poço/reservatório cheio ou quase.
    O poço tem um dreno para, caso encha demasiado, seja expelido para o exterior.
    Na casa, temos vários circuitos de água:
    – para alimentação (lavatórios) e máq. lavar loiça – diretamente da companhia
    – para sanita/jardim – posso comutar do poço ou da companhia caso o poço fique sem água
    – para banhos e máq, lavar roupa – posso comutar do poço ou da companhia caso o poço fique sem água
    A água do poço é extraída com uma simples bomba de balão.
    Em resumo, gastamos muito mais água mas, água potável, água que cada vez é mais escassa, reduzimos substancialmente (78,6%).
    Para além de medidas obrigatórias como paineis solares e outros, dever-se-ia também apostar na utilização da água das chuvas para, pelo menos, esta ser usada nos autoclismos.
    Para mim, é um crime que, no século XXI, deitemos água potável, valiosa, literalmente pela sanita abaixo quando, milhões não tem acesso a 1L de água potável!

    Infelizmente a fatura mensal não baixou na mesma proporção (há valores que não dependem do consumo) e o investimento foi um pouco elevado, o que faz com que o retorno financeiro seja só daqui a muitos anos.
    Contudo, os ganhos ambientais são enormes!
    Nestes cinco anos que estou a morar na vivenda, deixamos de consumir, apenas e só 660m^3 de água potável!

    E é isto.
    Abraços e continuação de um bom blog/programa.
    Mário

    Responder
    • Pedro Andersson

      Muito obrigado pelo seu comentário. Muito útil. Quanto custou o poço, motor e tudo envolvido? Custo final?

      Responder
  3. Mário

    Viva,

    o valor da construção do poço, que por acaso é mais uma piscina porque não se conseguia furar, e a necessidade de mais circuitos de água (na prática foram o dobro dos necessários), valores certos não sei porque foram englobados no valor total da construção.
    A bomba de balão, compra-se no AKI e afins por uns 150€, ou menos.
    Quando se está na fase de obter orçamentos, estes “pequenas” extras que se forem logo discutidos, podem ficar a preços muito simpáticos.

    Responder
  4. João Capela

    Boas
    Bonito é na factura da água:
    – ter alcançado o 2º escalão (o 1º só mesmo quando se vai de férias e não se gasta agua em casa), e a agua em vez de ser debitada x m3 em 1º escalão e o restante em 2º escalão, ser tudo debitado em 2º escalão;
    – pagar tarifa (taxa alterada para tarifa pois a taxa dos contadores foi proibida) fixa;
    – pagar tarifa variável;
    – pagar tarifa de aguas residuais fixa;
    – pagar tarifa de aguas residuais variável;
    – pagar tarifa de resíduos sólidos fixa;
    – pagar tarifa de resíduos sólidos variável;
    – pagar taxa de recursos hídricos água;
    – pagar taxa de recursos hídricos saneamento;
    cereja no topo do bolo:
    IVA sobre todas as tarifas taxas e afins

    Responder
  5. João Capela

    Boas
    Baixar a factura era acabar com o IVA nas taxas e acabar com as taxas fixas (paga o que consome)
    Mas assim as companhias de aguas não facturavam quando não havia consumo

    Responder
  6. afonso

    são ganda filhos da puta

    Responder
  7. Filipe Pedro

    caro Pedro,

    li num dos teus textos que tinhas um dispositivo que mede o consumo de agua dos duches, será que me podes dar a marca e modelo. por favor?

    obrigado.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.