VÍDEO – Comprar casa ou arrendar

Escrito por Pedro Andersson

28.06.17

}
2 min de leitura

Comprar ou arrendar? O que é melhor?

A pergunta não é fácil de responder. Há um fator emocional envolvido que deita abaixo qualquer tentativa de fazer contas racionais sobre as duas opções. Basta, por exemplo, que alguém queira deixar uma casa para os filhos ou que ache disparatado dar dinheiro todos os meses a alguém por uma coisa que nunca vai ser sua para as contas não fazerem sentido (mesmo que dê prejuízo ao fim de 30 ou 40 anos).

Mesmo assim, decidi que seria útil (tentar) fazer as contas da forma mais exata e racional possível.

Podem ver mais abaixo a reportagem desta semana do Contas-poupança sobre o tema.

Mas adianto já o critério que encontrei após falar com especialistas na área da venda e arrendamento de casas: somar todas (mas mesmo todas) as despesas envolvidas na compra da casa. Somar todas as parcelas ao fim de 30 ou 40 anos (o que for) e fazer o mesmo ao arrendamento (subtraindo as vantagens de deduções nos impostos). Aos valores totais da compra, divido pelo valor médio da renda mensal e vejo quantos meses ou anos a renda ultrapassa o valor total da compra da casa.

Há casos em que pode compensar e outros que não. Veja este exemplo e compare com a sua situação.

http://sicnoticias.sapo.pt/programas/contaspoupanca/2017-06-28-Comprar-ou-arrendar-casa-

As vantagens de arrendar

Ao arrendar, pode mudar de casa sempre que entender (ou quase), não tem de se preocupar com obras (se o senhorio as fizer), não paga condomínio nem impostos de propriedade como o IMI, se não gostar dos vizinhos e de barulhos pode procurar outro sítio. Se encontrar um emprego melhor cá ou até no estrangeiro não tem a preocupação de ter de vender a casa ou geri-la, etc. Evita muitas dores de cabeça. SE perder rendimento/ficar desempregado pode procurar uma casa mais barata sem perder a que tem.

As vantagens de comprar

A casa é sua. Faz dela o que quiser. Pode fazer obras sem ter de pedir autorização. Ao vender (se conseguir um bom valor) pode ter mais valias. Pode arrendá-la e tirar daí rendimento. Pode deixar uma herança para os filhos. Assim que a acabar de pagar deixa de ter essa despesa mensal, etc.

E há mais situações que são mais emocionais do que propriamente financeiras.

Se tiverem mais sugestões de vantagens/desvantagens sintam-se à vontade para as deixar nos comentários. Há pessoas que precisam de algumas dicas para ajudar a decidir, quando a opção não é clara.

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PODCAST | #122 – Em qual destes 4 estados financeiros está neste momento?

Qual é o seu estado financeiro atual? Em qual destes 4 estados financeiros você está neste momento? É muito importante fazer esta avaliação pelo menos uma vez por ano. As opções vão do "saudável" ao "sobreendividado". Talvez fique supreendido por verificar que muitos...

FUNDO AMBIENTAL | Já recebi o reembolso de 85% dos 4 painéis solares fotovoltaicos

Já recebi o reembolso de 85% do Fundo Ambiental Estava eu de férias, quando recebi uma SMS do banco a dizer que tinha uma transferência nova no valor de 1.224,10 €. Já ando há tanto tempo à espera deste valor específico que percebi logo que era o reembolso de 85% do...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (8 a 14 de agosto)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

RESULTADOS PRELIMINARES | Compensa abastecer com o diesel aditivado de marca?

Diesel aditivado de marca | O resultado do meu teste Neste artigo AQUI, expliquei que estou a tentar tirar a dúvida se compensa pagar mais por combustível aditivado de marca porque compensaria no maior número de quilómetros percorridos. Basicamente, pago mais...

Como mudar para uma conta de serviços mínimos bancários e poupar 80 € por ano

Como mudar para uma conta de Serviços Mínimos Bancários Fiz um post ontem muito simples no facebook a dizer que ia mudar uma conta para conta de serviços mínimos bancários para poupar 80 euros por ano. E prometi que ia depois contar como correu. Mas não estava à...

PODCAST | #121 – Compensa pagar mais por combustíveis aditivados de marca?

COMPENSA PAGAR MAIS POR COMBUSTÍVEIS ADITIVADOS? Esta é uma das grandes dúvidas dos portugueses. Eu sempre abasteci combustíveis simples ou low cost ao longo dos últimos anos e sempre me senti confortável com isso. Para mim, a grande questão é a poupança. Por outro...

EURIBOR | Prestação da casa sobe em média entre 39 e 104 euros em agosto

Prestação da casa sobe em média entre 39 e 104 euros em agosto para contratos com Euribor A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir acentuadamente em agosto nos contratos indexados à Euribor a três, seis e 12 meses, face às...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (1 a 7 de agosto)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (1 a 7 de agosto)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

PPR | Mês #21 – Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Julho 2022)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? Talvez não se aperceba disto, mas este artigo que está agora a ler pode ser um dos mais importantes que vai ler nos próximos anos para melhorar a sua vida financeira. Ao mostrar-lhe como funcionam os fundos PPR (com as suas...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Publicidade

Artigos relacionados

1 Comentário

  1. Maria

    Olá Caro Pedro Andersson,
    Vi a sua reportagem e, mais uma vez, agradeço o seu programa e blog. Há muito q faltava algo assim.
    No entanto, algo no fim q me tocou pessoalmente pois estou a vender o meu apartamento T2 ao fim de 17 anos. Quando referiu q ao vender há q ter em conta e incluir no preço a comissão da imobiliária e os juros q pagamos pelo empréstimo ao longo dos anos, ou outros, para vender com lucro, creio q na maior parte das vezes é completamente impossível recuperar-se determinados valores. O meu exemplo: considero q já é uma sorte vender pelo mesmo preço q o comprei. Obviamente depende das zonas, devido à valorização e de outras variáveis mas mesmo assim são casos raros ou então no segmento de luxo… Uma imobiliária leva no mínimo 5K de comissão, se considerarmos os juros de 17 anos, no meu exemplo, não tenho agora o valorça mas tenho em excel e fiz as contas, e sei q seria impossível acrescentar aquele valor à venda, pois nunca conseguiria vender. Tirando casos no fim dos anos 90 e início dos anos 2000 no boom imobiliário, antes da bolha, em q se comprava em planta para investimento e depois os preços inflacionavam de tal maneira q se vendiam com bom lucro, actualmente é raro alguém conseguir vender uma casa q comprou para viver tendo lucro com a venda da mesma, pelo menos nos casos em q recorreram a empréstimo bancário. Quanto ao tema concreto da reportagem: comprar vs arrendar, eu fiz as contas da minha ao longo destes 17 anos,(registo tudo) e considerando juros, abatimentos ao empréstimo, o valor q vou receber e o valor q ainda devo ao Banco (fiz melhoramentos mas não significativos em termos de valores), posso dizer q a casa me ficou por menos de 300eur/mês ao longo destes 17 anos. Obrigada mais uma vez e cumprimentos, Maria

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.