Contadores inteligentes de eletricidade – São bons ou maus

Bons ou maus? Do ponto de vista do consumidor.

É o que vou descobrir. Acabaram de instalar o meu. Vou passar a descrever aqui no blogue a minha experiência com o dito aparelho que, se não tem, vai passar a ter. É uma questão de tempo.

Contadores inteligentes de eletricidade
Contadores inteligentes de eletricidade

O que está a acontecer com os contadores inteligentes de eletricidade?

Em primeiro lugar, devo esclarecer que não pedi para me substituírem o contador de eletricidade. Recebi uma carta da EDP Distribuição a avisar que o iam substituir e que eu poderia marcar a data se quisesse. Ninguém me perguntou se queria.  Obviamente, esta substituição será vantajosa para a EDP Distribuição porque não precisará mais de funcionários para fazer a contagem casa a casa. Mas para nós será vantajoso?

Ontem (sexta-feira, dia 29 de Dezembro de 2017) fui surpreendido por um funcionário da EDP Distribuição a substituir o contador. Nem tocou à campainha a avisar que ia cortar a eletricidade. “São só 5 minutos sem luz…”, disse quando perguntei.

Não tenho de pagar nada pela substituição e a intenção é que tudo seja feito remotamente: a contagem e as alterações da potência contratada. Até agora, tinha de vir um funcionário a casa num dia e hora marcados para fazer isso.

Os cuidados que tive

Já que estava em casa, pedi ao funcionário para me “deixar” tirar fotografias aos valores finais do meu contador antes de o desligar. Nunca fiando. Conferi e confirmei que são exatamente os mesmos valores que o senhor (simpático) preencheu no documento de substituição do contador, assinado e datado. Bate certo. Isto é importante, porque a partir deste momento, a contagem começa a partir dos zero kWh. É como se fosse uma casa nova a estrear.

As dúvidas

Há várias situações que vou verificar a partir de agora. Pelo que li nos vários comentários no Instagram e no Facebook,  há pessoas que já passaram por isto e que denunciam que o consumo aumentou, que o quadro passou a ir abaixo muito mais vezes (para obrigar a aumentar a potência contratada) e que a tal contagem “automática” não passou a ser feita e que continuam a ter de mandar as contagens para não levar com as estimativas.

Também tenho um painel solar. Dizem-me que estes contadores podem contar como consumo o que o painel produz. Se isso for verdade vou ter de encontrar uma solução. Não sei se é verdade ou não, nem sei como conferir isso ainda porque o painel entra diretamente no meu fusível da arrecadação. Vou ter de ver isto com calma. Aceito sugestões.

O que vou fazer?

Como tenho um aparelho que mede segundo a segundo os consumos da minha casa e tenho todos os registos dia a dia há mais de 1 ano, vou verificar se o que o novo contador mede bate certo ao “milímetro” com os consumos que meço em casa. Sempre quero saber se há alguma “majoração” na medição do contador inteligente.

Quanto ao quadro ir abaixo, já pedi explicações à EDP Distribuição e vou fazer testes eletrotécnicos num laboratório para uma reportagem do Contas-poupança. Ainda não tem data marcada mas será brevemente.

Portanto, se tiverem curiosidade, sugestões, dicas ou dúvidas, continuem a acompanhar o blogue “Contas-poupança”.

Mais uma nota importante. A EDP Distribuição não é a EDP. É uma confusão de nomes que a ERSE quer acabar. A EDP Distribuição é quem vende eletricidade à EDP Comercial, Endesa, Galp, GoldEnergy, etc, etc, etc. Estes contadores funcionam independentemente da empresa que tiver contratada. Não confundam as coisas. Pensem na EDP Distribuição como a fábrica de eletricidade do país que não tem nome. Faça de conta que é de marca branca. Assim percebemos melhor.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança. Assim não perde nenhuma dica.



19 comentários em “Contadores inteligentes de eletricidade – São bons ou maus

  1. Pedro Pinto Reply

    Começou com o contador a ser alterado sem a presença do titular do contrato.
    Não existiu qualquer comunicação da ultima leitura do anterior contador (estranha-se!)
    O quadro vai abaixo muitíssimas mais vezes!!

    Levantam-se dúvidas sobre o consumo. E também sobre outras preocupações já verificadas noutros países da Europa e de outros continentes(por ex. nos USA)
    Como está a nossa privacidade, com estes contadores?
    https://takebackyourpower.net/
    https://inpowermovement.com/
    https://takebackyourpower.net/breaking-saskpower-ordered-remove-smart-meters-province/

    E a segurança:
    http://www.websegura.net/contadores-de-electricidade-inteligentes-vulneraveis-em-espanha/

    Estes “smart meters” serão prejudiciais à saúde?
    http://www.weebly.com/uploads/3/4/2/5/3425631/apelo-emf-2015.pdf

    EM 2013 na bloomberg
    https://www.bloomberg.com/news/articles/2013-08-01/germany-rejects-eu-smart-meter-recommendations-on-cost-concerns

    Dá que pensar!

  2. BRUNO Reply

    Boa noite,
    Para o caso de bidireccional do transito de energia, pode verificar a quantidade de energia que é entregue à rede da seguinte forma:
    – tem de aceder ao menu principal, pressionando o botão durante 2 segundos,
    – acede ao sub-menu “Registos” (pressionando os 2 segundos da praxe),
    – escolhe “totalizadores”,
    – a contagem com o código 1.8.0 indica o total do consumo em energia activa,
    – a contagem com o código 2.8.0 indica o total energia activa entregue à rede.

      • BRUNO Reply

        Se o intuito da instalação do painel for apenas para auto-consumo, não me parece que haja problema. Existiria se o propósito fosse injectar na rede, não estaria a ser contabilizado.

      • BRUNO Reply

        O 580 é normal, pois é o campo onde é contabilizada a energia reactiva consumida. Isto depende do tipo de equipamentos que temos a consumir na nossa instalação. Noutros contextos este valor já é facturado. O 880 é a contagem de energia reactiva, mas no sentido inverso (tal e qual como o 280), ou seja, da instalação para a rede. Não é comum haver incremento, talvez tenha alguma coisa a ver com os painéis, não posso afirma-lo.

  3. andrade Reply

    Por aquilo que me disseram já podemos ter uma tarifa bi horaria sem taxa adicional o que +e um logro. as horas de vazio do 181 são pagas a 0,0968€ mas das 10h às 22h pagamos o.2027€ em vez dos 0,1553€ normais para o corrente ano. NÂO COMPENSA Disse-lhe que ele fazia bem o seu papel mas que mesmo de cabeça eu via que a EDP preferia ter que investir mais para as horas cheias e dar – ou quase – os excessos – grátis aos espanhois em vez de melhorar a vida dos portugueses O nosso PR disse que ia ver o que espero que aconteça

  4. Bruno Daniel Reply

    O meu já foi substituído à muito tempo e foi o melhor que podia ter feito, agora o envio da leitura, não creio que esteja a ser feito pelo contador, o funcionário continua a vir ao prédio e encosta um aparelho que descarrega a informação em segundos, essa a grande diferença.
    Mudei porque passei para o Bi Horario e colocaram um desses contadores.

  5. Rui Santos Reply

    o consumo aumentou……
    Os novos contadores não provocam aumento de consumo. Já me substituíram o meu e não se verificou nenhum aumento de consumo. As variações de consumo (aumento ou diminuição) resultam das cargas (aquecedores, máquinas de lavar, …) que temos ligadas à electricidade.
    Todos os equipamentos que produzem calor (aquecedores, máquinas de lavar no programa de aquecimento, fornos, placas eléctricas…) são os que consomem mais energia.

    o quadro passou a ir abaixo muito mais vezes…..
    A protecção de sobrecarga (controle da potência contratada) do novo contador é mais sensível da que a protecção do disjuntor já existente, por ter uma tecnologia diferente. Apesar disso, a protecção de sobrecarga integrada no novo contador, só actua quando a carga ultrapassa a potência contratada (exemplo: num contador de um amigo meu, esta protecção só actuava quando a carga ultrapassava os 35A numa das fases – o contador é trifásico), quando a corrente correspondente à potência contratada (10,35 kVA), era de 15A por fase.

  6. Rocha Reply

    Gostaria saber onde posso adquirir um aparelho para poder regietar os consumos em minha casa.

  7. Isabel Reply

    A minha carta a avisar que iam mudar o contador, chegou depois de o contador ser mudado, ou seja, não dei conta, uma vez que é fora de casa, e assim, não consegui ver a leitura do contador bem como assinar algum papel.
    Já chegou a factura referente as datas da mudança e não foi mais do que costumo pagar, vou esperar para ver se continua assim.

  8. Bruno Reply

    Pergunta pertinente :a capacidade de comunicação bidirecional permite alterar as potências contratadas. E quem garante que as contagens são imparciais?

    • Celso Reply

      Instale um medidor que conta os impulsos. A partir dessas medições pode verificar que o contador está a funcionar bem ou mal. O Sr Pedro tem um que mede os consumos.

  9. Telma Filipe Reply

    Olá. A mim também ja me trocaram no ano passado mas também não tocaram a campainha e como estava a dormir não sei pelo barulho.. O que é certo é que até hoje nunca paguei tanto de luz como no mês em que trocaram o contador (cerca do dobro da luz). Já por várias vezes reclamei mas como o contador ja tinha ido para a reciclagem nem eu nem supostamente eles conseguiram confirmar a minha contagem… Enfim.. Marquem as vossas visitas para não receberem surpresas destas.. Cumprimentos Telma Filipe

  10. ana Reply

    Existem uns contadores digitais próprios para quem tem painéis solares.

    Segundo me informaram na EDP, mesmo com estes contadores tem que vir um funcionário da EDP cá a casa fazer a contagem.

    Aqui há uns anos cortaram-me a luz a uma sexta-feira por alegadamente não terem contagens. Que tinham, pois recebia um postal a pedir contagens e eu dava-as. O que eles alegaram é que um funcionário é que tinha que fazer a contagem de x em x tempo. Como “infelizmente” cá em casa trabalhamos, não está ninguém para abrir a porta ao funcionário. A sorte foi o meu vizinho me ter avisado que vinham cortar a luz e ter conseguido falar com a ERSE, pois caso contrário ficaria sem luz o fim de semana inteiro (é proibido cortar a luz em véspera de feriado ou fim de semana).

    Já agora, o meu contador não veio a 0, mas registaram na tal ficha o valor que ele lia.

    Contudo antes de me efectivamente mudarem o contador aconteceu uma coisa “caricata” à qual não achei piada nenhuma.
    Veio uma vendedora da edp tocar à campainha a dizer que muitas pessoas na zona se queixavam que não lhes estavam a ser aplicados os descontos correctos. Então abri a porta. Teve em conversa comigo (afinal o que queria era vender um contrato novo com a edp). Como aparentemente ia ter vantagens e ficaria com o contrato em meu nome, em vez de estar em nome do meu pai assinei.
    Por tira-teimas liguei para a edp e afinal as condições não eram as que ela me indicou e pedi para me cancelarem a operação, apenas mantendo a mudança de titular de contrato.

    Por ter valores de acertos muito fora do normal, na ultima factura que veio em nome do meu pai e por na factura indicar que tinham uma leitura real, liguei para a edp, indicando que os valores não correspondiam ao normal e que não tinha chegado a dar uma leitura (nem nenhum funcionário a tirou). Foi então que o operador me disse que tinham 3 leituras automáticas do meu contador e fizeram o cálculo por lá… O único detalhe é que um contador analógico (como o que tinha instalado) não dá leituras para lado nenhum.
    Ou seja, a edp tinha registado que o meu contador era digital e estava de facto a receber leituras (que não podiam ser da minha casa).

    Aqui começou o filme, cada vez que ligava para a edp para saber como estava a reclamação tinha que explicar todo o processo de troca de titular, e quando chegava à parte de o meu contador ser analógico, mas eles tinham registado como digital ninguém nunca acreditava em mim! Pensavam que não sabia distinguir, ou que estava a ver mal, que era impossível.

    Passados cerca de 4 meses, finalmente vieram 2 técnicos supostamente apenas para fazerem uma verificação do que se estava a passar, e quando viram o contador analógico nem souberam muito bem como aquilo foi possível e lá fizeram a troca.

    O meu maior receio era saber a quem é que eu estava a pagar a luz…. pois eles tinham leituras desde Outubro de 2016 de um contador digital, e isto passou-se em maio de 2017.

    No fim das contas, eles anotaram a leitura do meu contador analógico e fizeram acertos com os valores que tinha pago entretanto..

    E tal como disse nos comentários do facebook, desde a troca que pago quase o dobro da luz. Pagava cerca ce 35€ em 2 meses (no inverno era mais), e agora pago cerca de 30€ num mês!

  11. Joaquim Cerqueira Reply

    Sobre as novas dificuldades dos novos contadores
    A) possível majoracao contagem pode ter a ver com a capacidade de contagem integral do novo contador, ou seja, digitalmente é possível contar os picos, que nos contadores mecanicos (rodinha) nao era
    B) sobre o contador ir abaixo, antes o limitador de potência era mecanico, como os restantes disjuntor, tem uma curva de acção, o que permite aceitar picos de potência antes de disparar, os novos com cálculo integral vao ver isso tudo e limitar.
    Outros pontos
    Vantagem de ver contagem dos 3 tarifários que permitem avaliar a vantagem de mudar de tarifário.
    Vantagem no futuro de leitura em tempo real tipo ready
    Desvantagem se disparar por potência acho que o rearme pode ser realizado a partir de dentro de cada abrindo o corte geral, mas se for um disparo manual terá de vir a rua (imagina nas aldeias…. Ou pior alguem que o quer apanhar fora de casa ou abrir a porta) etc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *