Painel solar fotovoltaico – Balanço do mês 7

Mês 7 – Junho 2017

Para perceber se compensa ou não investir num Painel solar fotovoltaico comprei um em Dezembro do ano passado. Instalei-o no telhado do meu condomínio (com autorização dos vizinhos). Produz até 250 W de eletricidade para consumir em casa em tempo real, sem baterias.

Como podem ver no gráfico abaixo, quase todos os dias do mês de Junho atingiram 1,5 kWh diários. Para este número ter leitura, teoricamente podiam usar um aspirador no máximo durante uma hora sem parar todos os dias só com o painel solar a produzir eletricidade.

E quanto produziu em Junho?

Em Junho produziu (como podem ver abaixo) 44,988 kWh, mais do que em Maio (que teve alguns dias de chuva). Ou seja, se tivesse gasto tudo o que o painel produziu (que não foi o caso) teria tido uma poupança de 8,96 € (a cerca de 0,20 €/kWh) na fatura da luz.

 

Quanto tempo para amortizar o painel solar?

(Repito isto em todos os posts) Como sei que estão sempre a fazer esta crítica, relembro mais uma vez que sei muito bem que não estou a poupar tudo o que o painel solar produz. Como não tenho baterias, tudo o que não consumo instantaneamente é oferecido à rede sem qualquer retorno. Mas faço as contas com este total para que cada um possa usar estes valores para adaptarem ao vosso caso. Eu não sei se gastam ou não o mesmo que eu. Sempre que saio de casa desligo tudinho, pelo que durante o dia sobra sempre muita energia produzida pelo painel. (Fim da nota)

As contas de Junho

Dos 11 anos de retorno iniciais (dados de Dezembro 2016) para pagar os 620 euros que investi, desceu para 9,6 anos em Março e para uma média de 8,4 anos em Abril. Em Maio, desceu para os 7,9 anos. E agora, com os dados de Junho, vou ter o retorno do investimento em 7,5 anos. Espero que continue a baixar em Julho e Agosto. Depois a média volta a subir.

Podem ver aqui os artigos anteriores (mês 1, mês 2, mês 3, mês 4, mês 5, mês 6a instalação).

Um exemplo de um dia “perfeito”

A parte vermelha é o que o painel não produz normalmente a partir da Primavera porque há uma chaminé no telhado que a partir das 18h cobre com sombra o painel solar. Já expliquei essa minha “asneira” noutro artigo. Serve de aviso.

Acompanhem aqui no Blogue e no Facebook esta pequena aventura fotovoltaica. A ideia é ajudar os curiosos a perceber se no vosso caso é um investimento útil ou não e como funciona. Eu acredito que sim. Mas estou a fazer as contas para confirmar. Cá estarei para dizer se estou enganado ou não. Mas se por ventura estiver certo, e nessa altura decidirem avançar, já irão com 10 anos de atraso… ;). Se estiver errado, “pouparam” 620 euros por não terem avançado.



8 comentários em “Painel solar fotovoltaico – Balanço do mês 7

  1. Beatriz Moita Reply

    Boa Noite Pedro,

    Gostaria de saber porque optou por não comprar baterias?
    Não seria mais rentável acumular a energia ou o valor das baterias não compensa o ganho?

    Obrigada.

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Atualmente não tenho orçamento não para baterias. Rondaria os 5 mil euros.

  2. HT Reply

    Boas, obrigado pela partilha de informações, muito útil.

    Estava a pensar comprar dois destes painéis fotovoltaicos, um inversor e uma bateria para tentar tornar a coisa mais rentável (supondo que será um sistema de ligar directamente a uma tomada eléctrica da casa). Como é apenas para sustentar 2xTV+1xFrigorífico+1xArca+1xRouter e pontualemnte mais algum electrodoméstico em princío deve chegar. Sabem-me dizer onde comprar uma bateria? Será necessário mais algum equipamento para que os meus electrodomésticos irem buscar prioritariamente a electricidade à bateria instalada e não à rede da fornencedora de electricidade?

    Cumprimentos

  3. wilson costa Reply

    boas tarde, gostaria de saber como registar os paneisfotovoltaicos na EDP, já que me vieram estalar 4 desses paneis e estão registados na Direcção nacional de energia e geologia. a edp não terá que fazer uma alteração ao contador da luz, já que essa mesma energia se não for gasta entra no contador como fosse energia gasta por mim e por isso terei que a pagar, e eles vendem essa energia por mim criada??

  4. Diogo Cardoso Reply

    Não mete máquinas de roupa ou loiça a trabalhar durante o dia para usar a energia do painel por exemplo?
    Quero comprar um kit solar mas a duvida que tenho é quantos painéis necessito, série um bom artigo a criar no blog.

  5. Rui Reply

    Peço desculpa se alguém já mencionou o tópico da limpeza dos paineis. Eu tenho acesso fácil ao meu terraço pelo que faço uma passagem com pano húmido aproximadamente 1 vez por mês, em particular depois de um dia de chuva “suja”. Retira-se o pó e os dejectos de pássaros que levam a uma diminuição da eficiência.

  6. Acácio Bernardo Reply

    Excelente artigo , agora uma provação : investir os 600€ nas ações da Tesla e daqui a 10 anos, provavelmente poderei trocar por um powerwall 🙂

  7. Francisco Reply

    Seria uma boa ideia ter uma bomba de calor para aquecer a água e programada para o horário solar. Como se fazem banhos de manhã, durante o dia essa electricidade alimentava a bomba de calor e o frigorífico. Assim fazia um maior aproveitamento uma vez que não tem o banco de baterias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *