Viu o Contas-poupança… ganhou 26.400 €!

Uma grande prenda de casamento

Como já vos disse várias vezes, a coisa que mais me alegra é receber mensagens vossas a dizer que as dicas funcionaram e que pouparam realmente. Não é teoria!

Faz-nos sentir que o nosso trabalho vale MESMO a pena. Vejam este caso do espectador Igor Amaral que me contactou este domingo com esta mensagem. E aprendam. É mesmo assim que se faz. Com ou sem ajuda.

Muitas felicidades (já que acabaram de casar)! Presumo que esta poupança saiba bem no começo de uma vida em conjunto. Acho que foi a prenda de casamento mais cara que alguma vez dei :).

 

Boa tarde, Sr. Pedro.

Venho agradecer-lhe a reportagem espectacular sobre os spread’s do crédito habitação. Na semana a seguir à sua reportagem e com a documentação toda em mão, dirigi-me ao Santander Totta e expliquei em que ponto estava o meu crédito habitação com o Banco Popular, que tinha um spread de 3.75! O Santander ofereceu-me 2.95 e todas as despesas da transferência.

Dirigi-me então ao Banco Popular e perguntei se era possível renegociar o meu spread com eles, pois já tinha uma oferta para 2.95 de outro banco. Tratamos da documentação do pedido de renegociação e ofereceram-nos 2.75. Voltei a falar com o Santander e fizeram o pedido para um spread de 2, que não só foi aceite, como ainda baixaram para 1.95. Avançámos então para a proposta de crédito com o Santander.

Ao fim de uma semana telefonaram-me do Banco Popular, pois a bancária que estava a tratar do nosso caso tinha estado de férias, a saber se aceitávamos o spread de 2.75. Ao que eu respondi que não, pois o Santander ofereceu 1.95. Automaticamente a senhora ofereceu-me 1.75 para encerrarmos as negociações. Acabámos por aceitar a proposta do nosso banco, o Popular, na condição de ainda renegociarmos os seguros de vida e habitação pois os valores estão mais altos do que noutros bancos e companhias. No dia seguinte ainda telefonei para o Santander para informar da nossa decisão, quando a senhora me diz que o nosso crédito tinha acabado de ser aprovado e estava só dependente da avaliação e que se quiséssemos ainda tentava baixar para 1.65.

Acabámos mesmo por recusar e ficar no Popular pois não nos exigiram tantas subscrições de produtos( como seguros de saúde que iriam ser como um acréscimo na prestação) e não temos de subscrever obrigatoriamente os seguros do Popular, pelo que se não nos agradar os novos valores podemos sempre mudar de companhia.

Resumindo, não precisei de recorrer a nenhuma empresa para tratar do assunto e até ao momento poupámos cerca de 26.400€! Agora é aguardar pelos valores dos seguros, para saber quanto é que ainda vamos juntar a este valor de poupança.

Portanto, agradecemos-lhe imenso pela sua reportagem e pelo excelente trabalho que tem feito. Desejo-lhe muito sucesso! E conte sempre com dois espectadores assíduos à quarta-feira.

Tem spread acima de 2%?

exemplo-cr-spread

Se quiserem saber  a que é que o espectador se estava referir pode rever aqui em baixo a reportagem. Um outro espectador poupou 130 mil euros e outra 55 mil. Extraordinário!

Transfira o seu crédito à habitação e poupe milhares de euros

E também:

Transferência do Crédito à Habitação – as dúvidas

 

 

1 Comment

  1. Relativamente a “e não temos de subscrever obrigatoriamente os seguros do Popular,” isto já não é permitido por lei, e podemos pedir a alteração da seguradora envolvida com o crédito, nomeadamente no Santander.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.