Lisboa-Viseu a 110 Km/h. Vale a pena?

Vale a pena não passar dos 120 km/h?

Presumo que queiram uma resposta sincera.

Como sabem, tenho para mim a regra de testar as dicas que dou nas reportagens que faço no Contas-poupança. Numa das mais recentes, dei dicas sobre como poupar combustível através da forma de condução. Uma das conclusões a que cheguei após testarmos várias velocidades num carro cheio de sensores é que a velocidade mais económica são os 90 km/h e na auto-estrada os 110 km/h.

Testei.

Tive de ir a Viseu e fui de Lisboa até lá sem passar uma única vez dos 120 km/h. Compensa?

Financeiramente sim. Mas digo-vos francamente que foi das viagens mais horríveis e stressantes que já fiz.  Parecia que nunca mais chegava a meio do caminho.

O meu carro é de 2002. Não tem computador de bordo. Por isso, a poupança neste caso foi a olho.

Como faço esta viagem muitas vezes, sei que a acelerar (não digo a quanto) gasto quase meio depósito. Basicamente, um depósito quase não chega para a ida e volta. Como podem ver na foto, ao chegar ao destino, este foi o resultado. E não parti com o depósito completamente cheio…

20161110_013125

 

Sei, portanto que poupo DE FACTO muito (1 ou quase 2 traços) de combustível por não passar dos 120 km/h. Fiz a viagem de noite. Sem trânsito e sem pressa de chegar.

E vale a pena o tempo que se perde?

Demorei mais 40 minutos que o normal. Foi o “preço” a pagar.

Coisas boas: Em nenhum momento senti qualquer perigo na estrada, nem uma curva apertada demais por excesso de velocidade para a curva, ou uma ultrapassagem perigosa. Foi uma viagem calmíssima. A poupança foi acima do que esperava no combustível.

Coisas más: Mais 40 minutos de viagem e um stress que não estou habituado porque estava sempre a controlar a velocidade e as rotações do motor que poucas vezes passaram das 2 mil.

Fiz isto porque a minha mulher e os miúdos dormiram a viagem toda :). No regresso tentei repetir a proeza mas ao km 10 com todos a perguntar se o carro não andava mais e se estava a dormir, lá desisti e cheguei a casa antes do jantar.

Conclusão: se não tiver pressa e quiser MESMO poupar combustível, não passar dos 120 km/h na auto-estrada resulta. Com um computador de bordo conseguia dizer exatamente quanto. Tem é de ter muita paciência e um controlo fora do normal para um português típico. Nem sei como consegui.

20161110_003214

Pode rever a reportagem AQUI:

VÍDEO – Dicas para poupar combustível

1 Comment

  1. Eu tenho um clk 230 kompressor e devido ao desemprego tive que poupar no combustível e eu faço tudo o que aquele professor ensinou desde 2003 mas quanto eu ir a Viseu eu faço o que o carro embala ou seja arranco em primeira sem acelarar meto a terceira e depois a quinta e tudo so com o pé muito ao levezinho e depois é so deixar o carro embalar e o meu carro da 136 sem acelar, o pé vai sempre ao levezinho e o meu carro como tem 193 cv 2300cc ele da isso sem esforço nenhum e não presiso de ir com stress a 110 a hora mas nos vossos 1.9 para baixo nao sei se da mais de 110 com o pé levezinho no acelerador pela minha experiência nos meus carros antes destes acho que nao.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.