Método das 52 semanas – Melhor e menos “Doloroso”?

 Assim pode ser mais fácil poupar

Repito este post de fevereiro de 2016, para quem chegou a esta página entretanto. Achei interessante esta perpectiva de poupança mais realista e menos exigente.
O economista Roberto Carlos viu o Contas-poupança da semana passada (fevereiro de 2016) sobre técnicas de poupança e resolveu fazer uma mais rentável e (à primeira vista) menos dolorosa. Ora leiam.

Só faz isto quem quer 🙂

Lembro, para evitar os comentários do costume, que só faz isto quem quer e pode sempre adaptar às suas circunstâncias específicas. Não tem de ser com estes valores. O importante é ter UM método. Obrigado Roberto pela sugestão :).
“Sou licenciado em economia e após ter visto a vossa reportagem sobre as técnicas para pouparmos algum dinheiro pensei numa maneira que fará obter uma poupança superior à que mostraram das 52 semanas! Consiste no seguinte:
Uma semana tem 7 dias e cada dia vamos poupar:
1º dia:                                                          1€
2º dia:                                                          2€
3º dia:                                                          3€
4º dia:                                                          4€
5º dia:                                                          5€
6º dia:                                                          6€
7º dia:                                                        +7€
                                                               ______
Total:                                                          28€
 Como cada ano tem 52 semanas ao fim de um ano teremos a seguinte poupança:
52 semanas * 28€= 1.456€
Vantagens desta poupança em relação ao outro método das 52 semanas:
– A poupança final é superior: 1456€-1378€= 78€;
– Todas as semanas poupamos o mesmo valor (28€)
– Na semana 29, no método das 52 semanas já pagamos 29€, e com as três semanas a seguir ao final do mês pagamos (29€+30€+31€+32€=122€), um valor já superior ao que se paga pelo “meu” método. Mas se este mês já se paga mais, nos outros a seguir ainda vai pagar mais, por exemplo, nas últimas 4 semanas pouparíamos (49€+50€+51€+52€= 202€) cerca de 81€ a mais em relação ao meu método (202€-121€=81€). Isto até dá algum jeito pois no mês de Dezembro os gastos aumentam devido ao Natal e à passagem de ano e nunca tem tanto impacto no orçamento de uma família.”
Têm aqui a tabela a explicar este método:
Como vêem há métodos para todos os gostos. Só tem de encontrar o seu.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.