Eletricidade: Afinal os descontos são de quanto?

Podem ver ou rever aqui abaixo a reportagem desta semana do Contas-poupança. Mostro que muitos dos descontos no mercado liberalizado de energia não são o que parecem.

Veja sempre o preço do kWh após os descontos

Alguns espectadores criticaram o facto de não ter comparado com a EDP comercial. Não o fiz porque no caso da EDP Comercial os descontos são sobre os preços (até ao momento) do mercado regulado. Portanto, no caso da EDP a minha análise é que os descontos (bons ou maus) são reais face à EDP Serviço Universal. Portanto, estão a fazer o que, para mim, tem lógica.

Cada casa é um caso

Mas atenção, há empresas que têm melhores preços que a EDP Comercial, a GALP e a ENDESA. Tem mesmo de fazer as contas ao seu caso.  Há situações em que a GALP On ou a ENDESA até podem ser a melhor opção para si, apesar dos descontos não serem o que parecem.

O que pretendi alertar é que, quando fizerem comparações, seja com que empresa for não pode ser na base dos descontos mas sim dos valores “reais” da Potência contratada e do Termos de energia. Como quando têm de abastecer o carro: o que conta é o preço por litro e não o desconto que vos fazem…

20161004_170409

 

Qual é a empresa mais barata?

Outros espectadores insistiram na pergunta sobre afinal qual é a empresa mais barata. Não é possível responder a essa pergunta porque dependendo dos vossos gastos, potência contratada e tipo de tarifa os resultados são completamente diferentes. Têm mesmo de usar os simuladores (da DECO ou da ERSE).

Têm aqui os links:

Simulador de Eletricidade e Gás da DECO

Simulador de Eletricidade e Gás da ERSE

Caso tenham dúvidas sobre os resultados é simples. Vão à vossa fatura da luz e do gás e  está lá o detalhe de quanto pagam por dia de Potência contratada e de energia (por exemplo, no mercado regulado a energia é de 0,1634 €). Só mudam para outra empresa se vos fizerem menos de 0,1634 € por kWh.  O mesmo para a potência contratada.

NOTA: 1 kWh é ter, por exemplo, um secador de cabelo de 1.000 W ligado durante uma hora ou equipamentos equivalentes que perfaçam esse valor de consumo.

É assim que temos de passar a fazer!

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.