Não se esqueça de ir ao e-fatura todos os meses

É só um alerta para os mais distraídos. Como o meu caso :).

Em férias é muito fácil esquecer-me de ir ao e-fatura ver se tenho faturas pendentes à espera que eu diga a que categoria pertencem para entrarem no sítio certo no IRS em 2017.

No meu caso, como não ia lá há cerca de 1 mês e meio já tinha 113 faturas pendentes (11 de saúde e 102 “normais”). Por incrível que pareça, tenho ouvido algumas pessoas dizer que como se sentiram injustiçadas no IRS de 2015 (por receberem menos do que esperavam, ou por não terem recebido até agora, ou porque deixaram passar o prazo e depois não puderam entregar em conjunto e teve de ser em separado perdendo milhares de euros), este ano não vão pedir nenhuma fatura com NIF!

Como se estivessem a “castigar” o Estado… Não percebo. Estão a prejudicar-se a eles próprios. É bom que todos percebamos isso. Já vos disse aqui que peço fatura de tudo, no meu caso ao exagero. E não me tenho dado mal.

Screenshot_efatura

As minhas contas da devolução do IVA

Por ter pedido faturas com NIF em oficinas, restaurantes, hotéis e cabeleireiros (e agora veterinários), as Finanças deduziram-me (ao agregado familiar) em:

2013: 131,30 €

2014: 235,76 €

2015: 243,79 €

2016: já vai até julho em 115,56 €

Ou seja, nos últimos 4 anos recebi mais 726,41 no reembolso do IRS do que se não tivesse pedido nenhuma fatura com NIF. Na minha moeda oficial do “Contas-poupança” dá para comprar 1.614 litros de leite. Avaliem. Sublinho que é SÓ por pedir fatura com NIF. A mim não me dá trabalho nenhum. Mas cada um é que sabe.

Leia mais:

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Dedução por exigência de fatura com NIF vai baixar - Contas Poupança
  2. Não se esqueça de ir ao e-fatura - Contas Poupança

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.