IRS: Permitam-me um desabafo…

Na página de Facebook e no Blogue do Contas-poupança estou a ser “inundado” por questões de contribuintes que estão a receber menos dinheiro que nas simulações e ao verificarem as notas de liquidação (os que já as receberam…) que há deduções que desapareceram “misteriosamente”.

Perguntam-me se devem reclamar, uma vez que já receberam.


Meus caros amigos, a decisão é e sempre será vossa e de cada um. Reclamar dá trabalho? Sim, dá!

Vale a pena? Pode não valer… Podem meter-vos medo, dizendo que se reclamarem ainda podem ter de devolver o que receberam e pagar… Todos podem fazer e dizer tudo o que quiserem. Mas o dinheiro é VOSSO! Mesmo que a situação só fique resolvida daqui a 6 meses…


Não é por receberem (pouco) que já podem dar-se por satisfeitos… Vocês deixariam uma gorjeta de 300 euros num restaurante? Então porque é que alguns estão dispostos a abdicar de 300, 400 ou até 700 euros que pagaram “a mais” de impostos, SEM RECLAMAR?! Ou, pelo menos ir a uma repartição de Finanças perceber o que se passou e averiguar se o erro foi meu ou das Finanças? E aprender a fazer bem para o ano? E escrever no Livro de Reclamações?


Há mais de 1 ano que no “Contas-poupança” avisamos que este ano ia ser um “desastre” para muitos contribuintes. Porque não pediram faturas, porque não foram validar as faturas no e-fatura, fizeram a entrega do IRS sem simular…  Esses “erros” também se pagam. Mas pelo menos agora se dão pelos erros e não são nossos, o mínimo que podemos fazer é exigir que sejam corrigidos.


Estou a prever que muito dinheiro vai ficar nos cofres do Estado porque muitos contribuintes vão queixar-se imenso do sistema mas não vão reclamar onde devem… Termino por onde comecei… a decisão é só de cada um. 


Por favor continuem a “inundar-nos” de reclamações, mesmo que não dê para responder a todos. Só assim percebemos a dimensão dos “bugs” das finanças e dos outros… :).

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.